quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

2014 VAI TARDE. 2015 COM MUITA POSITIVIDADE E PAZ

Filipinos comemoram a chegada de 2015; confira outras fotos

2014 ESTÁ CHEGANDO AO FIM E 2015 ESTÁ NA PORTA. O ANO QUE TERMINA A POUCAS HORAS DEIXOU MARCAS INDELÉVEIS NA VIDA DOS BRASILEIROS: FICAMOS DIVIDIDOS NUMA ELEIÇÃO ACIRRADA, FALTOU PROPOSTAS, SOBROU BAIXARIAS. E AINDA TIVEMOS DE CONVIVER COM UM ESCÂNDALO, MAIS UM DE CORRUPÇÃO QUE CONTAMINOU A PETROBRAS. TIVEMOS DE CONVIVER COM A FALTA D'ÁGUA QUE POR MUITO POUCO NÃO DEIXOU SÃO PAULO NA SECA. E COMO NÃO ESQUECER O MINEIRATZEN, O 7 X 1 QUE FEZ COM QUE O BRASIL DEIXASSE DE SER O PAÍS DO FUTEBOL. POIS É, NOTÍCIAS NADA BOAS, MAS 2015 ESTÁ AÍ E O MEU DESEJO É DE QUE ESSE ANO SEJA CHEIO DE NOTÍCIAS BOAS. DESEJO UM MUNDO MENOS INTOLERANTE, CHEIO DE PAZ E REPLETO DE HARMONIA. O BLOG DE KNUNES AGRADECE O CARINHO E APOIO DE NOSSOS LEITORES E DESDE JÁ FICA AQUI O DESEJO DE UM ANO NOVO MUITO FELIZ.

FELIZ 2015!

O BLOG DE KNUNES ENCERRA AQUI OS TRABALHOS EM 2014. 2015 TEM MAIS. AMANHÃ, PRIMEIRO DIA DO ANO OS TRABALHOS COMEÇAM COM A POSSE DOS GOVERNADORES E DA PRESIDENTE DILMA. EM SEGUIDA ENTRO DE FÉRIAS E RETORNO NO FINAL DO MÊS.

O Mês em Resumo: EUA e Cuba reatam parceria diplomática, cai avião na Ásia e Gabriel Medina faz história

O quadro O Mês em Resumo fecha 2014 trazendo os principais fatos que marcaram o mês de dezembro.



No dia 17 de dezembro o mundo viveu um dia histórico. Estados Unidos e Cuba anunciam o reatamento das relações diplomáticas após 53 anos. Intermediado pelo Papa Francisco os presidentes Raúl Castro e Barack Obama anunciaram a retomada. Obama em seu discurso afirmou que Somos todos americanos.





No dia 28 um avião da companhia AirAsia desapareceu levando 162 pessoas a bordo. Dois dias depois os destroços foram localizados no mar. A tragédia foi mais uma num ano terrível para a aviação mundial.





Em Sydney um refugiado iraniano causou pânico e terror em um café no centro da cidade por 17 horas. Suspeitava - se que ele era integrante do Estado Islâmico, mas não era. Ele acabou sendo morto pela polícia com outros dois reféns. No dia 16 um massacre dentro de uma escola no Paquistão por integrantes da milícia talibã mata 148 pessoas, a maioria crianças.



Surge uma nova personagem no escândalo do Petrolão. Venina Velosa da Fonseca, ex- gerente executiva da Petrobras revela em entrevista ao jornal Valor Econômico que avisou a presidente da empresa Graça Foster de que havia irregularidades. Ela acabou virando alvo de ataques diretos e acabou sendo afastada.

Brasília na penúria: O fim de ano do cidadão brasiliense não foi fácil. Setores importantes como saúde e transporte pararam suas atividades por causa da crise financeira no GDF que não paga no prazo os salários dos servidores. A festa de reveillón na Esplanada correu sério risco de não ser realizada, mas ela será realizada, mas com desvio de dinheiro, é o que aponta o Ministério Público.

A presidenta Dilma Rousseff fecha sua equipe para o segundo mandato. 13 ministros foram mantidos, dentre eles Aloízio Mercadante na Casa Civil. Juca Ferreira assumirá a pasta da Cultura e dos novos ministros destaques para Cid Gomes que será ministro da Educação, Gilberto Kassab na pasta das cidades e Ricardo Berzoíni nas Comunicações.



