Pular para o conteúdo principal

O Mês em Resumo: Cai Dilma Rousseff e era PT no poder chega ao fim e Brasil realiza uma Olimpíada inesquecível

O quadro O Mês em Resumo traz os principais fatos do mês de agosto.


A presidente afastada Dilma Rousseff no Palácio da Alvorada a dois dias da decisão final sobre o impeachment
Foto: Andressa Anholete / AFP / 29-8-2016

Depois de nove longos meses chegou ao fim definitivamente o ciclo petista no governo. No dia 10 Dilma era considerada ré e com isso o processo avançou. O julgamento do impeachment que começou no dia 25 termina no começo da tarde do dia 31 de agosto quando 61 dos 81 senadores decidiram por fim ao mandato de Dilma Rousseff e consequentemente o fim da era PT no poder. Dilma foi acusada de cometer crime de responsabilidade em razão das pedaladas fiscais, mas por outro lado a ex- presidente segue habilitada à exercer qualquer outro cargo público. Com isso o vice Michel Temer assume definitivamente o poder e seu mandato vai até 2018.




Foram dezessete dias inesquecíveis para os brasileiros. A primeira Olimpíada na história da América do Sul deixou saudades. O Rio de Janeiro fez uma Olimpíada primorosa e logo na cerimônia de abertura o mundo se encantou com uma festa com a cara do Brasil. A história da formação do povo brasileiro foi contada de um jeito diferente. A delegação brasileira entrou aplaudida no estádio só que a torcida vaiou Michel Temer que declarou abertos os jogos. A tocha olímpica chegou ao Maracanã nas mãos de Guga Kuerten que passou para a rainha Hortência e chegou à Vanderlei Cordeiro de Lima que foi o responsável por acender a pira olímpica. Uma outra pira, a pira do povo localizada no Boulevard Olímpico foi acesa por um garoto de 15 anos e lá ficou acesa até o fim. Na cerimônia de encerramento a brasilidade foi a marca da festa. O Rio passou o bastão para Tóquio, sede das próximas Olimpíadas e os japoneses se apresentaram com referências high tech com o primeiro ministro Shinzo Abe caracterizado como Mario Bros, popular personagem dos games. A pira olímpica foi apagada numa chuva artificial e os jogos fecharam em clima de carnaval com a presença dos blocos de rua e das escolas de samba.



A Rio 2016 foi o adeus de dois astros do esporte: o nadador americano Michael Phelps que conquistou mais seis medalhas, sendo cinco de ouro e do corredor jamaicano Usain Bolt que foi tricampeão olímpico seguido nos 100, 200 m e revezamento 4 x 100. A Olimpíada viu também surgir novas estrelas do esporte como a ginasta americana Simone Biles, dona de quatro medalhas de ouro e da nadadora Katie Ledecky, também vencedora de quatro medalhas douradas.


O nadador americano Ryan Lochte foi protagonista da grande farsa da Olimpíada ao alegar ter sido vítima de assalto. Junto de outros três nadadores, Lochte mentiu ao mundo pois imagens da Polícia desmontaram a farsa. Ele acabou perdendo patrocínios e corre risco de ser indiciado por falsa comunicação de crime.


O Brasil faz sua melhor campanha olímpica em todos os tempos, mas não atinge a meta de ficar entre os dez primeiros estabelecida pelo COB. O país termina os Jogos em 13º lugar com sete medalhas de ouro, seis de prata e seis de bronze. Destaque para Isaquias Queiroz, atleta da canoagem de velocidade que se tornou o mais medalhado em uma só Olimpíada. Isaquias conquistou duas pratas (C1 e C2 1000 m junto de Erlon Souza) e um bronze no C1 200 m.





Nosso hino nacional foi tocado sete vezes durante a Olimpíada. O primeiro foi no judô com Rafaela Silva, judoca da comunidade de Cidade de Deus que há quatro anos em Londres foi alvo de racismo e que deu a volta por cima. Na vela o Brasil conquistou um ouro com mais um nome da família Grael. Martine, filha de Torben Grael e Kahena Kunze conquistaram o ouro na 49er FX, nas areias da praia de Copacabana veio o ouro da dupla Alison Ceruti e Bruno Schmidt no vôlei de praia masculino e tivemos ouro inédito no boxe masculino com Robson Conceição no peso ligeiro.


