quarta-feira, 31 de agosto de 2016

MICHEL TEMER TOMA POSSE E DILMA DECLARA GUERRA

Temer é notificado sobre cassação de Dilma - Beto Barata/Presidência

Temer é notificado sobre cassação de Dilma - Beto Barata/Presidência

Wilton Junior/Estadão

O histórico 31 de agosto de 2016 já entrou pra história política do Brasil com o segundo presidente na história a sofrer impeachment. Assim que o resultado foi declarado, a agora ex- presidente Dilma Rousseff fez um pronunciamento afirmando ter sofrido o segundo golpe de estado em sua vida e disse que os senadores rasgaram a Constituição Federal e se referiu ao governo do agora presidente Temer como um bando de corruptos. Dilma afirmou que o governo golpista sofrerá a mais incansável oposição. Já Temer assim que foi notificado assinou o termo de posse e foi para o Congresso onde foi recebido pelo ministro Ricardo Lewandowski, que presidiu o julgamento do impeachment, pelo presidente do Senado Renan Calheiros e pelo presidente da Câmara Rodrigo Maia. Após o Hino Nacional Brasileiro Temer fez o juramento à Constituição e foi declarado empossado por Calheiros às 16:31 da tarde. Temer cumprirá mandato até 31 de dezembro de 2018 e nas suas ausências seguindo a linha sucessória quem irá assumir a presidência é o presidente da Câmara Rodrigo Maia.

O Mês em Resumo: Cai Dilma Rousseff e era PT no poder chega ao fim e Brasil realiza uma Olimpíada inesquecível

O quadro O Mês em Resumo traz os principais fatos do mês de agosto.


A presidente afastada Dilma Rousseff no Palácio da Alvorada a dois dias da decisão final sobre o impeachment
Foto: Andressa Anholete / AFP / 29-8-2016

Depois de nove longos meses chegou ao fim definitivamente o ciclo petista no governo. No dia 10 Dilma era considerada ré e com isso o processo avançou. O julgamento do impeachment que começou no dia 25 termina no começo da tarde do dia 31 de agosto quando 61 dos 81 senadores decidiram por fim ao mandato de Dilma Rousseff e consequentemente o fim da era PT no poder. Dilma foi acusada de cometer crime de responsabilidade em razão das pedaladas fiscais, mas por outro lado a ex- presidente segue habilitada à exercer qualquer outro cargo público. Com isso o vice Michel Temer assume definitivamente o poder e seu mandato vai até 2018.







Foram dezessete dias inesquecíveis para os brasileiros. A primeira Olimpíada na história da América do Sul deixou saudades. O Rio de Janeiro fez uma Olimpíada primorosa e logo na cerimônia de abertura o mundo se encantou com uma festa com a cara do Brasil. A história da formação do povo brasileiro foi contada de um jeito diferente. A delegação brasileira entrou aplaudida no estádio só que a torcida vaiou Michel Temer que declarou abertos os jogos. A tocha olímpica chegou ao Maracanã nas mãos de Guga Kuerten que passou para a rainha Hortência e chegou à Vanderlei Cordeiro de Lima que foi o responsável por acender a pira olímpica. Uma outra pira, a pira do povo localizada no Boulevard Olímpico foi acesa por um garoto de 15 anos e lá ficou acesa até o fim. Na cerimônia de encerramento a brasilidade foi a marca da festa. O Rio passou o bastão para Tóquio, sede das próximas Olimpíadas e os japoneses se apresentaram com referências high tech com o primeiro ministro Shinzo Abe caracterizado como Mario Bros, popular personagem dos games. A pira olímpica foi apagada numa chuva artificial e os jogos fecharam em clima de carnaval com a presença dos blocos de rua e das escolas de samba.





