quinta-feira, 30 de junho de 2016

Palmeiras lidera sozinho e Galo vence mais uma

Três partidas concluíram a 12ª rodada do Brasileirão nesta quinta feira:

Fernando Dantas/Gazeta Press, Aldo Carneiro/PE Press e Bruno Cantini/Divulgação





Com duas assistências e dois gols, Cazares teve atuação de gala no Mineirão (Bruno Cantini/CAM)

Noite de artilheiros: Gabriel Jesus, Cazares e Potker estufaram as redes duas vezes na noite de goleadas

O Palmeiras voltou a se isolar na liderança do campeonato mostrando sua força dentro do Allianz Parque goleando o Figueirense por 4 x 0. Gabriel Jesus marcou dois e é o novo artilheiro do campeonato com nove gols. No estádio do Arruda o Santa Cruz perdeu sua quarta partida seguida ao ser goleado pela Ponte Preta por 3 x 0 e se complica na zona de rebaixamento. No Mineirão um jogão de oito gols e o Atlético Mineiro venceu o Botafogo por 5 x 3. O primeiro gol foi marcado com onze segundos de jogo no lançamento de 54 metros de Erazo e numa jogada coletiva Cazares chutou tirando do goleiro para abrir o placar. Ele ainda marcou mais um por cobertura. Robinho, Fred e Carlos fizeram os outros três gols e o Botafogo descontou com Sassá, Gervasio Nuñez e Bruno Silva.

Situação depois de 12 rodadas disputadas:

  • Libertadores: Palmeiras, Corinthians, Grêmio e Internacional;
  • Série B: Sport, Botafogo, Santa Cruz e América Mineiro.

Portugal elimina Polônia e chega à semifinal

AFP

Rui Patrício defendeu a cobrança de Kuba (Foto: BERTRAND LANGLOIS/AFP)

Rui Patrício salta pra defender a cobrança de Kuba: seleção portuguesa vai à semifinal novamente

A seleção de Portugal é a primeira semifinalista da euro. Depois de uma batalha de 120 minutos no estádio Velodróme de Marselha os patrícios avançaram ás semifinais nas cobranças de pênaltis. Nos 90 minutos de jogo tudo igual. A Polônia abriu o placar com Lewandowski marcando seu gol com menos de dois minutos, mas Portugal empatou com Renato Sanches em tabela com Nani, depois o jogo foi pra prorrogação e ninguém fez. Nas cobranças de pênaltis o goleiro Rui Patrício defendeu a cobrança de Kuba, a quarta da Polônia e Quaresma converteu o pênalti que colocou Portugal na semifinal e agora espera o ganhador de Bélgica e País de Gales que se enfrentam nesta sexta em Lille.

FICHA TÉCNICA
POLÔNIA 1 X 1 PORTUGAL
Local: Estádio Vélodrome, em Marselha (França)
Data: 30 de junho de 2016 (Quinta-feira)
Horário: 16h(de Brasília)
Árbitro: Felix Brych (Alemanha)
Cartão amarelo: Jerdzejczyk, Kapustka e Glik (Polônia); Adrien Silva e William Carvalho (Portugal)
Cartão vermelho:
GOLS: Lewandoski aos 2 minutos do primeiro tempo (Polônia); Renato Sanches aos 33 minutos do primeiro tempo (Portugal)
POLÔNIA: Fabianski; Piszczek, Glik, Pazdan e Jedrzejczyk; Kuba Blaszczykowski, Krychowiak, Maczynski (Jodlowiec) e Grosicki (Kaputska); Milik e Lewandowski
Técnico: Adam Nawalka
PORTUGAL: Rui Patrício; Cédric, Pepe, Fonte e Eliseu; William Carvalho (Danilo), Adrien Silva (João Moutinho), João Mário (Quaresma) e Renato Sanches; Nani e Cristiano Ronaldo
Técnico: Fernando Santos

O Mês em Resumo: Horror em Orlando, ingleses dizem adeus à UE, Lava Jato chega ao PMDB, Dunga vai pra casa e mundo se despede de Muhammad Ali

O quadro O Mês em Resumo traz hoje os principais fatos do mês de junho.