Talvez o ouro mais surpreendente e emocionante da Olimpíada veio no salto com vara masculino. O paulista de Marília Thiago Braz fez história ao bater o francês Renaud Lavillenie e com direito à recorde olímpico (6,03 m). O francês não gostou de ser vaiado pela torcida, aliás a torcida às vezes exagerou nas vaias e trouxe um clima de futebol nas arenas.


Falando em futebol enfim o Brasil conquistou o tão sonhado ouro olímpico. O time dirigido por Rogério Micale começou mal com dois empates sem gols em Brasília, mas desencantou e chegou à final contra a Alemanha sem sofrer gol. Depois de 120 minutos o jogo foi decidido nos pênaltis. O goleiro Weverton, substituto de Fernando Prass defendeu a cobrança de Petersen e Neymar converteu o pênalti decisivo pondo fim à uma espera de 64 anos.


O nosso último ouro veio com o time masculino de vôlei que deu a volta por cima e na final atropelou a Itália com um 3 x 0 incontestável. O jogo foi o adeus do líbero Serginho que havia se aposentado, mas decidiu voltar atrás e ser contemplado com mais um ouro. O Brasil ainda ganhou prata no tiro esportivo com Felipe Wu na pistola de ar 10 m, Ágatha e Bárbara no vôlei de praia feminino, ginástica artística com Arthur Zanetti (argolas) e Diego Hypólito (solo) e nossos bronzes foram para Arthur Nory (solo), Poliana Okimoto (maratona aquática), Maicon Andrade (taekwondo), Mayra Aguiar e Rafael Silva (judô). Dentre as decepções destaque para Fabiana Murer que voltou a fracassar no salto com vara devido à hérnia e por isso decidiu se aposentar das competições, o futebol feminino que começou muito bem, mas depois não fez mais gol e ficou em quarto lugar, o vôlei feminino que vinha de cinco vitórias, mas parou na China que acabaria sendo campeã olímpica, a natação que mesmo chegando em cinco finais não trouxe medalha, o handebol feminino que parou na Holanda e o basquete que venceu apenas dois jogos no masculino e passou vergonha no feminino.


Fora da Olimpíada houve um caso triste de violência com a morte do soldado da Força Nacional Hélio Andrade que foi baleado ao entrar por engano na comunidade da Maré por traficantes.

Começa em 26 capitais a campanha eleitoral para as prefeituras. A campanha é a primeira depois da minirreforma política que reduziu o tempo de 90 para 45 dias.


Na Itália um forte terremoto mata 293 pessoas. O epicentro foi registrado na região central do país. A cidade turística de Amatrice foi a mais afetada.


Na Síria a guerra produz uma das imagens mais emblemáticas. Um menino de 4 anos com o rosto coberto de sangue e poeira em Aleppo é o retrato da guerra civil que assola o país há cinco anos.

Na França uma lei proibiu o uso de burquíni em mulheres muçulmanas. A lei é aplicada em todas as praias francesas.


Depois de 50 anos de uma guerra civil o governo da Colômbia entra em acordo de paz com as FARC colocando ponto final numa guerra que matou milhares de pessoas.


Chega ao fim um dos casamentos mais duradouros e queridos da TV brasileira. Em anúncio pelo Twitter William Bonner e Fátima Bernardes anunciam a separação. O casal tem três filhos.


Ivo Pitanguy era um dos cirurgiões plásticos mais aclamados do mundo e referência em cirurgia plástica. Ao longo de sua vida ele fez mais de 60 mil cirurgias restauradoras e até o fim da vida trabalhava atendendo em hospitais. Publicou centenas de trabalhos científicos e era membro da Academia Brasileira de Letras. No dia 5 ele participou do revezamento da tocha em cadeira de rodas, no dia seguinte morre de parada cardíaca aos 93 anos.


João Havelange foi atleta olímpico, participou de três Olimpíadas e depois virou dirigente esportivo, primeiro dirigindo a CBD, depois se tornando presidente da FIFA e em 24 anos transformou a entidade em uma multinacional planetária transformando o futebol numa paixão mundial. Ao mesmo tempo surgiram escândalos de corrupção que o levaram a renunciar ao mandato de presidente vitalício da FIFA e de membro do COI. Internado por conta de uma pneumonia morre no dia 16 aos 100 anos.