A Rio 2016 foi o adeus de dois astros do esporte: o nadador americano Michael Phelps que conquistou mais seis medalhas, sendo cinco de ouro e do corredor jamaicano Usain Bolt que foi tricampeão olímpico seguido nos 100, 200 m e revezamento 4 x 100. A Olimpíada viu também surgir novas estrelas do esporte como a ginasta americana Simone Biles, dona de quatro medalhas de ouro e da nadadora Katie Ledecky, também vencedora de quatro medalhas douradas.



O nadador americano Ryan Lochte foi protagonista da grande farsa da Olimpíada ao alegar ter sido vítima de assalto. Junto de outros três nadadores, Lochte mentiu ao mundo pois imagens da Polícia desmontaram a farsa. Ele acabou perdendo patrocínios e corre risco de ser indiciado por falsa comunicação de crime.



O Brasil faz sua melhor campanha olímpica em todos os tempos, mas não atinge a meta de ficar entre os dez primeiros estabelecida pelo COB. O país termina os Jogos em 13º lugar com sete medalhas de ouro, seis de prata e seis de bronze. Destaque para Isaquias Queiroz, atleta da canoagem de velocidade que se tornou o mais medalhado em uma só Olimpíada. Isaquias conquistou duas pratas (C1 e C2 1000 m junto de Erlon Souza) e um bronze no C1 200 m.









Nosso hino nacional foi tocado sete vezes durante a Olimpíada. O primeiro foi no judô com Rafaela Silva, judoca da comunidade de Cidade de Deus que há quatro anos em Londres foi alvo de racismo e que deu a volta por cima. Na vela o Brasil conquistou um ouro com mais um nome da família Grael. Martine, filha de Torben Grael e Kahena Kunze conquistaram o ouro na 49er FX, nas areias da praia de Copacabana veio o ouro da dupla Alison Ceruti e Bruno Schmidt no vôlei de praia masculino e tivemos ouro inédito no boxe masculino com Robson Conceição no peso ligeiro.



Talvez o ouro mais surpreendente e emocionante da Olimpíada veio no salto com vara masculino. O paulista de Marília Thiago Braz fez história ao bater o francês Renaud Lavillenie e com direito à recorde olímpico (6,03 m). O francês não gostou de ser vaiado pela torcida, aliás a torcida às vezes exagerou nas vaias e trouxe um clima de futebol nas arenas.



Falando em futebol enfim o Brasil conquistou o tão sonhado ouro olímpico. O time dirigido por Rogério Micale começou mal com dois empates sem gols em Brasília, mas desencantou e chegou à final contra a Alemanha sem sofrer gol. Depois de 120 minutos o jogo foi decidido nos pênaltis. O goleiro Weverton, substituto de Fernando Prass defendeu a cobrança de Petersen e Neymar converteu o pênalti decisivo pondo fim à uma espera de 64 anos.



O nosso último ouro veio com o time masculino de vôlei que deu a volta por cima e na final atropelou a Itália com um 3 x 0 incontestável. O jogo foi o adeus do líbero Serginho que havia se aposentado, mas decidiu voltar atrás e ser contemplado com mais um ouro. O Brasil ainda ganhou prata no tiro esportivo com Felipe Wu na pistola de ar 10 m, Ágatha e Bárbara no vôlei de praia feminino, ginástica artística com Arthur Zanetti (argolas) e Diego Hypólito (solo) e nossos bronzes foram para Arthur Nory (solo), Poliana Okimoto (maratona aquática), Maicon Andrade (taekwondo), Mayra Aguiar e Rafael Silva (judô). Dentre as decepções destaque para Fabiana Murer que voltou a fracassar no salto com vara devido à hérnia e por isso decidiu se aposentar das competições, o futebol feminino que começou muito bem, mas depois não fez mais gol e ficou em quarto lugar, o vôlei feminino que vinha de cinco vitórias, mas parou na China que acabaria sendo campeã olímpica, a natação que mesmo chegando em cinco finais não trouxe medalha, o handebol feminino que parou na Holanda e o basquete que venceu apenas dois jogos no masculino e passou vergonha no feminino.



