terça-feira, 31 de maio de 2011

O mês em resumo: O fim de uma caçada de dez anos e a maior tragédia da história do Lago Paranoá

Maio está terminando e dois assuntos chamaram a atenção neste mês. O fim da caçada ao terrorista mais procurado do planeta e uma tragédia que chocou os brasilienses.



Quando o presidente dos Estados Unidos Barack Obama anunciou na madrugada de 2 de maio que o terrorista Osama Bin Laden, chefe da rede Al Qaeda estava morto, o mundo respirou aliviado e ao mesmo tempo se preocupou com um novo ataque. Osama Bin Laden foi o mentor dos atentados de 11 de setembro de 2001 quando terroristas sequestraram aviões atingindo as Torres Gêmeas e o Pentágono. Para matar o terrorista, tropas militares americanas executaram a Operação Netuno e em 40 minutos localizaram o esconderijo de Bin Laden e mataram o terrorista. O corpo foi jogado ao mar. Terminava ali uma caçada que começou no governo de George W. Bush que durante oito anos não conseguiu capturá - lo. A morte de Bin Laden foi um duro golpe para a Al Qaeda que prometeu vingar a morte do terrorista. A justiça foi feita, proclamou Obama após a confirmação da morte. O povo americano saiu às ruas para festejar o feito.

Após os Bombeiros trazerem barco à superfície, peritos realizam inspeção. Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Na noite de 22 de maio uma tragédia abalou Brasília. A embarcação Imagination afundou no Lago Paranoá com 104 pessoas a bordo. Nove pessoas morreram. Esta foi a maior tragédia da história, um ano depois de um outro acidente com uma lancha que teve duas mortes. A embarcação provavelmente afundou devido à superlotação. O barco passou por perícia e o laudo para apontar as causas do acidente sairá em breve. O barco ainda não foi içado até a superfície.

O diretor-gerente do FMI, Dominique Strauss-Kahn, preso neste sábado nos Estados Unidos

Personagem do mês: Dominique Strauss - Kahn: O ex - diretor do Fundo Monetário Internacional foi acusado de abusar sexualmente de uma camareira em um hotel de Nova York. Dominique teve de renunciar ao cargo e pagou US$ 1 milhão de fiança. Agora ele enfrentará sete acusações e terá de cumprir prisão domiciliar.

Antonio Palocci

E Antônio Palocci está novamente no olho do furacão. Reportagem publicada no dia 15 pelo jornal Folha de S. Paulo mostra como ele enriqueceu rapidamente em quatro anos. A consultoria Projeto ganhou nas eleições de 2010 R$ 20 milhões. Em 2006, Palocci havia declarado R$ 375 mil e em apenas quatro anos subiu para R$ 7 milhões. Palocci entregou sua explicação à Procuradoria Geral da República.

Em maio o Supremo tribunal Federal reconhece os direitos dos casais gays no Brasil e é permitida a união estável entre casais homossexuais.

Retrato de João Paulo II é exposto na fachada da basílica de São Pedro, no Vaticano, durante cermônia (Foto: Andrew Medichini / AP)

E João Paulo II se tornou santo. O Papa que morreu em 2005 depois de 27 anos de pontificado agora é oficialmente santo. A cerimônia de beatificação no Vaticano foi acompanhada por mais de 1 milhão de pessoas. Aqui no Brasil, Irmã Dulce também foi beatificada.


E depois de 11 anos, Pimenta Neves, assassino de Sandra Gomide foi finalmente preso. Julgado e condenado a 15 anos de prisão em 2006, Pimenta Neves poderá ficar até dois anos preso.






Personagem do mês: JR Hildebrand. O piloto norte americano ficou a uma curva da consagração nas 500 Milhas de Indianápolis que comemoraram 100 anos. Na última curva, ele bateu no muro e se arrastou até a linha de chegada. A vitória foi de Dan Wheldon.





No futebol, saíram os campeões estaduais da temporada. Na Bahia, deu Bahia de Feira de Santana, em Minas, deu Cruzeiro, no Rio Grande do Sul deu Internacional. Em Brasília, o Brasiliense retomou a hegemonia interrompida ano passado. Em São Paulo, o Santos conquistou o bicampeonato estadual com o talento de Neymar e Muricy Ramalho no banco. E no Rio de Janeiro, deu Flamengo campeão estadual invicto com o bonde sem freio comandado por Ronaldinho Gaúcho.