Um monstro aterroriza a Baixada Fluminense. Saílson José das Graças é preso e confessa ter matado 42 pessoas e mesmo confessando os crimes anuncia que voltará a matar quando sair da cadeia.

Em Praia Grande um raio matou quatro pessoas. A forte chuva causou a descarga elétrica que foi fatal.



A modelo e apresentadora Andressa Urach fica 22 dias internada por conta do excesso de hidrogel que causou uma infecção ns pernas. Ela recebe alta no dia 23.



A chef Elisa Fernandes é a vencedora do reality MasterChef. Ela ganhou um curso de três meses na escola Le Cordon de Paris, R$ 150 mil e um carro zero km. Os índices chegaram a 10 pontos garantindo à Bandeirantes o primeiro lugar no Ibope.



Desemboca a crise no vôlei brasileiro. O Banco do Brasil anuncia a suspensão do patrocínio à CBV depois de 23 anos. A CGU aponta irregularidades no uso de dinheiro do patrocínio. Em sinal de protesto os jogadores entraram em quadra com nariz de palhaço. E pra piorar a CBV abre mão de sediar a fase final da Liga Mundial em 2015. Bernardinho é suspenso por dez jogos.



Leandro Totti conquista o bicampeonato brasileiro da Fórmula Truck ao chegar em segundo lugar na prova de Goiânia. Totti conquistou seis vitórias no ano e também levou o bicampeonato sul americano.



O Palmeiras escapa de ser rebaixado para a Série B do Brasileiro ao empatar com o Atlético Paranaense por 1 x 1 e graças à vitória do Santos Bahia e Vitória foram rebaixados junto de Botafogo e Criciúma.



O Real Madrid conquista o título do Mundial de Clubes ao bater na final o San Lorenzo por 2 x 0 coroando uma temporada fantástica onde levou a Liga dos Campeões.





Um momento histórico pro esporte brasileiro: Gabriel Medina, de 21 anos se torna campeão mundial de surfe. O título veio na etapa final em Pipeline, no Havaí onde ele contou com a ajuda de Alejo Muniz que despachou Kelly Slater e Mick Fanning contribuindo para o feito histórico. Ao chegar no Brasil o novo ídolo do esporte mostrou também seu lado solidário. Por ocasião das chuvas que inundaram sua casa em Maresias a carreata foi suspensa e ele pediu a solidariedade do povo brasileiro com doações e depois partiu para o descanso em Floripa.


Ele cantou com alma no festival de Woodstock um cover dos Beatles que virou clássico. Sua voz rouca encantou gerações, mas Joe Cocker perdeu a batalha contra um câncer no pulmão que o matou no dia 22 aos 70 anos.

O mês ainda teve as mortes de Roberto Porto, jornalista e torcedor do Botafogo, Jorgeh Ramos, dublador que ficou famoso por conta de anunciar o bordão Breve nos cinemas, o engenheiro Ralph Baer, o criador do videogame Odyssey, a prostituta Hilda Furacão que inspirou o livro e a minissérie homônima que foi exibida pela Rede Globo em 1998 e a atriz italiana Virna Lisi.

O quadro retorna em janeiro de 2015 com a retrospectiva do mês.

Dobradinha da Etiópia na São Silvestre




Premiação Masculina São Silvestre (Foto: Marcos Ribolli)

Só deu Etiópia na 90ª edição da Corrida de São Silvestre que este ano contou com mais de 30 mil atletas. Entre as mulheres a vencedora foi a etíope Ymer Yude Alayew que havia vencido em 2008 e chegou ao bicampeonato com o tempo de 50min43 seguida de perto pela compatriota Kebdede. A melhor brasileira na prova foi Joziane Cardoso, que foi a oitava. Entre os homens o vencedor da prova foi Dawit Admasu que fez o tempo de 45min04. O melhor brasileiro na prova foi Giovanni dos Santos que chegou em quinto lugar. A São Silvestre encerra a temporada esportiva de 2014.

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Calendário de eventos 2015

Nesse penúltimo dia do ano trazemos aqui o calendário dos eventos mais importantes de 2015.