Fora da Olimpíada houve um caso triste de violência com a morte do soldado da Força Nacional Hélio Andrade que foi baleado ao entrar por engano na comunidade da Maré por traficantes.

Começa em 26 capitais a campanha eleitoral para as prefeituras. A campanha é a primeira depois da minirreforma política que reduziu o tempo de 90 para 45 dias.



Na Itália um forte terremoto mata 293 pessoas. O epicentro foi registrado na região central do país. A cidade turística de Amatrice foi a mais afetada.



Na Síria a guerra produz uma das imagens mais emblemáticas. Um menino de 4 anos com o rosto coberto de sangue e poeira em Aleppo é o retrato da guerra civil que assola o país há cinco anos.

Na França uma lei proibiu o uso de burquíni em mulheres muçulmanas. A lei é aplicada em todas as praias francesas.



Depois de 50 anos de uma guerra civil o governo da Colômbia entra em acordo de paz com as FARC colocando ponto final numa guerra que matou milhares de pessoas.



Chega ao fim um dos casamentos mais duradouros e queridos da TV brasileira. Em anúncio pelo Twitter William Bonner e Fátima Bernardes anunciam a separação. O casal tem três filhos.



Ivo Pitanguy era um dos cirurgiões plásticos mais aclamados do mundo e referência em cirurgia plástica. Ao longo de sua vida ele fez mais de 60 mil cirurgias restauradoras e até o fim da vida trabalhava atendendo em hospitais. Publicou centenas de trabalhos científicos e era membro da Academia Brasileira de Letras. No dia 5 ele participou do revezamento da tocha em cadeira de rodas, no dia seguinte morre de parada cardíaca aos 93 anos.



João Havelange foi atleta olímpico, participou de três Olimpíadas e depois virou dirigente esportivo, primeiro dirigindo a CBD, depois se tornando presidente da FIFA e em 24 anos transformou a entidade em uma multinacional planetária transformando o futebol numa paixão mundial. Ao mesmo tempo surgiram escândalos de corrupção que o levaram a renunciar ao mandato de presidente vitalício da FIFA e de membro do COI. Internado por conta de uma pneumonia morre no dia 16 aos 100 anos.



Elke Maravilha veio da Rússia e trouxe para o Brasil sua alegria e extravagância. Modelo nos anos 60 fez sucesso como jurada em programas de auditório da TV, em especial Chacrinha e Silvio Santos. Seus figurinos cheios de exageros e perucas surreais conquistaram os brasileiros além da risada alegre. Elke Maravilha morre no dia 16 aos 71 anos depois de complicações devidas á uma cirurgia de úlcera.



O pernambucano Geneton Moraes Neto iniciou carreira na imprensa escrita trabalhando no Diário de Pernambuco, Jornal do Brasil, O Globo e O Estado de S. Paulo, Nos anos 80 passou a trabalhar para as Organizações Globo. Foi editor do Jornal Nacional, correspondente internacional e editor - chefe do Fantástico e desde 2006 na Globo News onde apresentava o programa Dossiê. Se notabilizou por entrevistas feitas com personalidades históricas e publicou vários livros. Geneton morre no dia 22 devido à complicações causadas por um aneurisma na artéria aorta.



O jornalista Luiz Felipe Goulart de Andrade em seis décadas de carreira transformou personagens da madrugada brasileira em belas histórias para o Plantão que depos virou Comando da Madrugada e o bordão Vem Comigo virou sua marca registrada em várias emissoras do país, a última a Gazeta onde apresentava o programa que levava o nome de seu bordão. Goulart de Andrade morre no dia 23 devido à problemas cardiorrespiratórios.

Divulgação

O ator americano Gene Wilder sofria de Alzheimer e morreu no dia 29 aos 83 anos. Dentre seus personagens mais famosos destaca - se Willy Wonka em A Fantástica Fábrica de Chocolate

O mês ainda teve as mortes do ator inglês Kenny Baker (13 de agosto), primeiro intérprete do robô R2 - D2 na saga Star Wars, do cineasta americano Arthur Hiller (17 de agosto), diretor do filme Love Story - Uma História de Amor, indicado ao Oscar em 1970 e do gaitista belga Tooths Thielmans (22 de agosto) que tocou ao lado de grandes nomes da música mundial como Frank Sinatra e Elis Regina.