Só o Santos sobrevive na Libertadores. A noite de 4 de maio entrou pra história do futebol brasileiro como a noite mais negra da história. Quatro times caíram nas oitavas.



E o Barcelona é o grande campeão da Liga dos Campeões. Com um futebol de encher os olhos, a equipe de Lionel Messi deu um banho de bola diante do Manchester na decisão em Wembley e coroou sua brilhante temporada. Além do título da Liga, o Barça foi campeão espanhol.


Brasília é a capital nacional do basquete. O UNICEUB conquistou o bicampeonato do Novo Basquete Brasil derrotando Franca na decisão. Nos últimos cinco anos, três títulos de Brasília.

O tenista Thomaz Bellucci obteve o seu melhor resultado na carreira alcançando as semifinais do Masters de Madri sendo parado pela sensação Novak Djokovic que está próximo de alcançar a incrível marca de 46 vitórias consecutivas.

Em maio tivemos as perdas de Renato José Pécora, criador do Teatro de Arena, Lídio Toledo, ex- médico da Seleção Brasileira em seis Copas do Mundo, do dançarino Lacraia, parceiro de MC Serginho na onda funk na década passada, do queniano Samuel Wanjiru, campeão olímpico na maratona nas Olimpíadas de Pequim e do ativista Abdias do Nascimento, defensor das causas dos afrodescendentes.

Em junho tem mais resumo mensal.

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Kevin Harvick vence na última curva no azar de Dale Jr.





















Parecia que o Sobrenatural de Almeida estava endiabrado nas pistas dos Estados Unidos. Na Indy, uma batida de Jr Hildebrand na última curva deu a vitória a Dan Wheldon nas 500 Milhas de Indianápolis. Na Nascar, a coisa foi bem diferente. Na Coca Cola 600, a corrida mais longa da temporada não teve batida, mas uma ultrapassagem antológica de Kevin Harvick na última curva sobre Dale Earnhardt Jr que caminhava para quebrar um longo jejum de vitórias mas acabou ficando sem combustível. Os cinco primeiros em Charlotte: Kevin Harvick, David Ragan, Joey Logano, Kurt Busch e A.J Allmendinger. Com a vitória, a terceira no ano, Harvick assume a segunda posição no campeonato que terá continuação no próximo final de semana com a etapa do Kansas.

domingo, 29 de maio de 2011

Vasco e Atlético Mineiro dividem liderança

Duas rodadas disputadas e quatro times seguem líderes, mas dois deles se destacam neste começo de Brasileirão. Vasco e Atlético Mineiro venceram seus dois jogos com um bom futebol e dispararam na frente. Por outro lado, Cruzeiro e Coritiba, sensações do semestre começam mal e na zona do rebaixamento.

Cristiano Andujar/Futura Press

Apesar de zagueiros, Leonardo Silva (centro) e Réver marcaram os gols que definiram a vitória do Atlético-MG sobre o Avaí neste sábado, pelo Campeonato Brasileiro  Foto: Cristiano Andujar/Futura Press

Zagueiros marcam pelo alto e Galo abate Leão

O Galo é líder pelo saldo de gols e ontem na Ressacada usou da bola aérea sua principal arma para vencer o Avaí que sentiu o golpe pela eliminação da Copa do Brasil. A dupla de zaga Leonardo Silva e Réver foi a responsável pela segunda vitória seguida do Galo, fato que não acontecia desde 1990.

Cezar Loureiro (2)/Ag. O Globo e Tarlis Schneider/Freelancer







Fábio Ferreira usou a cabeça para dar a vitória ao Fogão e Iarley não perdoou seu ex- clube e ajuda Ceará a vencer o Inter

O Botafogo se recuperou bem e venceu os reservas do Santos por 1 x 0 com gol de Fábio Ferreira. Foi a primeira derrota de Muricy Ramalho no comando do Peixe. No Beira Rio, um ex- jogador do Internacional foi o carrasco da vez. Ídolo no Colorado campeão mundial de clubes de 2006, Iarley foi mal educado e fez o gol da vitória do Ceará que se redimiu da eliminação da Copa do Brasil.

Robson Ventura/Folhapress



Lucas salvou o São Paulo de tropeçar dentro de casa

No Morumbi, o São Paulo jogou pro gasto e arrancou uma vitória difícil sobre o Figueirense. O gol da vitória saiu no último lance da partida com Lucas num chutaço de fora da área.