Em decisão histórica os ingleses decidiram sair da União Europeia em referendo realizado no dia 23. A votação foi apertada e mais de 51% das pessoas decidiram pela saída do país do bloco econômico. O Brexit, sigla que ficou famosa faz com que o primeiro ministro David Cameron deixe o cargo em outubro. Logo depois do anúncio as bolsas pelo mundo entraram em queda e o dólar chegou à sua mais baixa cotação em 31 anos. Uma semana antes do Brexit a deputada Jo Cox foi assassinada. Ela era defensora da saída do país da União Europeia.







O terror voltou a atormentar o mundo em junho. Primeiro em Orlando, nos Estados Unidos. Na madrugada do dia 12 de junho o muçulmano Omar Mateen invadiu a boate gay Pulse e abriu fogo causando o maior massacre da história americana. 50 pessoas incluindo o atirador morreram e outras 53 ficaram feridas. O atentado é atribuído ao Estado Islâmico. No dia 28 um novo atentado, desta vez em Istambul na Turquia no aeroporto de Atartuk mata 42 pessoas.







A Operação Lava Jato segue causando dor de cabeça aos políticos. No dia 7 o procurador geral da República Rodrigo Janot pede a prisão de Renan Calheiros, Romero Jucá, José Sarney e Eduardo Cunha por tentativa de obstrução da justiça, só que uma semana depois o pedido de prisão foi revogado pelo ministro Teori Zavascki no Supremo. No dia 8 o agente Newton Ishi, o Japonês da Federal que ficou famoso ao acompanhar as prisões de envolvidos no escândalo do petrolão foi preso por facilitação de contrabando. No dia 15 Sérgio Machado, ex- presidente da Transpetro revela ter passado propinas no valor de R$ 115 milhões para parlamentares do PMDB e demais partidos. Um dos supostamente envolvidos, Henrique Eduardo Alves pede demissão do Ministério do Turismo. É a terceira baixa no governo Temer por causa da Lava Jato. O festival de prisões não parou por aí. No dia 23 Paulo Bernardo, ex - ministro nos governos Lula e Dilma era preso pela Operação Custo Brasil e solto uma semana depois. Ele era acusado de ter recebido R$ 7 milhões do esquema de corrupção que segundo a Polícia Federal arrecadou R$ 100 milhões.



Depois de fazer manobras para adiar sua cassação Eduardo Cunha não escapou do Conselho de Ética que decide aprovar o parecer que pede sua cassação alegando ter mentido sobre não ter contas no exterior. Por 11 votos à favor e 9 contra, Cunha agora terá de enfrentar a votação no plenário, o que deverá ocorrer em julho, antes do recesso parlamentar. E sua mulher Cláudia Cruz teve seu patrimônio aumentado em quase 150% durante seis anos.



Às vésperas da realização da Olimpíada o estado do Rio de Janeiro decreta calamidade pública. O déficit está na casa dos R$ 20 bilhões. Enquanto isso a violência deita e rola. No dia 19 um grupo de 15 homens armados invade o Hospital Souza Aguiar para resgatar o traficante fat Family e no dia 25 a médica Giselle é assassinada na Linha Vermelha.



Em São Paulo o mês é marcado por mortes envolvendo policiais. No dia 3 o menino Ítalo Ferreira de Jesus Siqueira de 10 anos é morto com um tiro disparado por um policial. Ele e seu parceiro haviam roubado um carro. No dia 25 um garoto de 12 anos é morto também por um Guarda civil Metropolitano na zona leste e no dia 27 o universitário Júlio Cesar Espinoza é morto após perseguição policial.



Tragédia na estrada. Um ônibus que levava 46 universitários capota e mata 18. O acidente foi na rodovia Mogi - Bertioga. O motorista do veículo foi acusado de andar em alta velocidade.

A Oi, empresa de telecomunicações entra com processo de recuperação judicial, já que suas dívidas passam de R$ 65 milhões.



Hillary Clinton pelo partido Democrata e Donald Trump pelo partido Republicano serão os candidatos à sucessão de Barack Obama. Hillary confirmou matematicamente sua candidatura ao atingir o número de delegados e será a primeira mulher a concorrer à Casa Branca. No Peru o economista Pedro Paulo Kuczynski foi eleito presidente do país derrotando a candidata Keiko Fujimori.