- 1º de janeiro - Tomam posse os governadores que foram eleitos ou reeleitos no pleito de outubro e Dilma Rousseff toma posse para o seu segundo mandato.

- 19 de janeiro: Início do Aberto da Austrália, o primeiro Grand Slam do ano

- 31 de janeiro: Começam os campeonatos estaduais que vão até o dia 3 de maio.

- 4 de fevereiro: Início da participação brasileira na Taça Libertadores com o Corinthians jogando contra o Once Caldas.

- 14 de fevereiro: É carnaval por todos os pontos do país

- 22 de fevereiro: Início da temporada automobilística com a primeira corrida da NASCAR em Daytona. Serão 36 etapas até novembro cheias de emoção. No mesmo dia tem a cerimônia de entrega do Oscar.

- 25 de fevereiro: Início da Copa do Brasil que vai até novembro

- 1º de março: Os pesos pesados das pistas voltam com tudo para mais uma temporada na Fórmula Truck que começa em Caruaru

- 8 de março: Brasília no centro das atenções com o início da temporada da Fórmula Indy e a capital federal vai abrir o campeonato com a Brasília Indy 300.

- 15 de março: Começa mais uma temporada na Fórmula 1 e o Brasil tendo de novo dois pilotos na disputa.

- 22 de março: Início da temporada da Stock Car

- 26 de março: Primeiro amistoso da seleção no ano contra a França em Paris

- 21 de abril: Aniversário de 55 anos de Brasília

- 26 de abril: Troféu Imprensa

- 3 de maio: Fim dos estaduais

- 8 de maio: Início do Campeonato Brasileiro da Série B

- 9 de maio: Início do Campeonato Brasileiro da Série A

- 24 de maio: 99ª edição das 500 milhas de Indianápolis

- 25 de maio: Começo do Aberto da França nas quadras de saibro de Roland Garros

- 6 de junho: Final da UEFA Champions League em Berlim

- 11 de junho: Começo da Copa América que será disputada no Chile. O torneio vai até 4 de julho

- 29 de junho: Início do torneio de Wimbledon

- 10 de julho: Começam os Jogos Pan Americanos que serão disputados em Toronto no Canadá. Será o aquecimento para as Olimpíadas do Rio de Janeiro e o evento vai até o dia 26.

- 5 de agosto: Final da Libertadores e contagem regressiva de um ano para o começo dos Jogos Olímpicos.

- 19 de agosto: Início da Copa Sul Americana

- 31 de agosto: Início do Aberto dos Estados Unidos, último torneio do Grand Slam

- 9 de outubro: Início das eliminatórias sul americanas para a Copa do Mundo de 2018.

- 15 de novembro: Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 em Interlagos

- 28 de novembro: Última rodada da Série B

- 6 de dezembro: Última rodada da Série A

- 9 de dezembro: Mundial de Clubes da FIFA que vai até o dia 19 e final da Copa Sul Americana.

- 15 de dezembro: Prêmio Brasil Olímpico

- 31 de dezembro: Corrida de São Silvestre, e depois vira a folhinha para um feliz 2016!

Calendário automobilístico de 2015

O calendário de provas para 2015 das principais corridas automobilísticas será bastante movimentado nas pistas da Fórmula 1, Indy, NASCAR, Truck e Stock Car. E como vem sendo tradição apresentamos aqui o calendário completo das provas