Robertson Luz/Gazeta Press

Goleiro Márcio, do Atlético-PR lamenta gol contra a favor do Grêmio na Arena da Baixada. Foto: Robertson Luz/Gazeta Press

Márcio lamenta a infelicidade de seu zagueiro após o gol contra

Na Arena da Baixada, o Grêmio contou com a ajudinha do zagueiro do Furacão Rafael Santos que deu uma pixotada e jogou contra o próprio patrimônio e assim o Grêmio venceu o Atlético Paranaense por 1 x 0.

Washington Alves/Vipcomm

Depois de perder um gol feito, o jovem Anselmo Ramon se redimiu e garantiu empate do Cruzeiro com o Palmeiras por 1 a 1 neste domingo, na segunda rodada do Campeonato Brasileiro  Foto: Washington Alves/VIPCOMM/Divulgação

Anselmo se redimiu da trapalhada e salvou o Cruzeiro da derrota

O Cruzeiro abusou de perder gols, num deles, Anselmo teve a proeza de chutar pra fora com o gol escancarado. Só que o futebol tem dessas coisas e foi de Anselmo o gol que evitou a derrota do Cruzeiro para o Palmeiras que saiu na frente com o gol de Luan.

Valter Fortes/Cooperfoto e Angelo Pontes/AGIF


 . Foto: Angelo Pontes/Agif/Gazeta Press

Ronaldinho comandou o bonde, mas foi freado por Jóbson que fez dois e evitou a derrota do Bahia

Em Pituaçu, mais de 35 mil pessoas lotaram o estádio na primeira partida do Bahia na Série A depois de oito anos e não se arrependeram. O Flamengo que vinha de goleada na estreia começou a buscar jogadas com Ronaldinho Gaúcho, mas quem abriu o placar foi o Bahia com o ex-corintiano Lulinha. O Fla após o gol acordou e conseguiu o empate com Ronaldinho Gaúcho que escorou cruzamento de Galhardo. E foi aí que apareceu a estrela de Jóbson. Ainda no primeiro tempo, Jóbson colocou o Bahia na frente em contra ataque mortal. No segundo tempo, o Flamengo acertou o passe e antes dos dez minutos chegou ao empate em jogada trabalhada por Thiago Neves e conclusão de Bottinelli. A virada veio com o contestado Egídio que recebeu passe açucarado de Diego Maurício e tocou pro gol. Mas parecia que o Flamengo sairia de Pituaçu com mais três pontos no bolso só que Jóbson não deixou. Em uma troca de passes rápida, o atacante empatou e no fim das contas, um 3 x 3 eletrizante em um bom jogo.

Fotos de Almeida Rocha/Folhapress





De uniforme vermelho, Corinthians vence reservas do Coritiba e segue entre os primeiros

O Corinthians estreou seu terceiro uniforme na cor vinho e jogando em Araraquara venceu o Coritiba que jogou com reservas vencendo por 2 x 1 com gols de Paulinho e Danilo com Leonardo descontando para o Coxa. Mesmo com a vitória, a torcida chamou o técnico Tite de burro quando pedia a saída de Danilo para a entrada de Jorge Henrique, mas logo depois o contestado Danilo fez o gol da vitória corintiana. Vai entender...

Cezar Loureiro /Ag. O Globo, Márcio Mercante/Ag. O Dia e Cristiano Borges/Divulgação






Leandro Euzébio, Deco e Gum comemoram gol do Fluminense no Serra Dourada sobre o Atlético-GO. Foto: Cristiano Borges/Photocamera/Divulgação

Vasco passa pelo América Mineiro e Fluminense se recupera vencendo fora de casa

Nos jogos que fecharam a rodada, o Fluminense venceu a primeira. No Serra Dourada, o Flu derrotou o Atlético Goianiense por 1 x 0 na partida que pode ser a despedida do técnico Enderson Moreira que volta a ser auxiliar técnico pois Abel Braga está chegando. E em São Januário, mesmo com os reservas, o Expressinho do Vasco manteve o bom futebol e derrotou o América Mineiro por 3 x 0. Mais uma vez,o garoto Bernardo, uma das revelações do time na temporada deixou sua marca e com três gols é o artilheiro do time no campeonato. Enrico e Elton fecharam o placar. Realmente uma vitória para elevar a moral do time que vai decidir a Copa do Brasil mostrando o belo trabalho de recuperação do time depois de um péssimo começo de ano.