Elke Maravilha veio da Rússia e trouxe para o Brasil sua alegria e extravagância. Modelo nos anos 60 fez sucesso como jurada em programas de auditório da TV, em especial Chacrinha e Silvio Santos. Seus figurinos cheios de exageros e perucas surreais conquistaram os brasileiros além da risada alegre. Elke Maravilha morre no dia 16 aos 71 anos depois de complicações devidas á uma cirurgia de úlcera.


O pernambucano Geneton Moraes Neto iniciou carreira na imprensa escrita trabalhando no Diário de Pernambuco, Jornal do Brasil, O Globo e O Estado de S. Paulo, Nos anos 80 passou a trabalhar para as Organizações Globo. Foi editor do Jornal Nacional, correspondente internacional e editor - chefe do Fantástico e desde 2006 na Globo News onde apresentava o programa Dossiê. Se notabilizou por entrevistas feitas com personalidades históricas e publicou vários livros. Geneton morre no dia 22 devido à complicações causadas por um aneurisma na artéria aorta.


O jornalista Luiz Felipe Goulart de Andrade em seis décadas de carreira transformou personagens da madrugada brasileira em belas histórias para o Plantão que depos virou Comando da Madrugada e o bordão Vem Comigo virou sua marca registrada em várias emissoras do país, a última a Gazeta onde apresentava o programa que levava o nome de seu bordão. Goulart de Andrade morre no dia 23 devido à problemas cardiorrespiratórios.

Divulgação

O ator americano Gene Wilder sofria de Alzheimer e morreu no dia 29 aos 83 anos. Dentre seus personagens mais famosos destaca - se Willy Wonka em A Fantástica Fábrica de Chocolate

O mês ainda teve as mortes do ator inglês Kenny Baker (13 de agosto), primeiro intérprete do robô R2 - D2 na saga Star Wars, do cineasta americano Arthur Hiller (17 de agosto), diretor do filme Love Story - Uma História de Amor, indicado ao Oscar em 1970 e do gaitista belga Tooths Thielmans (22 de agosto) que tocou ao lado de grandes nomes da música mundial como Frank Sinatra e Elis Regina.

O quadro volta em setembro.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Bela do Domingo: Flávia Alvarenga

Em sua penúltima edição, o quadro A Bela do Domingo traz hoje a jornalista Flávia Alvarenga.



Formada em Jornalismo pela Universidade de Brasília, Flávia Alvarenga está há dez anos na Rede Globo de Brasília e começou sua carreira sendo produtora de reportagem no DF TV 1ª edição em 2002, ano em que se formou.









Em 2004 o formato da previsão do tempo foi mudado e Flávia assumiu a apresentação do quadro nos telejornais locais. Em 2005 passa a fazer reportagens de rua e acumula ainda a apresentação do bloco local do Globo Esporte até outubro de 2008. A jornalista também pode ser vista eventualmente na previsão do tempo do Jornal Nacional e nos outros telejornais. Atualmente está à frente do Bom Dia DF, telejornal que vai ao ar às 6:30 da manhã.

No domingo que vem tem a última Bela do Domingo da temporada de 2011.

A Bela do Domingo: Cecília Malan

O quadro A Bela do Domingo de hoje traz a jornalista Cecília Malan.



Maria Cecília Malan nasceu em 16 de abril de 1983 e se formou em jornalismo pela PUC do Rio. Filha do ex-ministro da Fazenda Pedro Malan já morou em Nova York, Washington, Paris e Brasília quando decidiu voltar ao Brasil em 2002.









Em 2005 inicia carreira como estagiária do Bom Dia Brasil e depois virou trainee. Em 2007 se torna editora do noticiário internacional e desde 2011 atua no escritório da Globo em Londres. Primeiramente como produtora e depois passou a dividir reportagens. Dentre as coberturas mais importantes destaca - se a dos atentados ocorridos em janeiro de 2015 ao jornal Charlie Hebdo quando foi alvo de críticas nas redes sociais devido à sua demonstração de ficar com medo ao ouvir disparos de armas de fogo. E desde então participa do Bom Dia Brasil e dos demais telejornais da casa com entradas ao vivo da capital inglesa.