Fevereiro
22 - NASCAR: Daytona 500, antes no dia 14 ocorre o Sprint Unlimited e no dia 19 os Duels
Março
1 - Fórmula Truck: etapa de Caruaru (PE)
      NASCAR : etapa de Atlanta
8 - IndyCar: etapa de Brasília (BRA)
     NASCAR: etapa de Las Vegas
15 - Fórmula 1: GP da Austrália 
      NASCAR: etapa de Phoenix
22 - Stock Car - etapa de Goiânia (GO)
      NASCAR: etapa de Fontana
29 - Fórmula 1: GP da Malásia
       IndyCar: etapa de St. Petersburg (EUA)
       NASCAR: etapa de Martinsville
Abril
5 - Stock Car - etapa de Ribeirão Preto (SP)
11 - NASCAR: etapa do Texas
12 - Fórmula 1: GP da China
       IndyCar: etapa da Louisiana (EUA)
       Fórmula Truck: etapa de Brasília (DF)
19 - Fórmula 1: GP do Bahrein
       IndyCar: etapa de Long Beach (EUA)
       NASCAR: etapa de Bristol
25- NASCAR: etapa de Richmond
26 - IndyCar: etapa do Alabama (EUA)
       Stock Car - etapa de Brasília (DF)
Maio
3 - NASCAR: etapa de Talladega
9 - IndyCar: etapa de Indianapolis (EUA)
     NASCAR: etapa do Kansas
10 - Fórmula 1: GP da Espanha
16 - NASCAR: All Star Race em Charlotte
17 - Fórmula Truck: etapa de Londrina (PR)
24 - Fórmula 1: GP de Mônaco
       IndyCar: 500 Milhas de Indianapolis
       NASCAR: Coca Cola 600 em Charlotte
30 - IndyCar: etapa de Detroit (EUA) - rodada 1
31 - IndyCar: etapa de Detroit (EUA) - rodada 2
       Stock Car - etapa de Curitiba (PR)
       NASCAR: etapa de Dover
Junho
6 - IndyCar: etapa do Texas (EUA)
7 - Fórmula 1: GP do Canadá
     NASCAR: etapa de Pocono
14 - IndyCar: etapa de Toronto (CAN)
       NASCAR: etapa de Michigan
       Fórmula Truck: etapa de Campo Grande (MS)
21 - Fórmula 1: GP da Áustria
27 - IndyCar: etapa de Fontana (EUA)
28 - NASCAR: etapa de Sonoma
Julho
5 - Fórmula 1: GP da Grã-Bretanha
     NASCAR: etapa de Daytona
11 - NASCAR: etapa do Kentucky
12 - IndyCar: etapa do Wisconsin (EUA)
       Fórmula Truck: etapa de Goiânia (GO)
18 - IndyCar: etapa do Iowa (EUA)
19 - Fórmula 1: GP da Alemanha
       NASCAR: etapa de New Hampshire
26 - Fórmula 1: GP da Hungria
       NASCAR: etapa de Indianápolis
Agosto
2 - Stock Car - etapa de Salvador (BA) ou Velopark (RS)
     IndyCar: etapa de Mid-Ohio (EUA)
     NASCAR: etapa de Pocono
9 - Fórmula Truck: etapa de Santa Cruz do Sul (RS)
     NASCAR: etapa de Watkins Glen
16 - Stock Car - etapa de Goiânia (GO)
       NASCAR: etapa de Michigan
22 - NASCAR: etapa de Bristol
23 - Fórmula 1: GP da Bélgica
       IndyCar: etapa de Pocono (EUA)
30 - IndyCar: etapa de Sonoma (EUA)
       Stock Car - etapa de Cascavel (PR)
Setembro
6 - Fórmula 1: GP da Itália
     NASCAR: etapa de Darlington
12 - NASCAR: etapa de Richmond
13 - Fórmula Truck: etapa de Curitiba (PR)
       Stock Car - etapa de Brasília (DF)
20 - Fórmula 1: GP de Cingapura
       NASCAR: etapa de Chicago
27 - Fórmula 1: GP do Japão
       NASCAR: etapa de New Hampshire
Outubro
4 - Stock Car - etapa de Santa Cruz do Sul (RS)
      Fórmula Truck: etapa de Guaporé (RS)
      NASCAR: etapa de Dover
10 - NASCAR: etapa de Charlotte
11 - Fórmula 1: GP da Rússia
18 - Stock Car - etapa de Curitiba (PR)
       NASCAR: etapa do Kansas
25 - Fórmula 1: GP dos Estados Unidos
       NASCAR: etapa de Talladega
Novembro
1 - Fórmula 1: GP do México
     NASCAR: etapa de Martinsville
8 - Fórmula Truck: etapa de Cascavel (PR)
     Stock Car - etapa de Tarumã (RS)
     NASCAR: etapa do Texas
15 - Fórmula 1: GP do Brasil
      NASCAR: etapa de Phoenix
22 - NASCAR: etapa de Miami
29 - Fórmula 1: GP de Abu Dhabi
Dezembro
6 - Fórmula Truck: etapa de São Paulo (SP)
13 - Stock Car - etapa de São Paulo (SP)

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Prestação de contas 2014

É hora de prestar contas a você leitor. Nesse ano o Blog de knunes superou seu recorde de postagens desde a minha chegada ao Blogger em 2011. Já são mais de 1100 postagens no ano e mais uma vez falamos de variados assuntos durante o ano: acompanhamos os principais acontecimentos do ano, além de todos os lances do futebol e das corridas automobilísticas.