Situação após duas rodadas:

  • Libertadores: Atlético Mineiro, Vasco, São Paulo e Corinthians;
  • Sul Americana: Flamengo, Palmeiras, Grêmio, Atlético Goianiense, Botafogo, Figueirense, Ceará e Fluminense;
  • Série B: Cruzeiro, Coritiba (de sensações para decepções), Atlético Paranaense (se continuar assim cai) e Avaí (sentiu o golpe).
Claro que tem muita bola pra rolar ainda, mas é bom que Cruzeiro e Coritiba acordem, senão...

Dan Wheldon ganha de presente vitória na Indy 500 do centenário

Todd Warshaw/Getty Images/AFP












j. r. hildebrand fórmula indy batida (Foto: agência Reuters)

dan wheldon fórmula indy vence 500 milhas de indianapolis (Foto: agência Reuters)
 . Foto: Getty Images

O norte americano JR Hildebrand estava com a vitória na mão até 300 metros da linha de chegada e justamente na última curva a sorte mudou de lado e a vitória caiu no colo do inglês Dan Wheldon (Panther) que largou em sexto. Wheldon venceu a histórica edição do centenário das 500 Milhas de Indianápolis, numa corrida que parecia ser dos pilotos da Chip Ganassi. Tanto Scott Dixon como Dario Franchitti lideraram a prova, mas não conseguiram vencer. Nas últimas voltas, quem parecia que iria levar a prova seria o francês Bertrand Baguette, mas ele acabou entrando para o splash and go. Assim, a vitória parecia que iria ficar com Hildebrand, mas na última curva ele bateu e a vitória foi pra Wheldon. Foi a segunda vitória do inglês que já havia vencido a prova em 2005. Mesmo tendo batido, Hildebrand chegou em segundo lugar com Dixon em terceiro e o brasileiro Tony Kanaan chegou em quarto numa grande prova de recuperação. Os demais brasileiros ficaram longe das primeiras colocações. Vitor Meira foi o 15º, Hélio Castroneves terminou em 17º e Bia Figueiredo terminou em 24º lugar. O campeonato da Indy segue no dia 11 de junho com a rodada dupla no Texas Motor Speedway.

Lewis Hamilton reclama de suposto racismo depois de barbeiragens

Hamilton no GP de Mônaco (Foto: AFP)


Lewis Hamilton se tornou em 2008 o primeiro negro da história a ser campeão mundial de Fórmula 1, mas hoje em Monte Carlo resolveu atacar os comissários de pista. Depois de ser duplamente punido, Hamilton alegou perseguição e ironizou o personagem de um humorístico Ali G interpretado por Sacha Baron Cohen em entrevista à BBC inglesa, dizendo que "Talvez porque eu sou preto". Na corrida de hoje, Hamilton causou acidentes que tiraram da prova os pilotos Felipe Massa e Pastor Maldonado. No caso de Massa, jogou a culpa no brasileiro no incidente da Loews. Massa pediu mais punições ao inglês. Hamilton acabou perdendo 20 segundos, mas não a sexta posição na prova. Depois das declarações polêmicas, o inglês pediu desculpas aos comissários que aceitaram as explicações.

Vettel vence corrida cheia de incidentes e dispara ainda mais na ponta

Em GP emocionante, Vettel vence pela quinta vez no ano (Reuters)

Vettel vence GP de Mônaco seguido por Alonso e Button (Foto: Reuters)









