Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2011

Brasileirão fica mais animado e Flamengo é quem agradece

O Brasileirão esquentou de vez. O Corinthians perde a segunda seguida, dá um novo rumo ao campeonato e quem agradece com isto é o Flamengo, grande vencedor da rodada. O futebol carioca teve quatro vitórias e na parte de baixo, o Atlético Paranaense saiu da lanterna que agora é do América Mineiro.

Jorge William/Ag. O Globo, Maurício Val/Vipcomm e André Mourão/Ag. O Dia



























Mais uma vez, Ronaldinho Gaúcho foi decisivo e Flamengo assume vice liderança a um ponto do Corinthians

Depois da épica vitória sobre o Santos, o Flamengo voltou a jogar diante de sua torcida no Engenhão. Esperava - se a repetição da epopeia da Vila Belmiro, mas nem precisava. Diante do Grêmio, Ronaldinho Gaúcho não teve dó nem piedade do clube que o revelou. Só que o Grêmio começou bem e teve duas grandes chances, mas aí apareceu o craque para decidir. Ronaldinho cruzou na medida pra Thiago Neves cabecear sem chances para Victor e abrir o placar. No segundo tempo, o craque deu o drible da vaca em cima de Mário Fernandes l…

O mês em resumo: Atentado mancha de sangue a Noruega e faxina no Ministério dos Transportes

Julho está terminando e os fatos mais importantes do mês foram a faxina no Ministério dos Transportes e o atentado na Noruega.






No dia 22 de julho o terror chegou à Noruega, país sede do Prêmio Nobel. O ultranacionalista Anders Behring Brevik foi o autor do duplo atentado que matou 77 pessoas, a maioria adolescentes entre 14 e 19 anos. Os ataques aconteceram em Oslo, na sede do governo norueguês e na ilha de Utoeya. Anders tinha planos mais amplos para matar mais pessoas. Ele comprou os artefatos pela internet e planejava os ataques há dois meses. O mundo repudiou os atentados, justamente em um país pacífico.



Aqui no Brasil o fato que agitou o mês foi a crise no Ministério dos Transportes, controlado pelo PR. A crise começou com reportagem publicada pela revista Veja denunciando como funcionava o esquema de corrupção na pasta através de cobrança de propina. Quem comandava o esquema era o mensaleiro Valdemar Costa Neto. Imediatamente a presidenta Dilma Rousseff determina o afastamento d…

Paul Menard conquista vitória histórica no templo sagrado de Indianápolis

Não poderia ser em outra pista, senão Indianápolis, o templo sagrado do automobilismo americano e mundial que enfim Paul Menard chegasse ao status de vencedor entre os grandes. Depois de 166 corridas, o piloto americano chega enfim à sua primeira vitória na Sprint Cup. E ele venceu poupando combustível com inteligência e suportando o ataque de Jeff Gordon que foi o segundo colocado com Regan Smith numa ótima terceira colocação seguidos de Jamie McMurray e Matt Kenseth. Assim, Paul Menard entra na briga para obter um lugar entre os 12 pilotos que disputarão o Chase faltando seis corridas para a definição. Carl Edwards segue na liderança seguido de Jimmie Johnson. A próxima prova da NASCAR será realizada no domingo que vem no trioval de Pocono.

Jenson Button dá show de estratégia e vence na Hungria

Foi ao seu estilo, poupando pneus diante de condições adversas e com a melhor estratégia, o inglês Jenson Button conquistou uma vitória maiúscula no Grande Prêmio da Hungria, na sua 200ª corrida na Fórmula 1. Numa corrida onde o tempo instável foi determinante, Button foi feliz na estratégia parando três vezes e se deu bem, já Lewis Hamilton  liderou boa parte da prova, só que as más escolhas de pneus o fizeram ir aos boxes por seis vezes e ainda por cima foi punido com um drive through por fazer manobra perigosa. Sebastian Vettel chegou em segundo e Fernando Alonso que chegou a rodar e sair da pista foi o terceiro. Felipe Massa rodou no começo, mas fez uma prova agressiva e ainda por cima fez a melhor volta da prova terminando em sexto. Rubens Barrichello foi o 13º com cinco paradas nos boxes. A prova teve um momento de susto com o carro de Nick Heidfeld que pegou fogo na saída dos boxes, mas o piloto alemão saiu ileso sem ferimentos. Numa trapalhada da organização, por muito pouco …