Para a cobertura das eleições acompanhamos de perto todo o desenrolar da campanha eleitoral. Divulgamos todas as pesquisas eleitorais dos institutos Ibope e Datafolha, acompanhamos também todos os debates com os presidenciáveis no primeiro e no segundo turno e nos dias da votação trouxemos os resultados e apresentamos os eleitos.



Já a cobertura da Copa do Mundo foi especialíssima. Em abril iniciamos nossa cobertura trazendo a História das Copas disputadas até 2010, em maio trouxemos o raio - x das 32 seleções, os escolhidos por Felipão e também os estádios que foram usados no evento. Durante a Copa trouxemos o relato dos jogos com fotos e nos jogos do Brasil avaliei a atuação dos jogadores dando notas de 0 a 10. Também dei meu relato sobre torcer em jogo de Copa do Mundo nas duas partidas que estive presente: Suíça e Equador e Brasil e Camarões.

Nos comentários ainda sinto falta de leitores antigos. O nosso colega Marcos Benaia segue comentando sobre a Flávia Alvarenga e o recorde vai só ampliando. Já atingiu a marca de 1290 comentários. Quem sabe ano que vem esses leitores retornem, pois sinto a falta deles.

2014 marcou um ponto final no quadro O Belo do Sábado que depois de seis temporadas se despediu no dia 13 de dezembro. A partir do ano que vem o Top 5 passa a ocupar o espaço deixando as sextas feiras. Também no ano que vem passaremos a acompanhar na NASCAR apenas a divisão principal, a Sprint Cup. Tudo isso por um motivo especial: voltei a estudar e fazer faculdade, por isso terei pouco tempo durante a semana, mas sempre darei um jeito.

Para o próximo ano ainda estudo a possibilidade de retomar o Blog Olímpico agora falando dos preparativos para as Olimpíadas de 2016 no Rio de Janeiro e retomarei também o Contando a História. O projeto de digitalização também será retomado logo logo. No mais é isso que tenho de prestar. Desde já fica o meu agradecimento àqueles leitores que deixaram comentário ou deram uma passadinha aqui. Em 2015 tem mais.

O ano do blog não acabou não. Amanhã tem os calendários de eventos e das corridas e na quarta tem São Silvestre, retrospectiva mensal e mensagem de fim de ano e na quinta já em 2015 tem a posse dos governadores e da presidenta Dilma, e depois férias!

domingo, 28 de dezembro de 2014

Retrospectiva 2014: Mais um ano do domínio de Minas e o racismo marcam o cenário nacional

Para fechar a Retrospectiva 2014 o nosso último assunto é futebol. A temporada mais uma vez foi dos mineiros que dominaram o cenário nacional e de quebra levaram o Brasileirão e a Copa do Brasil. Mas também ficou marcada pelos atos racistas que abalaram as estruturas.

Estaduais curtos e campeões por todo o país




Luziânia conquistou o Candangão pela primeira vez 

No começo do ano os campeonatos estaduais foram disputados em prazo curto: três meses de disputa. Mas teve campeonato que se estendeu até às vésperas da Copa do Mundo, foi o caso do Candangão. O campeonato de futebol de Brasília só foi terminar no dia 17 de maio. Disputas judiciais e liminares acabaram atrapalhando o andamento da competição. A final foi disputada entre Luziânia e Brasília com os dois jogos sendo realizados no Mané Garrincha, palco da Copa do Mundo. E o Luziânia fez história ao ser campeão vencendo o Brasília por 3 x 2 no primeiro jogo e perdendo o segundo por 1 x 0, mas levou o título por ter feito a melhor campanha durante o campeonato.