A mudança no regulamento fez bem para Mônaco. Num Grande Prêmio como há muito tempo não se via, Mônaco viu uma corrida recheada de incidentes e mais uma vitória do Príncipe Gênio da Fórmula 1 Sebastian Vettel. O alemão venceu sua quinta corrida em seis disputadas em 2011 e disparou ainda mais na liderança do campeonato. A corrida foi eletrizante e Lewis Hamilton protagonizou duas confusões além de tomar uma ultrapassagem antológica de Michael Schumacher. Numa delas, se envolveu com Felipe Massa na Loews e o brasileiro acabou pegando sujeira batendo na Saída do Túnel abandonando a prova. Hamilton ainda tirou da corrida o venezuelano Pastor Maldonado e pode receber duas punições. Quando a corrida caminhava pro final, um novo acidente nos S da Piscina ocasionou a bandeira vermelha interrompendo a prova. Adrian Sutil, Vitaly Petrov e Jaime Alguersuari se envolveram na confusão. Quando a prova recomeçou, Vettel segurou a pressão de Fernando Alonso para vencer pela primeira vez em Mônaco e disparar ainda mais na liderança. Jenson Button fechou o pódio em terceiro. Rubens Barrichello marcou seus primeiros dois pontos no ano chegando em nono lugar. Vettel segue liderando com 143 pontos e a próxima corrida do campeonato será no dia 12 de junho com o Grande Prêmio do Canadá em Montreal.

Confira o resultado final do Grande Prêmio de Mônaco, em Monte Carlo (260,520 quilômetros):

1 - Sebastian Vettel (ALE/RBR-Renault) - 78 voltas em 2h09m38s373
2 - Fernando Alonso (ESP/Ferrari) - a 1s138
3 - Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes) - a 2s378
4 - Mark Webber (AUS/RBR-Renault) - a 23s100
5 - Kamui Kobayashi (JAP/Sauber-Ferrari) - a 26s900
6 - Lewis Hamilton (ING/McLaren-Mercedes) - a 27s200
7 - Adrian Sutil (ALE/Force India-Mercedes) - a 1 volta
8 - Nick Heidfeld (ALE/Renault-Lotus) - a 1 volta
9 - Rubens Barrichello (BRA/Williams-Cosworth) - a 1 volta

10 - Sebastien Buemi (SUI/STR-Ferrari) - a 1 volta
11 - Nico Rosberg (ALE/Mercedes) - a 1 volta
12 - Paul di Resta (ESC/Force India-Mercedes) - a 2 voltas
13 - Jarno Trulli (ITA/Lotus-Renault) - a 2 voltas
14 - Heikki Kovalainen (FIN/Lotus-Renault) - a 2 voltas
15 - Jerome D'Ambrosio (BEL/MVR-Cosworth) - a 2 voltas
16 - Vitantonio Liuzzi (ITA/Hispania-Cosworth) - a 3 voltas
17 - Narain Karthikeyan (IND/Hispania-Cosworth) - a 3 voltas
18 - Pastor Maldonado (VEN/Williams-Cosworth) - a 5 voltas/acidente

Não completaram a prova:
Vitaly Petrov (RUS/Renault-Lotus) - a 11 voltas/acidente
Jaime Alguersuari (ESP/STR-Ferrari) - a 12 voltas/acidente
Felipe Massa (BRA/Ferrari) - a 46 voltas/acidente

Michael Schumacher (ALE/Mercedes) - a 46 voltas/motor
Timo Glock (ALE/MVR-Cosworth) - a 48 voltas/suspensão

Não largou:
Sergio Pérez (MEX/Sauber-Ferrari) - acidente no treino classificatório

Melhor volta: Mark Webber (AUS/RBR-Renault) - 1m16s234, na 78ª

A Bela do Domingo: Rachel Sheherazade

Hoje no quadro A Bela do Domingo a jornalista Rachel Sheherazade.


Paraibana de João Pessoa, Rachel Sheherazade é formada em Jornalismo pela Universidade de João Pessoa e é conhecida por dar suas opiniões de forma direta.




Com 11 anos de carreira, a jornalista se tornou o rosto mais conhecido dos paraibanos com seus comentários polêmicos no Tambaú Notícias, da TV Tambaú, afiliada do SBT. No começo deste ano ficou famosa graças às redes sociais. Rachel ficou conhecida no Carnaval tecendo comentários fortes e corajosos sobre a folia de momo graças a um vídeo postado no YouTube. O vídeo bateu recordes de acessos e assim que viu o vídeo Sílvio Santos logo a contratou para reforçar o jornalismo do SBT.

Divulgação



Morando em São Paulo há dois meses, Rachel fez inúmeros testes e a partir de amanhã assume o comando do novo SBT Brasil ao lado de Joseval Peixoto. No telejornal, a jornalista emitirá sua opinião com a mesma coragem que a fez famosa. É a nova versão de Bóris Casoy, o âncora que com seus comentários fortes se tornou referência no telejornalismo opinativo brasileiro.

Semana que vem tem mais.