Semana que vem tem mais.

A Bela do Domingo: Izabella Camargo

O quadro A Bela do Domingo de hoje traz a jornalista Izabella Camargo.



Seu nome de batismo é Izabella Spaggiari Brazil Camargo, nascida em Apucarana em 1º de fevereiro de 1981. Aos 16 anos deixou sua cidade natal e veio para São Paulo onde foi uma das garotas do programa de games Fantasia no SBT entre 1997 e 1999.





Fez curso no Senac de rádio e TV, fez jornalismo na Faculdade São Judas Tadeu e pós graduação e marketing na Faculdade Cásper Líbero. Em 2003 fez programas de entretenimento na rádio Energia 97, depois na Jovem Pan. Em 2005 integrou o time de apresentadores do canal Shop Tour e em janeiro de 2006 passou a integrar o time de locutores do canal de notícias Band News onde ficou até 2009. Voltou ao SBT onde apresentou por uma semana o extinto Olha Você. Em junho do mesmo ano passou a fazer parte da equipe de jornalismo da Rede Bandeirantes.





Durante os três anos em que esteve na emissora participou do rodízio de apresentadores do Jornal da Band e ao mesmo tempo cobrindo as férias…

A Bela do Domingo: Lana Canepa

O quadro A Bela do domingo de hoje traz a jornalista Lana Canepa.


Lana Karine Prieto Canepa Mundim iniciou carreira no jornalismo como produtora, repórter e editora em uma emissora afiliada da Rede Globo no Mato Grosso e Mato Grosso do Sul cobrindo assuntos de Brasília.









Em 2005 apresentou o programa independente Beleza em Foco na TV Brasília. Em 2007 se forma em Ciência Política na UnB, em 2010 se torna repórter da Globo Brasília cobrindo acontecimentos locais. Em 2012 em sua primeira passagem pela Band se torna editora e repórter do Jornal da Band, logo depois se mudou pra Curitiba onde foi professora da PUC e trabalhou para o jornal Gazeta do Povo até 2016 quando passou pela TV Justiça e depois retornou para a Band voltando a atuar como repórter de política do Jornal da Band. O seu desempenho fez com que a direção de jornalismo do canal a escolhesse para cobrir recentemente as férias de Paloma Tocci e possivelmente a licença maternidade em breve.

Semana que vem tem mais.

A Bela do Domingo: Bruna Roma

O quadro A Bela do Domingo está de volta e para abrir a temporada 2014 a primeira homenageada é a jornalista Bruna Roma.



Bruna Silva Roma nasceu em 23 de fevereiro de 1988 em Guaratinguetá, no interior do estado de São Paulo onde viveu até os 20 anos. Cursou Comunicação Social com habilitação para Jornalismo em Taubaté e em 2009 participa do programa de estagiários da Rede Globo. Durante o estágio dividiu o trabalho na capital paulista e a universidade no interior onde se forma em 2010.















Em 2010 logo que se formou passou a fazer parte da equipe de repórteres da Globo de São Paulo e ficou durante dois anos. Em janeiro de 2012 se muda pra Fortaleza onde começa a trabalhar na TV Verdes Mares, afiliada da Rede Globo na capital cearense, três meses depois apresentou um quadro de diversão e arte no telejornal CE TV 1ª edição e em julho do mesmo ano assumiu a apresentação do Encanta Ceará que homenageia os artistas que se destacam no estado. Em julho do ano passado deixa a Verdes Mares e reto…

A Bela do Domingo: Marisy Idalino

O quadro A Bela do Domingo de hoje traz a atriz e apresentadora Marisy Idalino.



Nascida em 10 de maio de 1984 em Osasco, Marisy Idalino iniciou no balé e aos 15 anos inicia carreira no teatro. Aos 17 anos se muda pra São Paulo onde tenta fazer a faculdade de Direito, mas faltando dois anos desiste e retorna para o teatro.









Fez testes publicitários e passou para um deles na TV Gazeta onde ficou por três meses fazendo merchandising no programa Todo Seu com Ronnie Von. Depois passou por Mega TV, Record e Bandeirantes até que em 2012 ela retornou à Gazeta, primeiro no TV Culinária e depois como stand by nos programas Você Bonita, Mulheres e Revista da Cidade. Chegou a namorar com o ator Rodrigo Phavanello, mas o casamento foi cancelado a poucos dias de ser realizado.