Cruzeiro, Inter, Flamengo e Ituano foram campeões nos principais centros do país

Pelo Brasil os campeões estaduais foram conhecidos em abril. No Ceará o Vozão conquistou seu 43º título estadual da história e o tetracampeonato consecutivo ao empatar com o Fortaleza. Em Pernambuco o Sport levou o estadual depois de quatro anos ao vencer o Náutico por 1 x 0. No campeonato baiano deu Bahia que venceu o Vitória na final. Em Goiás o título foi do Atlético Goianiense que venceu o Goiás na final. No Paraná o Londrina voltou a comemorar um título estadual depois de 22 anos ao vencer o Maringá nos pênaltis. Em Santa Catarina o campeão foi o Figueirense. O Cruzeiro interrompeu o domínio de dois anos do Atlético Mineiro e conquistou o estadual de forma invicta. O Internacional conquistou o tetracampeonato seguido com direito à goleada diante do Grêmio na final por 4 x 1. Em São Paulo a zebra deu o ar da graça. O Ituano passou por cima dos grandes e na final bateu o Santos nos pênaltis por 7 x 6 conquistando seu segundo título da história. No Rio de Janeiro o campeão da temporada foi o Flamengo que conquistou seu 33º título estadual da história com dois empates diante do Vasco. O gol do título foi marcado por Márcio Araújo em posição irregular.



Brasília levou a Copa Verde e esperou sete meses para ratificar na justiça o que fez em campo

A Copa Verde foi realizada pela primeira vez e o Brasília foi o campeão em campo e no tapetão. O Paysandu perdeu tanto na bola como nas instâncias judiciais. O Colorado do DF venceu o jogo nos pênaltis, mas o Papão entrou com liminares alegando que seis jogadores do Brasília estavam irregulares, o que foi provado que foi um erro da CBF. O STJD aceitou as explicações e o Brasília foi confirmado como campeão e vai jogar a Copa Sul Americana de 2015.

O time do ano na Europa e no mundo





Campeão na Champions e no Mundial só deu Real Madrid

Uma máquina de ganhar títulos. O Real Madrid foi o grande time da temporada ao levantar os troféus da Liga dos Campeões da Europa e do Mundial de Clubes. O time treinado por Carlo Ancelotti vem fazendo história na atual temporada que só termina em 2015. Até o jogo contra o San Lorenzo os merengues conquistaram 22 vitórias seguidas e estão a três de superar a marca mundial que pertence ao Coritiba desde 2011. Para chegar ao décimo título da Champions League o Real superou o Atlético de Madrid numa final eletrizante. O time de Simeone estava com o título na mão até os 48 minutos do segundo tempo quando Sérgio Ramos cabeceou e levou o jogo pra prorrogação. Nos 30 minutos extras o time do Atlético cansou e o Real se aproveitou disso marcando três gols. Cristiano Ronaldo chegou este ano a incrível marca de 74 gols na Liga. Em dezembro o Real chegou a seu quarto título mundial ao vencer o San Lorenzo da Argentina por 2 x 0.



O Atlético de Madrid renasceu e se tornou campeão espanhol depois de 18 anos ao empatar com o Barcelona no último jogo. Foi o décimo título nacional conquistado pela equipe madrilhenha. Na Inglaterra o Manchester City conquistou seu quarto título inglês na história. Na Alemanha o Bayern de Munique levou a Bundesliga com sete rodadas de antecipação, na Itália deu Juventus e na França o título da temporada foi do Paris Saint Germain.

San Lorenzo leva a Libertadores e River Plate leva a Sul Americana





Só deu Argentina na América do Sul: San Lorenzo enfim foi campeão na Libertadores e na Sul Americana deu River Plate