São apresentadas no Rio as medalhas que serão distribuídas nas Olimpíadas do Rio de Janeiro. Pesando 500 gramas são as mais pesadas da história. Feitas de material reciclado na Casa da Moeda as medalhas trazem inovações: na medalha paralímpica guizos foram colocados para distinguir a cor das medalhas e na medalha olímpica as fitas das medalhas foram feitas com 50% de garrafas PET recicladas.





Jogadores do Chile festejam conquista do Copa América Centenário - Foto: Julie Jacobson | AP Photo

Fim da segunda era Dunga. Na segunda passagem no comando da seleção Dunga rodou. Dois anos depois do 7 x 1 a CBF demite o treinador e o coordenador Gilmar Rinaldi após o vexame na Copa América Centenário em um grupo teoricamente fácil. Na estreia só não perdeu do Equador por que o juiz não viu um gol legítimo equatoriano, depois goleou o Haiti por 7 x 1 e na rodada derradeira acabou sendo eliminado pelo Peru com um gol de mão. Dunga deixa a seleção com o Brasil fora da zona de classificação nas Eliminatórias. Tite assume o comando e terá a difícil missão de repetir na seleção o sucesso que ele obteve dirigindo o Corinthians. A seleção do Chile conquistou a Copa América do Centenário derrotando nos pênaltis a Argentina de Lionel Messi que perdeu um pênalti isolando a bola e depois da partida anuncia sua aposentadoria da seleção argentina.



Muhammad Ali foi o maior pugilista da história e nunca aceitou o papel que o negro tinha na sociedade americana. Lutou pelos direitos sociais, mudando os Estados Unidos e o mundo. tricampeão de boxe nos pesos pesados foi um atleta genial com lutas históricas contra Joe Frazier e George Foreman. Diagnosticado desde 1984 com o Mal de Parkinson Muhammad Ali não se entregou à doença e lutou até o fim. Na madrugada do dia 4 sua luta terminou. Ali morre aos 74 anos deixando para sempre sua marca no boxe.



Jarbas Passarinho foi governador do Pará, senador e ministro da Educação e da Previdência na ditadura militar, depois foi novamente ministro da Justiça no governo Collor, presidente da CPI do Orçamento e consultor do Programa Nacional dos Direitos Humanos no governo FHC. Ele assinou o decreto que instituía o AI-5, o mais tenebroso ato na ditadura. Jarbas Passarinho morre no dia 5 aos 96 anos.



O ator mexicano Ruben Aguirre ficou famoso no Brasil pelo Professor Girafales, personagem do seriado Chaves e estava afastado dos palcos desde 2007. O ator morre dois dias depois de completar 82 anos por complicações causadas pela pneumonia.















Outros mortos do mês: Luís Salom, piloto espanhol de motovelocidade em acidente durante treinos da corrida de Moto 2 na Espanha (3 de junho), Thomas Skidmore, historiador americano, considerado um dos maiores brasilianistas de sua geração (11 de junho), Tunga, artista plástico radicado no Rio de Janeiro e autor da obra À luz de dois mundos que foi exposta no Louvre de Paris (6 de junho), Peter Shaffer, vencedor do Oscar de roteiro adaptado por Amadeus em 1984 (6 de junho), Anton Yelchin, ator que atuou em três filmes da franquia Star Trek (19 de junho), Alberto Léo, jornalista esportivo com passagem marcante pela extinta Rede Manchete onde cobriu a Copa do Mundo de 86 e as Olimpíadas de 88 e que estava na TV Brasil (23 de junho), Bud Spencer (27 de junho), ator italiano que fez vários filmes em dupla com Terence Hill, Fabiane Niclotti, vencedora do Miss Brasil de 2004 e que foi encontrada morta em sua casa (29 de junho) e Alvin Toffler, futurólogo que foi autor do livro O choque do futuro (30 de junho).

Em julho o quadro estará de volta.

Corinthians encosta no Palmeiras e Brasileirão fica equilibrado

O Corinthians chegou e agora divide a liderança com o Palmeiras. O equilíbrio ficou evidente em mais uma rodada e a distância que separa o quinto colocado Flamengo do líder Palmeiras é de apenas dois pontos.