O quadro volta em setembro.

ERA PETISTA NO PODER CHEGA AO FIM: DILMA PERDE MANDATO E TEMER É O NOVO PRESIDENTE

Dida Sampaio/Estadão

André Dusek/Estadão

Às 13:35 minutos da tarde de 31 de agosto de 2016 o destino de Dilma Vana Rousseff foi definitivamente selado. Depois de uma semana de julgamento no Senado os 81 senadores decidiram pela cassação do mandato de Dilma e com isso a perda do mandato. Foram 61 votos à favor (sete a mais que o necessário previsto pela Constituição) e 20 contra na votação que julgou a agora ex- presidente por crime de responsabilidade, mas os direitos políticos foram mantidos e com isso Dilma pode ser habilitada a exercer cargos públicos. Com isso se encerram 13 anos do PT no poder. Nesse período o partido deixa o governo com um país destruído economicamente com 12 milhões de desempregados e a economia em queda pois o PIB acumula seis trimestres seguidos em queda. A decisão faz com que Michel Temer assuma definitivamente o poder e ele vai completar o mandato que vai até 2018. Ele será informado ainda hoje e tomará posse no Congresso antes de embarcar para a China já na condição de presidente da Republica para a reunião do G-20.

terça-feira, 30 de agosto de 2016

Vasco perde e diferença cai para três pontos

O Vasco não venceu e pior, viu a distância cair para três pontos. A rodada cheia da Série B não modificou o G4 que segue o mesmo.

Álvaro de Castro/Divulgação

No Serra Dourada, Atlético-GO e Ceará empataram por 2 a 2 (Foto: Álvaro de Castro/Atlético-GO)

Atlético Goianiense e Ceará empatam e Dragão fica à três pontos do Vasco

A rodada comecou ontem com o empate entre dois integrantes do G4, Atlético Goianiense e Ceará que empataram em 2 x 2. Hoje o Tupi goleou o Paysandu fora de casa por 3 x 0, mas não o suficiente pra sair da zona de rebaixamento, Joinville e Bahia empataram em 1 x 1, o Paraná venceu o Sampaio Correa por 1 x 0 e aliviou um pouco em relação ao rebaixamento.

Marlon Costa/PE Press e Cristiano Estrela/RBS



Com dois de Romulo, Avaí vence o Luverdense na estreia do técnico Claudinei Oliveira Cristiano Estrela/Agencia RBS

Náutico sofre revés em casa para o Londrina e Avaí derrota o Luverdense

O Náutico voltou a perder em casa, desta vez para o Londrina por 2 x 0 e ficou distante dos líderes, o Avaí bateu o Luverdense por 2 x 1, o CRB ratificou seu lugar no G4 ao vencer o Oeste por 3 x 1, o Brasil de Pelotas venceu fora de casa o Bragantino por 2 x 0 e Goiás e Criciúma empataram por 1 x 1 e os goianos estão à cinco pontos do Tupi, primeiro time na zona de rebaixamento.

Rudy Trindade/Frame Photo

Jogadores do Vila Nova comemoram um dos gols da vitória sobre o Vasco, em São Januário Foto: Rudy Trindade / FramePhoto

Vasco volta a falhar na defesa e perde para o Vila Nova em pleno São Januário

Em São Januário o Vasco com os reservas foi derrotado pelo Vila Nova por 2 x 1 em novas falhas da defesa e completa um mês sem vencer, no período foram cinco jogos, três empates e duas derrotas. Apesar do revés o clube cruzmaltino se mantém líder, mas ameaçado pelo Dragão.