O futebol argentino recuperou a hegemonia no continente e levou os dois títulos continentais num grande ano. Depois de 23 anos o futebol brasileiro ficou de fora das fases finais da Libertadores. No começo eram seis times, mas nenhum deles chegou à semifinal. Botafogo e Atlético Paranaense passaram pela Pré Libertadores, mas na fase de grupos ambos ficaram pelo caminho. O Furacão foi eliminado ao perder para o The Strongest na Bolívia e o Botafogo seria o primeiro time a ser eliminado pelo San Lorenzo. Já o Flamengo caiu diante do León no Maracanã e também saiu na fase de grupos. Sobraram Atlético Mineiro, Cruzeiro e Grêmio que seguiram nas oitavas. O Galo, campeão de 2013 foi eliminado pelo Nacional de Medellín enquanto que o San Lorenzo aprontou de novo e venceu o Grêmio nos pênaltis. Sobrou apenas o Cruzeiro, mas o time do Papa Francisco acabou com o sonho da Raposa eliminando os mineiros nas quartas de final e com isso não teve brasileiros na reta final. Na decisão o San Lorenzo venceu o Nacional do Paraguai por 1 x 0 e conquistou seu primeiro título na história da Libertadores. Já na Copa Sul Americana deu River Plate que depois de 17 anos volta a comemorar um título internacional. Na decisão bateu o Nacional de Medellin por 1 x 0. O melhor time brasileiro na competição foi o São Paulo que chegou à semifinal sendo eliminado nos pênaltis diante do Nacional de Medellín.

FATO DO ANO: O levante do futebol contra o racismo



2014 será sempre lembrado como o ano em que o racismo manchou tristemente o futebol, mas existiu um levante para acabar com essa praga nos estádios. O primeiro jogador a sofrer com o racismo foi Tinga do Cruzeiro que em jogo na Libertadores contra o Real Garcilaso do Peru foi xingado de macaco e a torcida peruana fez gestos racistas a cada toque que ele dava na bola. O ato revoltou a sociedade e a CBF lançou a campanha Somos Iguais. Durante o ano o país registrou 14 casos de racismo nos gramados. Em março o volante Arouca do Santos também se envolveu em caso de racismo durante jogo do campeonato paulista contra o Mogi Mirim. Já o juiz Márcio Chagas da Silva foi ofendido pelos torcedores do Esportivo, teve seu carro cercado por bananas e acabou abandonando a carreira





Em abril foi a vez de Daniel Alves, só que ele acabou comendo uma banana dentro de campo em jogo do Barcelona contra o Villarreal. Um torcedor atirou a fruta no campo e Daniel acabou comendo a fruta. O ato desencadeou a campanha #somostodosmacacos liderada por Neymar e fez com que famosos publicassem nas redes sociais fotos comendo bananas.





Em agosto durante jogo da Copa do Brasil o alvo da vez foi o goleiro Aranha. A auxiliar Patrícia Moreira foi flagrada pelas câmeras de televisão ofendendo Aranha com palavras racistas. Isso acabou custando caro ao Grêmio que acabou sendo excluído da Copa do Brasil de 2014, tomou uma multa de R$ 50.000 e depois perdeu os pontos daquela partida.

Novos emergentes surgem no cenário do futebol





Tombense e Macaé conquistaram títulos inéditos no cenário nacional

Nas divisões inferiores do futebol nacional surgem novos times que prometem dar trabalho no futuro. Casos do Tombense e do Macaé. Os dois foram campeões nacionais este ano. O time da cidade mineira de Tombos conquistou o campeonato brasileiro da Série D diante do Brasil de Pelotas enquanto o Macaé levou a melhor na decisão da Série C contra o Paysandu. Os times de Brasília mais uma vez não foram bem. O Brasiliense perdeu a chance de voltar a subir para a Série C ao perder nos pênaltis para o Brasil de Pelotas e vai jogar mais um ano na D, já o Luziânia ficou na primeira fase.

O annus horribilis da Portuguesa


Torcida da Lusa sofreu com o rebaixamento para a Série C depois de desgaste no caso Heverton

2014 foi um ano pro torcedor da Lusa jogar fora no lixo. A equipe começou o ano ainda lutando na justiça para permanecer na Série A por conta do caso Héverton, mas desistiu de continuar lutando. Só que na primeira rodada da Série B entrou em campo contra o Joinville, mas atuou 16 minutos. Um oficial de justiça entrou no gramado e determinou a saída do time de campo. A liminar foi cassada e a Lusa acabaria sendo punida com a perda de pontos. Depois o time não se encontrou mais e fez uma campanha pífia na Série B sendo rebaixado com quatro rodadas de antecedência.