Thomas Santos/AGIF/AE

América-MG x Corinthians (Foto: THOMAS SANTOS/AGIF/ESTADÃO CONTEÚDO)

Romero abriu o caminho da vitória do Corinthians sobre o América Mineiro

A rodada foi boa para o Timão que mesmo não jogando bem venceu o lanterna América Mineiro por 2 x 0. Os gols foram marcados por Romero e Marquinhos Gabriel. O Timão passou a assumir a liderança junto do Palmeiras, mas perde no saldo de gols.

Fernando Gomes/ZH



Grêmio bate o Santos e recupera posto no grupo dos melhores do campeonato

O Grêmio voltou ao G4 depois de duas derrotas consecutivas ao vencer o Santos na Arena por 3 x 2. O tricolor gaúcho abriu 2 x 0, mas o Santos empatou e apenas no último lance da partida Marcelo Hermes fez o gol da vitória gremista,um resultado que recoloca o Grêmio e tira o Santos do G4.

Ag. Estado



Ederson enfim desencanta: gol da vitória do Flamengo que derrubou o Inter para o quarto lugar

Já o Inter perdeu chance de voltar pra liderança ao ser derrotado pelo Flamengo num jogo com casa cheia e apagão no estádio Kleber Andrade em Cariacica. O gol da vitória foi marcado por Ederson, o primeiro dele com a camisa rubro negra. O Flamengo só não está no G4 por conta do saldo de gols.

Raul Spinassé/A Tarde e Sirli Freitas/RBS

Jogadores do Vitória comemoram gol contra o Sport - Foto: Raul Spinassé | Ag. A TARDE

Na estreia de Caio Jr, Chapecoense vence o Cruzeiro na Arena Condá Sirli Freitas/Especial

Vitória passa pelo Sport e Chapecoense se reabilita vencendo o Cruzeiro na estreia de Caio Júnior

No Barradão e na Arena Condá jogos com cinco gols e vitórias dos mandantes. O Vitória saiu atrás, mas virou e ainda teve vantagem numérica, pois dois jogadores do Sport foram expulsos. O leão venceu o jogo por 3 x 2 e pulou para décimo lugar. Em Chapecó a equipe da casa saiu atrás, virou, sofreu o empate do Cruzeiro e decidiu com Kempes. A Chape venceu o Cruzeiro por 3 x 2 e se reabilitou na estreia de Caio Júnior no comando.

Albari Rosa/Gazeta do Povo e Djalma Vassão/Gazeta Press



Alan Kardec voltou a marcar após mais de três meses de jejum de gols (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

Kazim marcou para o Coxa no Atletiba e Kardec quebrou jejum na vitória do São Paulo sobre o Fluminense

No Couto Pereira o Coritiba venceu o clássico contra o Atlético com gol marcado pelo turco Kazim e com isso saiu da zona de rebaixamento. No Morumbi o São Paulo precisou de um tempo para liquidar a fatura diante do Fluminense. Os gols foram marcados por João Schmidt e Alan Kardec que quebrou o jejum de gols que durava mais de três meses. Cícero descontou de pênalti para o Fluminense. Paulo Henrique Ganso sentiu a coxa direita e virou dúvida para a semifinal da Libertadores semana que vem. A rodada será concluída nesta quinta com mais três partidas.

A História das Olimpíadas: 1984, o troco soviético e o show tecnológico americano e a melhor campanha brasileira até então

A série sobre a história das Olimpíadas prossegue e hoje vamos relembrar os jogos olímpicos de Los Angeles em 1984.







Quatro anos depois do boicote americano nos jogos de Moscou os países do bloco socialista liderados pela União Soviética resolveram dar o troco e boicotarem os jogos de Los Angeles. Além da URSS, Cuba e Alemanha Oriental não foram competir nos Estados Unidos. A segunda olimpíada na cidade californiana foi um espetáculo tecnológico sendo que na cerimônia de abertura um homem com uma mochila voadora sobrevoando o Coliseu foi o ponto alto da festa. Los Angeles foi a primeira olimpíada financiada pela iniciativa privada. Das instalações esportivas construídas para a edição de 84 duas foram bancadas por empresas: o velódromo financiado pela rede de supermercados 7 - Eleven e o parque aquático bancado pela rede de lanchonetes McDonald's. Sem os rivais soviéticos 141 nações participaram da festa e os Estados Unidos conquistaram ao todo 174 medalhas, mais que o triplo da Romênia sendo 83 medalhas douradas.