Situação depois de 22 rodadas disputadas:

  • Série A: Vasco, Atlético Goianiense, Ceará e CRB;
  • Série C: Tupi, Joinville, Bragantino e Sampaio Correa. 

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Furacão volta a vencer depois de quatro jogos de jejum

Giuliano Gomes/PR Press



No complemento da 22ª rodada do Brasileirão o Atlético Paranaense quebrou a série negativa de quatro jogos e venceu o Botafogo por 1 x 0, gol marcado por Hernani.

Situação de momento após 22 rodadas disputadas:

  • Libertadores: Palmeiras, Flamengo, Atlético Mineiro e Corinthians;
  • Série B: Internacional, Figueirense, Santa Cruz e América Mineiro.

domingo, 28 de agosto de 2016

Palmeiras se distancia, mas Flamengo cola e Inter completa 14 jogos de jejum

O Palmeiras está três pontos na frente dos rivais, mas o Flamengo está na cola e se deu bem na rodada. E na ponta de baixo o Internacional chega à 14 jogos sem vencer e entra na zona de rebaixamento.

Marcos Ribolli/globoesporte.com, Washington Alves/LightPress e Fred Casagrande/Frame Foto





Gabriel

Ponte vence o Corinthians, Cruzeiro embala e se distancia do rebaixamento e Gabigol se despede do Santos, pois agora é jogador da Inter de Milão

A 22ª rodada começou ontem com a derrota do Corinthians para a Ponte Preta em Campinas por 2 x 0. Hoje pela manhã o Cruzeiro venceu o Santa Cruz no Mineirão com dois golaços marcados por Robinho e Ábila e se afasta cada vez mais da zona de rebaixamento. Na Vila Belmiro o campeão Olímpico Gabriel Barbosa, o Gabigol se despediu com derrota, pois o Peixe foi derrotado pelo Figueirense por 1 x 0 e perdeu a chance de voltar pro G4.

Lucas Uebel/Divulgação, Michel Filho/Ag. O Globo e Márcio Cunha/Mafalda Press



Palmeiras x Fluminense (Foto: Michel Filho/Agência O Globo)

Leandro Damião comemora o segundo gol do Flamengo sobre a Chapecoense Foto: Márcio Cunha/Mafalda Press

Grêmio empata em casa e perde chance de encostar no Palmeiras que lidera, mas o Flamengo vem na cola e está à três pontos do líder

Na Arena Grêmio e Atlético Mineiro empataram por 1 x 1 e o resultado acabou sendo ruim para ambos: o tricolor gaúcho não chega ao G4 e o Galo perde a vice liderança que é do Flamengo que jogando fora de casa não deu chance à Chapecoense. A dupla Leandro Damião e Diego voltaram a marcar gol e quem fechou a conta foi Mancuello num golaço. O Palmeiras segue líder e com o retorno de Gabriel Jesus venceu o Fluminense no Mané Garrincha com gols de Dudu e Jean e abre três pontos de vantagem sobre o Flamengo. No Morumbi o São Paulo empatou sem gols com o Coritiba um dia depois de ser alvo de violento protesto em que torcedores invadiram o CT do clube e protagonizaram cenas lamentáveis de vandalismo, agressão e roubo de materiais esportivos.

Reprodução Twitter e Futura Press





Sport arranca empate e joga o Inter no Z4 e Vitória afunda o cada vez mais lanterna América Mineiro

O Internacional não vence há 14 jogos e hoje jogando na Arena Pernambuco esteve perto de sair do jejum incômodo quando abriu o placar com o gol de Seijas cobrando pênalti, mas no fim da partida o Sport achou o gol de empate com Vinícius Araújo e assim entrou pro Z4 pela primeira vez neste campeonato. Na Arena Fonte Nova o Vitória derrotou o América Mineiro por 2 x 1 e saiu da zona de risco. A rodada será fechada nesta segunda com o confronto entre Atlético Paranaense e Botafogo.

