quinta-feira, 31 de março de 2016

O Mês em Resumo: Um mês turbulento na política nacional

O quadro O Mês em Resumo traz os principais fatos do mês de março, um mês de alta tensão na política.



Março de 2016 foi um mês em que a temperatura não parou de subir. A cada dia uma nova denúncia, um novo fato e tudo aconteceu numa velocidade espantosa. Tudo começou no dia 3 quando a revista Istoé antecipa sua edição semanal trazendo o conteúdo da delação do senador Delcídio do Amaral apontando que Dilma Rousseff e Lula estavam envolvidos na Lava Jato. Isso causou enorme abalo, mas era o começo da turbulência.





No dia 4 de março a operação Lava Jato chegava à 24ª fase, chamada de Aletheia. O alvo era o ex- presidente Luís Inácio Lula da Silva que é levado por agentes da Policia Federal sendo conduzido coercitivamente. No depoimento de mais de 3 horas Lula teve de explicar o porque de receber propinas de empreiteiras envolvidas no Petrolão. Logo após o depoimento disparou a metralhadora giratória raivosa contra o juiz Sérgio Moro e a imprensa e disse que a jararaca estava viva.





No dia 13 de março os brasileiros voltaram às ruas. Mais de 3 milhões de pessoas ocupam as ruas nas capitais protestando a favor do Brasil e contra o governo. Em São Paulo a Avenida Paulista é tomada por mais de 500 mil pessoas superando os comícios das Diretas Já.







No dia 16 Lula aceita o convite de Dilma para assumir a Casa Civil. O objetivo era dar foro privilegiado numa clara demonstração de desespero. A temperatura subiu quando no começo daquela noite o juiz Sérgio Moro divulga conversas telefônicas envolvendo Lula e Dilma. Para Moro, a presidenta agiu com o objetivo de obstruir a justiça, configurando crime de responsabilidade. Era a senha para novas manifestações, principalmente em Brasília na frente do Palácio do Planalto. No dia 17 Lula é empossado ministro, só que não. Uma série de liminares impediu Lula de tomar posse e o ministro Gilmar Mendes suspende a posse. No dia 22 o ministro do STF Teori Zavascki decide que as provas contra Lula teriam de ser devolvidas ao Supremo.

No Congresso é aberto o processo de impeachment. A OAB decide apoiar o impeachment e o PMDB decide sair da base aliada do governo. Atos a favor do governo e do PT fervilham, ufa, isso é democracia.



Agora os outros fatos do mês. O ex- senador Luiz Estevão foi preso devido ao seu envolvimento nas denúncias de desvio de R$ 1 bilhão das obras do TRT de São Paulo.



A Polícia prende uma quadrilha de pessoas que nas redes sociais ofenderam com racismo as atrizes Taís Araújo, Sheron Menezzes e a jornalista Maria Júlia Coutinho, a Maju.



Aprovada no Congresso a venda da pílula contra o câncer, feita à base de fosfoetanolamina. A pílula havia sido reprovada por registrar baixa eficácia.



O ex - presidente da Vale Roger Agnelli morre em acidente aéreo junto de outras seis pessoas na tarde do dia 19. O avião experimental havia decolado do Campo de Marte e três minutos após a decolagem bate em um conjunto residencial matando todos os ocupantes do avião.



Um crime que abalou Brasília. A estudante de Biologia Louise Ribeiro é covardemente assassinada por Vinícius Neres, de 19 que confessou o crime. Vinícius dopou Louise com a substância clorofórmio dentro do laboratório de química da UnB e levou o corpo até o Setor de Clubes Norte onde deixou a vítima. No depoimento demonstrou extrema frieza ao detalhar como cometeu o crime.





O terror volta a assombrar a Europa. O alvo da vez foi a Bélgica. Na manhã do dia 22 três ataques simultâneos mataram 32 pessoas. Os ataques foram na estação do metrô de Maelbeek e no aeroporto de Zaventem em Bruxelas. O ato liderado pelo Estado Islâmico ocorre quatro dias após a prisão de Salah Abdeslam, considerado o mentor dos atentados de Paris em 13 de novembro do ano passado. O califado jihadista sofre duas baixas com a morte do número 2 na hierarquia Mustafa al - Qaduli e a retomada pelo exército da Síria da cidade de Palmira depois de dez meses de ocupação. Na Turquia dois ataques terroristas deixaram 71 pessoas mortas.



Um momento histórico. O presidente americano Barack Obama visita Cuba durante três dias e faz discurso afirmando que era a hora de enterrar a Guerra Fria nas Américas. Na campanha presidencial Donald Trump segue liderando as primárias pelo partido republicano e no lado dos democratas Hillary Clinton segue à frente.



