Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2011

O mês em resumo: O fim de uma caçada de dez anos e a maior tragédia da história do Lago Paranoá

Maio está terminando e dois assuntos chamaram a atenção neste mês. O fim da caçada ao terrorista mais procurado do planeta e uma tragédia que chocou os brasilienses.



Quando o presidente dos Estados Unidos Barack Obama anunciou na madrugada de 2 de maio que o terrorista Osama Bin Laden, chefe da rede Al Qaeda estava morto, o mundo respirou aliviado e ao mesmo tempo se preocupou com um novo ataque. Osama Bin Laden foi o mentor dos atentados de 11 de setembro de 2001 quando terroristas sequestraram aviões atingindo as Torres Gêmeas e o Pentágono. Para matar o terrorista, tropas militares americanas executaram a Operação Netuno e em 40 minutos localizaram o esconderijo de Bin Laden e mataram o terrorista. O corpo foi jogado ao mar. Terminava ali uma caçada que começou no governo de George W. Bush que durante oito anos não conseguiu capturá - lo. A morte de Bin Laden foi um duro golpe para a Al Qaeda que prometeu vingar a morte do terrorista. A justiça foi feita, proclamou Obama após a con…

Kevin Harvick vence na última curva no azar de Dale Jr.

Parecia que o Sobrenatural de Almeida estava endiabrado nas pistas dos Estados Unidos. Na Indy, uma batida de Jr Hildebrand na última curva deu a vitória a Dan Wheldon nas 500 Milhas de Indianápolis. Na Nascar, a coisa foi bem diferente. Na Coca Cola 600, a corrida mais longa da temporada não teve batida, mas uma ultrapassagem antológica de Kevin Harvick na última curva sobre Dale Earnhardt Jr que caminhava para quebrar um longo jejum de vitórias mas acabou ficando sem combustível. Os cinco primeiros em Charlotte: Kevin Harvick, David Ragan, Joey Logano, Kurt Busch e A.J Allmendinger. Com a vitória, a terceira no ano, Harvick assume a segunda posição no campeonato que terá continuação no próximo final de semana com a etapa do Kansas.

Vasco e Atlético Mineiro dividem liderança

Duas rodadas disputadas e quatro times seguem líderes, mas dois deles se destacam neste começo de Brasileirão. Vasco e Atlético Mineiro venceram seus dois jogos com um bom futebol e dispararam na frente. Por outro lado, Cruzeiro e Coritiba, sensações do semestre começam mal e na zona do rebaixamento.

Cristiano Andujar/Futura Press



Zagueiros marcam pelo alto e Galo abate Leão

O Galo é líder pelo saldo de gols e ontem na Ressacada usou da bola aérea sua principal arma para vencer o Avaí que sentiu o golpe pela eliminação da Copa do Brasil. A dupla de zaga Leonardo Silva e Réver foi a responsável pela segunda vitória seguida do Galo, fato que não acontecia desde 1990.

Cezar Loureiro (2)/Ag. O Globo e Tarlis Schneider/Freelancer







Fábio Ferreira usou a cabeça para dar a vitória ao Fogão e Iarley não perdoou seu ex- clube e ajuda Ceará a vencer o Inter

O Botafogo se recuperou bem e venceu os reservas do Santos por 1 x 0 com gol de Fábio Ferreira. Foi a primeira derrota de Muricy Ramalho no coma…