Kyle Larson finalmente vence na Sprint Cup e entra no Chase

Kyle Larson





Pilotando na Sprint Cup desde 2013 Kyle Larson vem fazendo temporadas promissoras, mas sempre levando azar e pecando em detalhes. Hoje em Michigan a coisa foi diferente e numa relargada decisiva o californiano conseguiu superar Chase Elliott e conquistar sua primeira vitória na divisão principal e a primeira após 99 provas de jejum da equipe Chip Ganassi e de quebra garantir o seu lugar no Chase. Os cinco primeiros em Michigan: Kyle Larson, Chase Elliott, Brad Keselowski, Ryan Blaney e Kevin Harvick. Faltam duas provas para a definição do Chase e o funil vai ficando estreito. Se a temporada regular terminasse hoje a última vaga seria de Kasey Kahne por pontos. A próxima etapa do campeonato será no domingo que vem em Darlington.

Nico Rosberg vence GP movimentado e com acidente espetacular de Kevin Magnussen

O piloto alemão Nico Rosberg, da equipe Mercedes, comemora após vencer o Grande Prêmio da Bélgica de Fórmula 1, realizado no Circuito de Spa-Francorchamps - 28/08/2016

Nico Rosberg e Lewis Hamilton no pódio do GP da Bélgica (Foto: EFE)

Carro de Kevin Magnussen ficou completamente destruído em acidente no GP da Bélgica (Foto: Divulgação)

Na volta depois das férias a Fórmula 1 teve uma corrida agitada e com direito à um acidente assustador de Kevin Magnussen na temida Eau Rouge que levou à paralisação da prova com bandeira vermelha. O alemão Nico Rosberg coroou o excelente fim de semana vencendo a prova, mas quem sai feliz de Spa é Lewis Hamilton que mesmo largando no fim se aproveitou das confusões e chegou em terceiro lugar mantendo a liderança do campeonato com nove pontos de vantagem sobre Rosberg. O acidente com Kevin Magnussen foi no início da prova. Ele perdeu o controle na Eau Rouge e bateu forte contra a barreira de pneus. O carro foi totalmente destruído e Magnussen saiu mancando sendo levado ao Centro Médico e depois ao hospital com uma lesão no tornozelo esquerdo, mas passa bem. Felipe Massa terminou a prova na zona de pontos em décimo lugar e Felipe Nasr foi o 17º colocado. A categoria prossegue já no próximo fim de semana com o Grande Prêmio da Itália em Monza.

Confira como ficou a classificação do GP da Bélgica após 44 voltas:
1. Nico Rosberg GER Mercedes-Mercedes - 1h 44m 51.055s
2. Daniel Ricciardo AUS Red Bull - +14.1s
3. Lewis Hamilton GBR Mercedes - +27.6 
4. Nico Hulkenberg GER Force India - +35.9s
5. Sergio Perez MEX Force India - +40.6s
6. Sebastian Vettel GER Ferrari - +45.3s
7. Fernando Alonso ESP McLaren-Honda - +59.4s
8. Valtteri Bottas FIN Williams -  +60.1s
9. Kimi Raikkonen FIN Ferrari - +61.1s
10. Felipe Massa BRZ Williams - +65.8s
11. Max Verstappen NED Red Bull - +71.1s
12. Esteban Gutierrez MEX Haas - +73.8s
13. Romain Grosjean FRA Haas - +76.4s
14. Daniil Kvyat RUS Toro Rosso - +87.0s
15. Jolyon Palmer GBR Renault - +93.1s
16. Esteban Ocon FRA MRT - +1 lap
17. Felipe Nasr BRZ Sauber - +1 lap
 
Sem classificação:
 
Kevin Magnussen DEN Renault - cinco voltas completadas
Marcus Ericsson SWE Sauber - duas voltas completadas
Carlos Sainz Jr ESP Toro Rosso - nenhuma volta completada
Jenson Button GBR McLaren-Honda - nenhuma volta completada
Pascal Wehrlein GER MRT - nenhuma volta completada