A tenista russa Maria Sharapova é flagrada no exame antidoping pelo uso de meldonium, substância proibida que a partir deste ano entrou na lista de substâncias causadoras de doping. O teste feito durante o último Aberto da Austrália deu positivo e a consequência é o abandono de empresas que patrocinavam a atleta como a Nike e a Porsche. Ainda no tênis uma declaração machista do diretor do torneio de Indian Wells o levou à queda, tudo porque o sérvio Novak Djokovic declarou que os tenistas homens devem ser bem remunerados do que as mulheres. Quem não gostou nada disso foi a americana Serena Williams, número 1 do ranking feminino.






Johan Cruyff foi para muitos o reinventor do futebol. Cérebro da fantástica seleção da Holanda que ficou conhecido como Carrossel Holandês ajudou a implantar o futebol total onde não havia esquema e posicionamento dos jogadores. A Holanda perdeu a Copa de 1974 para a Alemanha, mas deixou gravado o seu nome na galeria dos grandes jogadores de futebol. Como técnico dirigiu o Ajax e o Barcelona divulgando suas ideias. Mesmo sendo grande jogador, Cruyff foi um fumante inveterado e o cigarro o acompanhou até 1991 quando fez uma ponte de safena. Um câncer no pulmão o matou no dia 24 aos 68 anos. Ainda no futebol o mês ficou marcado pelas mortes do argentino Roberto Perfumo que jogou de zagueiro no River Plate, Racing e Cruzeiro. Perfumo morreu no dia 10 quando sofreu traumatismo craniano devido à uma queda na escada de um restaurante. No dia 17 morre o ex- jogador Luís Carlos Toffoli, o Gaúcho que jogou no Palmeiras onde chegou a defender dois pênaltis e no Flamengo onde foi ídolo e foi campeão da Copa do Brasil de 1990, campeão estadual de 1991 e campeão brasileiro em 1992.



Considerado como quinto Beatle, o produtor George Martin revolucionou o papel do produtor na música pop. Martin descobriu o talento musical de quatro rapazes de Liverpool e catapultou os Beatles ao sucesso. Foi produtor de quase todos os álbuns da banda entre 1962 e 1970 quando a banda se desfez. George Martin morre no dia 8 aos 90 anos.



Naná Vasconcelos descobriu a música quando ganhou um bongô aos 11 anos e a partir daí fez da percussão uma arte. Considerado o maior percussionista do mundo por oito vezes, Naná gravou ao lado de artistas renomados como B.B King, Talking Heads e Egberto Gismonti de quem era seu grande amigo e estava preparando uma nova turnê, mas uma embolia pulmonar o matou no dia 9 aos 71 anos.









Outros mortos do mês foram: Keith Emerson, tecladista da banda de rock progressivo Emerson, Lake and Palmer que cometeu suicídio (11 de março), Severino Filho, fundador do grupo musical Os Cariocas, referência na fase de ouro da Bossa Nova e pai da atriz Lúcia Veríssimo (1º de março), Nancy Reagan, ex-primeira dama durante o governo de seu marido Ronald Reagan entre 1981 e 1989 e tinha um temperamento autoritário (6 de março), Berto Filho, locutor durante muitos anos de telejornais em especial o Jornal Nacional aos sábados cobrindo ausência de Cid Moreira (12 de março), Petrúcio Melo, ex- jurado dos programas de Chacrinha e Sílvio Santos (31 de março) e Frank Sinatra Jr, filho de Frank Sinatra jamais repetiu o sucesso alcançado pelo pai (16 de março),

Em abril tem mais retrospectiva mensal.

Rodada de vitória do Corinthians, goleada do Grêmio e empate no Clássico dos Milhões itinerante

A noite de quarta foi de estaduais e Copa do Nordeste com destaque para mais uma vitória do Corinthians e o empate no Clássico dos Milhões em Brasília.

JL Rosa/Ag. Diário



Bahia vence fora de casa e fica perto das semifinais da Copa do Nordeste

Pela Copa do Nordeste Bahia, CRB e Santa Cruz saíram na frente. O tricolor baiano derrotou o Fortaleza fora de casa por 2 x 1, o CRB passou pelo Sport jogando em casa assim como o Cobra Coral que bateu o Ceará pelo mesmo placar. No Candangão em partida atrasada da oitava rodada o Paracatu bateu o Gama por 3 x 2.

Lucas Uebel/Divulgação



Grêmio arrasa com o Passo Fundo e está classificado para a fase seguinte

O Grêmio com um primeiro tempo arrasador atropelou o Passo Fundo por 5 x 1 e com uma rodada de antecedência garantiu a liderança e a classificação para a próxima fase do Gauchão.