Dan Wheldon ganha de presente vitória na Indy 500 do centenário

O norte americano JR Hildebrand estava com a vitória na mão até 300 metros da linha de chegada e justamente na última curva a sorte mudou de lado e a vitória caiu no colo do inglês Dan Wheldon (Panther) que largou em sexto. Wheldon venceu a histórica edição do centenário das 500 Milhas de Indianápolis, numa corrida que parecia ser dos pilotos da Chip Ganassi. Tanto Scott Dixon como Dario Franchitti lideraram a prova, mas não conseguiram vencer. Nas últimas voltas, quem parecia que iria levar a prova seria o francês Bertrand Baguette, mas ele acabou entrando para o splash and go. Assim, a vitória parecia que iria ficar com Hildebrand, mas na última curva ele bateu e a vitória foi pra Wheldon. Foi a segunda vitória do inglês que já havia vencido a prova em 2005. Mesmo tendo batido, Hildebrand chegou em segundo lugar com Dixon em terceiro e o brasileiro Tony Kanaan chegou em quarto numa grande prova de recuperação. Os demais brasileiros ficaram longe das primeiras colocações. Vitor Meir…

Lewis Hamilton reclama de suposto racismo depois de barbeiragens

Lewis Hamilton se tornou em 2008 o primeiro negro da história a ser campeão mundial de Fórmula 1, mas hoje em Monte Carlo resolveu atacar os comissários de pista. Depois de ser duplamente punido, Hamilton alegou perseguição e ironizou o personagem de um humorístico Ali G interpretado por Sacha Baron Cohen em entrevista à BBC inglesa, dizendo que "Talvez porque eu sou preto". Na corrida de hoje, Hamilton causou acidentes que tiraram da prova os pilotos Felipe Massa e Pastor Maldonado. No caso de Massa, jogou a culpa no brasileiro no incidente da Loews. Massa pediu mais punições ao inglês. Hamilton acabou perdendo 20 segundos, mas não a sexta posição na prova. Depois das declarações polêmicas, o inglês pediu desculpas aos comissários que aceitaram as explicações.

Vettel vence corrida cheia de incidentes e dispara ainda mais na ponta

A mudança no regulamento fez bem para Mônaco. Num Grande Prêmio como há muito tempo não se via, Mônaco viu uma corrida recheada de incidentes e mais uma vitória do Príncipe Gênio da Fórmula 1 Sebastian Vettel. O alemão venceu sua quinta corrida em seis disputadas em 2011 e disparou ainda mais na liderança do campeonato. A corrida foi eletrizante e Lewis Hamilton protagonizou duas confusões além de tomar uma ultrapassagem antológica de Michael Schumacher. Numa delas, se envolveu com Felipe Massa na Loews e o brasileiro acabou pegando sujeira batendo na Saída do Túnel abandonando a prova. Hamilton ainda tirou da corrida o venezuelano Pastor Maldonado e pode receber duas punições. Quando a corrida caminhava pro final, um novo acidente nos S da Piscina ocasionou a bandeira vermelha interrompendo a prova. Adrian Sutil, Vitaly Petrov e Jaime Alguersuari se envolveram na confusão. Quando a prova recomeçou, Vettel segurou a pressão de Fernando Alonso para vencer pela primeira vez em Mônaco e …

A Bela do Domingo: Rachel Sheherazade

Hoje no quadro A Bela do Domingo a jornalista Rachel Sheherazade.


Paraibana de João Pessoa, Rachel Sheherazade é formada em Jornalismo pela Universidade de João Pessoa e é conhecida por dar suas opiniões de forma direta.




Com 11 anos de carreira, a jornalista se tornou o rosto mais conhecido dos paraibanos com seus comentários polêmicos no Tambaú Notícias, da TV Tambaú, afiliada do SBT. No começo deste ano ficou famosa graças às redes sociais. Rachel ficou conhecida no Carnaval tecendo comentários fortes e corajosos sobre a folia de momo graças a um vídeo postado no YouTube. O vídeo bateu recordes de acessos e assim que viu o vídeo Sílvio Santos logo a contratou para reforçar o jornalismo do SBT.





Morando em São Paulo há dois meses, Rachel fez inúmeros testes e a partir de amanhã assume o comando do novo SBT Brasil ao lado de Joseval Peixoto. No telejornal, a jornalista emitirá sua opinião com a mesma coragem que a fez famosa. É a nova versão de Bóris Casoy, o âncora que com seus coment…