O americano Carl Lewis foi a estrela maior dos jogos. No auge da sua forma Lewis igualou o feito de Jesse Owens ganhando quatro medalhas de ouro nas mesmas provas disputadas por Owens: 100 e 200 m rasos, revezamento 4 x 100 e salto em distância, prova em que se tornou tetracampeão olímpico. Na estreia da maratona feminina uma imagem ficou marcante: a suíça Gabrielle Andersen entra cambaleando e desidratada por conta do forte calor da Califórnia foi se arrastando até os metros finais para completar a prova. Assim que cruzou a linha de chegada desmaiou diante dos médicos. O seu feito ofuscou a conquista da americana Joan Benoit, a primeira vencedora da prova. Na natação o nome maior foi o alemão ocidental Michael Gross, o Albatroz e na ginástica artística destaques para a americana Mary Lou Retton e o chinês Li Ning.





Em Los Angeles o Brasil fazia até então sua melhor campanha olímpica. Os 166 atletas que foram à Los Angeles dobraram o número de medalhas conquistadas em Moscou. O judô iniciava ali a tradição de não sair de mãos vazias conquistando três medalhas: Douglas Vieira foi prata nos meio pesados, Walter Carmona (médios) e Luís Onmura (leve) conquistaram a medalha de bronze. Na vela Torbern Grael conquistou a prata na classe Soling junto de Daniel Adler e Ronaldo Senftt e na natação Ricardo Prado que até antes da Olimpíada era o dono do recorde mundial dos 400 m medley ficou com a medalha de prata sendo superado pelo canadense Alex Baumann.





Os esportes coletivos foram o destaque do Brasil nos jogos. O basquete passou vergonha e ficou em nono lugar, o futebol conquistava sua primeira medalha. Com um time base de jogadores do Internacional de Porto Alegre a seleção dirigida por Jair Picerni tinha jogadores como Dunga e Gilmar Rinaldi, recém demitidos da seleção brasileira chegou à final, mas perderam para a França por 2 x 0. No vôlei o Brasil chegava à final pela primeira vez. A geração de prata de jogadores como William, Renan, Bernard, Montanaro, Xandó, Amauri, Bernardinho e outros perdeu a decisão para os americanos e teve de se contentar com a prata.





Nossa maior glória em Los Angeles veio das pistas. O brasiliense Joaquim Cruz saiu de Taguatinga para treinar em Eugene e em 6 de agosto de 84 alcançava a glória ao vencer os 800 metros rasos com o tempo de 1min43s00, recorde olímpico que durou 12 anos. Ele é o único atleta brasileiro a vencer uma prova de pista no atletismo. Cruz tentou jogar basquete, mas se consagrou no atletismo e continua morando no país que deu sua maior alegria, pois ele é técnico da equipe americana de atletismo paralímpico.

Resumo:

- Duração: de 28 de julho à 12 de agosto de 1984
- Países participantes: 141
- Nº de atletas: 6829 (5263 homens e 1566 mulheres)
- Modalidades: 24 (atletismo, basquete, boxe, canoagem, ciclismo, esgrima, futebol, ginástica, handebol, hipismo, hóquei sobre a grama, judô, levantamento de peso, lutas, nado sincronizado, natação, pentatlo moderno, polo aquático, remo, saltos ornamentais, tiro, tiro com arco, vela e vôlei)
- Brasil : 8 medalhas - Ouro: Joaquim Cruz (atletismo - 800 m rasos), prata: equipes de futebol e vôlei masculino, Ricardo Prado (natação - 400 m medley), Torben Grael/Daniel Adler/Ronaldo Senftt (vela - classe Soling), Douglas Vieira (judô - meio pesado); bronze : Luís Onmura (judô - leves) e Walter Carmona (judô - médios)

Quadro de medalhas

CLASSIFICAÇÃO DE 1984
PAÍSOUROPRATABRONZE
ESTADOS UNIDOS836130174
ROMÊNIA20161753
ALEMANHA OCIDENTAL17192359
CHINA158932
ITÁLIA1461232
CANADÁ10181644
JAPÃO1081432
NOVA ZELÂNDIA81211
IUGOSLÁVIA74718
19ºBRASIL1528

A série prossegue na terça com os jogos olímpicos de Seul em 1988.