Rubens Chiri/Divulgação e Alex Silva/AE

O atacante Kelvin mostrou que pode ser uma alternativa ao São Paulo nas decisões que o clube tem pela frente (Foto: Rubens Chiri/SPFC)



Kelvin salvou o São Paulo da derrota em Lins e Corinthians vence a Ponte mesmo perdendo dois penais

No Paulistão o São Paulo sofreu ao empatar com o time da Linense. Michel Bastos perdeu pênalti de novo, o quarto que o time perdeu este ano e no último lance da partida chegou ao empate, já o Corinthians perdeu dois pênaltis, mas venceu a Ponte Preta por 2 x 1 no Itaquerão com gols de Romero e Balbuena.

Nelson Perez/Divulgação, Vitor Silva/SS Press, Gilvan de Souza/Divulgação e Michel Filho (2)/Ag. O Globo







De cabeça, Cirino abriu o placar para o Flamengo diante do Vasco Michel Filho



Flu e Botafogo venceram e no clássico itinerante empate que mantém o Vasco invicto

No campeonato carioca Fluminense e Botafogo venceram seus jogos. O Tricolor vai se acertando com Levir Culpi e venceu o Bangu por 1 x 0, o Botafogo se recuperou e venceu o Volta Redonda por 2 x 0. No Mané Garrincha um clássico nervoso e eletrizante entre Flamengo e Vasco. O Flamengo teve boas chances com Guerrero que perdeu na cara do gol e abriu o placar no segundo tempo com Marcelo Cirino que marcou não só seu primeiro gol em clássicos e o gol que acabou com o jejum da equipe, mas a alegria durou dois minutos quando Riascos marcou de cabeça e empatou a partida. O Vasco se mantém invicto no ano e agora são oito jogos de invencibilidade sobre o rubro negro.

terça-feira, 29 de março de 2016

Brasil arranca empate no fim e salva a pele de Dunga

Paraguaio Dario Lezcano, segundo a partir da esquerda, comemora o primeiro gol contra o Brasil Jorge Saenz / AP




Goleiro Justo Villar pula, mas não alcança chute de Daniel Alves, no gol do empate do Brasil em 2 a 2 com o Paraguai, em Assunção Cesar Olmedo / AP

Um gol salvador de Daniel Alves no fim da partida evitou que o Brasil terminasse a rodada na sétima posição, o que seria um resultado catastrófico. O Brasil de Dunga é o retrato do triste estado que se encontra o futebol brasileiro, o espelho e imagem de seu treinador, mesmo sem Neymar o Brasil não consegue ter variação tática em campo e o Paraguai empurrado pela torcida que não lotou o Defensores del Chaco abriu o placar no fim do primeiro tempo com Lezcano. Mal o segundo tempo começou e o Brasil tomou o segundo gol com Benítez, logo no começo. Dunga promoveu alterações, mas o esquema tático não dava certo, então a solução foi pressionar e o time diminuiu com Ricardo Oliveira. A pressão seguiu e nos acréscimos Daniel Alves passou pela marcação e empatou o jogo. Com o empate o Brasil saiu da zona de classificação da Copa e chega ao primeiro terço de competição na sexta posição e se as eliminatórias terminassem hoje estaríamos fora da Copa. Agora as eliminatórias dão uma longa pausa e só retorna em setembro, até lá o Brasil tem pela frente a Copa América do Centenário e as Olimpíadas, mas se Dunga continuar vamos sofrer.

A seleção do Uruguai é a nova líder das eliminatórias e com a vitória sobre o Peru por 1 x 0 assumiu a liderança porque a Colômbia venceu o Equador por 3 x 1, a Argentina venceu a Bolívia por 2 x 0 e o Chile se reabilitou ao golear a Venezuela por 4 x 1.

domingo, 27 de março de 2016

Palmeiras perde a quarta seguida, Vasco é o único invicto no Rio e Cruzeiro canta de galo no Horto

No domingo de páscoa dos estaduais o dia foi de chocolate amargo para a torcida do Palmeiras, de felicidade para a torcida do Vasco que agora é o único invicto no campeonato carioca e do Cruzeiro que bateu o Atlético dentro do Independência.

Raul Spinassé/A Tarde e Luiz Henrique/Divulgação

Edigar Junio, autor dos gols do Tricolor, comemora com os companheiros - Foto: Raul Spinassé | Ag. A TARDE



Bahia avança à semifinal baiana e em Santa Catarina deu Figueira

Pelo Candangão Sobradinho e Gama não saíram do 0 x 0 e o Brasília venceu o Formosa por 1 x 0. No campeonato pernambucano o Sport perdeu para o Salgueiro por 1 x 0, pelo campeonato baiano o Bahia venceu o Bahia de Feira de Santana por 2 x 1 e avançou às semifinais, no campeonato goiano o Goiás venceu o CRAC por 1 x 0 e o Vila Nova venceu o Atlético Goianiense por 1 x 0. No campeonato catarinense o Figueirense venceu o Criciúma por 2 x 0 e pelo campeonato paranaense o Paraná terminou o turno classificatório na ponta, pois empatou com o PSTC por 0 x 0, o Coritiba venceu e rebaixou o Maringá por 3 x 1 e o Atlético Paranaense perdeu para o Toledo por 3 x 2, mas se classificou. O Operário de Ponta Grossa, time que torce o Jackson do antigo Blog da Indy um ano depois de ser campeão estadual foi rebaixado.