Semana que vem tem mais.

A Bela do Domingo: Williane Rodrigues

O quadro A Bela do Domingo de hoje traz a jornalista Williane Rodrigues.



Nascida na capital federal em 10 de junho de 1981, Williane Rodrigues queria ser atriz, chegou inclusive a encenar peças, mas acabou indo para o jornalismo e antes mesmo de se formar já exercia a profissão estagiando na TV Bandeirantes e na Radiobras. Em 2002 já formada pelo CEUB inicia carreira como repórter na TV Brasília.











Poucos meses depois começou a apresentar telejornais na casa. Três anos mais tarde se muda pro SBT onde se torna editora e apresentadora do Cidade Viva. Em 2007 se torna repórter de rede para o SBT Brasil onde trazia reportagens sobre política. No fim de 2008 assume o projeto de revitalização do jornalismo local da emissora apresentando o Jornal do SBT Brasília e desde agosto de 2013 assume o comando do SBT Brasília substituindo Neila Medeiros trazendo interatividade e levando a notícia de uma forma diferenciada. Ano passado ao comentar uma notícia de que uma adolescente jogou um gato da jane…

A Bela do Domingo: Lizandra Trindade

O quadro A Bela do Domingo de hoje traz a jornalista Lizandra Trindade.



A carioca Lizandra Trindade começou a atuar no jornalismo em 2007 quando iniciou carreira como repórter do programa Agenda na Globo News.









Foram quatro anos fazendo reportagens e entrevistas com artistas. Em maio de 2010 se tornou repórter do Globo Universidade no lugar de Bianca Rothier que se mudou pra Suíça. Foram três anos apresentando reportagens sobre as profissões e o mercado de trabalho. Ano passado começou a trabalhar com esporte e atualmente é uma das repórteres da equipe da Globo no Rio de Janeiro e na maioria das vezes tem reportagens suas no Globo Esporte.

Semana que vem tem mais.

A Bela do Domingo: Mariana Becker

O quadro A Bela do Domingo de hoje traz a jornalista Mariana Becker.


Há 18 anos na Rede Globo, a jornalista gaúcha de 41 anos já viajou por 34 países desde 2007 quando passou a acompanhar o mundo da Fórmula 1.













Com carreira iniciada em 1995 na área geral, depois passando para o esporte a repórter chegou a participar de três edições do Rali dos Sertões, sendo duas delas pilotando. A sua experiência acabou levando a jornalista ao mundo da F1 a partir de 2007 quando foi escalada pela primeira vez. Desde então ela superou preconceitos e mesmo assim recebeu poucas cantadas por parte de colegas do mundo. Hoje em Interlagos, Mariana estará com o time da Globo na transmissão do Grande Prêmio do Brasil, prova que encerra a temporada 2013. Ela é casada com o produtor Jayme Britto e mora em Mônaco desde 2008.

Semana que vem tem mais.

A Bela do Domingo: Fernanda de Freitas

O quadro A Bela do Domingo de hoje traz a atriz Fernanda de Freitas.



Nascida em São José do Rio Preto em 25 de fevereiro de 1980 Fernanda de Freitas foi professora de balé por cinco anos e aos 19 anos deixou a academia onde lecionava para tentar a sorte no Rio de Janeiro e seu começo de carreira foi como uma das Garotas do Zodíaco no extinto Planeta Xuxa. A partir daí ela não deixou mais de aparecer na telinha.





Em 2002 fez sua primeira novela, Coração de Estudante no papel de Heloísa e no ano seguinte foi uma das apresentadoras da TV Globinho e fez participação em Kubanacan como Consuelo. Em 2004 fez o papel de Amanda em Como uma onda. Em 2005 fez o papel de Cathy mc Gould em Bang Bang, depois fez Pé na Jaca e Negócio da China.



A partir de então se dedica a participar de séries e programas como A Turma do Didi, S.O.S Emergência e Tapas e Beijos num papel de destaque além de reencarnar a personagem Marina da Glória que foi interpretada por Tássia Camargo na releitura da Escolinha do Pr…