Washington Alves/Light Press e Carlos Macedo/ZH



Com boa atuação, Grêmio goleia o Lajeadense na Arena Carlos Macedo/Agencia RBS

Cruzeiro vence o clássico mineiro e Grêmio goleia fácil no sul

No clássico mineiro disputado de manhã deu Cruzeiro num jogo movimentado e com Fábio inspirado. O gol da vitória foi marcado por Rafael Silva em falha do goleiro Ulison. No campeonato gaúcho o Grêmio bateu a Lajeadense por 3 x 0, gols de Bobô, Pedro Rocha e Batista.

Leonardo Benassato/Futura Press e Cesar Greco/Divulgação



Cuca orienta os jogadores do Palmeiras durante jogo contra o Água Santa

Palmeiras perde a quarta seguida e Cuca tem o pior começo de um técnico no comando alviverde na história

O Palmeiras mergulhou de vez na crise. São quatro jogos sem vitória e Cuca ainda não venceu. Hoje em Presidente Prudente o Verdão voltou a jogar mal e foi goleado pelo Água Santa por 4 x 1. Pelo jeito não adiantou nada trocar o técnico. Na Vila Belmiro o San São terminou igual. O Peixe saiu na frente com Joel, mas o tricolor empatou com Alan Kardec. E na Série A 2 a Portuguesa não tem mais chance de voltar à elite paulista, pois perdeu para o Rio Branco por 2 x 0.

Alexandre Cassiano/Ag. O Globo 

Thalles tirou a camisa para comemorar o gol do Vasco sobre o Botafogo Foto: Alexandre Cassiano / Agência O Globo

Thalles marcou o gol da vitória do Vasco que agora é o único invicto no estadual do Rio de Janeiro

Vasco e Botafogo estavam invictos até o clássico de hoje e ao final só ficou um e foi o Vasco que levou a melhor em São Januário. O Gigante da Colina venceu o jogo com gol marcado por Thalles e é líder isolado da Taça Guanabara e em Xerém o Fluminense venceu o Boavista por 3 x 0.

A Bela do Domingo: Carol Castro

O quadro A Bela do Domingo de hoje traz a atriz Carol Castro.

Carol Castro posa feliz e animada prestes a estrear sua Iolanda (Foto: Inacio Moraes/ Gshow)

Carolina Osório de Castro completou 32 anos no último dia 10. Filha do diretor teatral Lucca de Castro foi morar com a mãe em Natal durante quatro anos, voltou ao Rio e iniciou carreira no teatro atuando ao lado do pai na peça Terror na Praia.







Aos 16 anos se afastou dos palcos e foi morar em uma república na cidade de Bauru, no interior paulista. Em 2002 retorna aos palcos na peça Terror em Copacabana e um dos diretores da Globo viu sua atuação e a levou ao diretor Ricardo Waddington que a convidou para atuar em Mulheres Apaixonadas e ali foi sua estreia na TV. O papel da empregada Gracinha a levou ao estrelato e no mesmo ano de 2003 faz ensaio sensual para a revista VIP. No ano seguinte foi Angélica em Senhora do Destino. No ano de 2005 fez a mexicana Mercedita em Bang Bang, sua primeira vilã veio no remake de O Profeta onde fez o papel da vilã Ruth, logo depois veio seu primeiro papel cômico, Sheila em Beleza Pura.





Carol Castro tem os cabelos ondulados nas primeiras cenas de Iolanda (Foto: Caiuá Franco/ Globo)

Na novela Escrito nas Estrelas (2010) fez o papel da estudante de psicologia Mariana, depois a novela Morde e Assopra (2011) na pele de Natália, foi a paraense Jacira em Amor, Eterno Amor (2012) e a advogada Sílvia em Amor à Vida (2013). Dentre os filmes que atuou destaca - se Cilada.com, Show de Verão e O Caminho das Nuvens. Agora está de volta como um dos destaques da primeira fase de Velho Chico no papel de Iolanda que na segunda fase será de Christiane Torloni. Foi casada duas vezes com o ator Marco Bravo e com o empresário Raphael Sander.

Semana que vem tem mais.