Vasco decepciona, mas sobe sem aplausos



Na sua segunda passagem na Série B o Vasco não fez uma campanha brilhante, pelo contrário decepcionou, mesmo assim conseguiu à duras penas subir e retornar à Série A do Brasileirão. O time chegou a ficar em sétimo lugar e na virada de turno foi goleado em pleno São Januário pelo Avaí por 5 x 0, resultado que causou a demissão de Adílson Batista. Joel Santana assumiu o time e mesmo assim o Vasco não realizou grandes exibições. O acesso veio com um empate contra o Icasa debaixo de vaias. O time acabou em terceiro lugar, um acesso sem aplausos. E é esperar por um 2015 melhor, ainda mais com a volta de Eurico Miranda à presidência do clube no lugar de Roberto Dinamite.

Joinville leva a Série B e Santa Catarina coloca quatro na elite



Joinville ganhou a Série B e Santa Catarina terá quatro na elite

Uma nova tendência dita ritmo no futebol nacional. Um estado que até 2001 não tinha representante nenhum na elite. Desde 2002 que o estado de Santa Catarina tem um representante na elite, só que em 2015 a evolução vai continuar, pois colocará quatro equipes na elite do futebol brasileiro: Joinville e Avaí se juntam à Figueirense e Chapecoense e Santa Catarina terá mais times que o Rio de Janeiro. O Joinville se sagrou campeão numa disputa com a Ponte Preta que mais uma vez foi vice. Foram rebaixadas para a Série C as equipes do Icasa, Vila Nova, América de Natal e Portuguesa.

De novo mineiros sobram e dominam as competições nacionais

O futebol mineiro segue dominando o cenário nacional e pelo segundo ano seguido Minas Gerais tem o melhor futebol praticado no país. Cruzeiro e Atlético Mineiro mostraram como planejamento e estrutura fazem a diferença mais uma vez.

Um título brilhante do Galo na Copa do Brasil



Atlético Mineiro conquistou a Copa do Brasil na base da superação e da força de vontade

Como foi na Libertadores do ano passado a superação foi a marca registrada para a conquista inédita da Copa do Brasil para o Atlético Mineiro. Na base do Eu acredito o Galo passou por cima dos rivais e levou a competição nacional, a primeira em 43 anos. O Galo entrou na competição nas oitavas eliminando o Palmeiras. Nas quartas encarou o Corinthians. No primeiro jogo em Itaquera deu Corinthians com direito à dancinha de Mano Menezes. Na volta no Mineirão o Galo conseguiu reverter o resultado goleando por 4 x 1 e aí foi a vez dos jogadores provocarem Mano. A semifinal seria contra o Flamengo e como ocorreu nas quartas o Flamengo venceu o primeiro jogo por 2 x 0. Na volta no Mineirão ocorreu a mesma história com o time saindo atrás e buscando o resultado. E de novo a história aconteceu: goleada de 4 x 1 e vaga na final para decidir com o Cruzeiro que bateu o Santos na outra semifinal. No primeiro jogo valeu a máxima: Caiu no Horto tá morto e o Galo abriu uma boa vantagem vencendo o Cruzeiro com gols de Luan e Dátolo. Na volta no Mineirão o título inédito veio com o gol de cabeça marcado por Diego Tardelli. Foi realmente um título na base da superação provando que o impossível acontece, basta acreditar.

Cruzeiro domina o Brasileirão e fatura o tetra



Cruzeiro sobrou e levou o tetra brasileiro com méritos

Na era dos pontos corridos iniciada em 2003 ninguém festejou mais que o Cruzeiro. Foram três títulos desde a adoção do sistema e este ano o clube se impôs diante dos demais e papou mais um Brasileirão com recordes: Liderou mais rodadas e bateu o recorde de pontos desde que o campeonato passou a ser disputado por 20 times. Líder desde a sexta rodada o Cruzeiro somou ao todo 80 pontos num ano perfeito, mais um. Num elenco sem grandes estrelas os destaques da campanha foram Everton Ribeiro e Ricardo Goulart, os motores do meio campo. No comando Marcelo Oliveira seguiu comandando um elenco forte e solidário em campo.

O São Paulo chegou a ameaçar o título. A equipe de Muricy Ramalho chegou a estar quatro pontos atrás, mas perdeu pontos quando não podia. Pelo menos o consolo foi conquistar a vaga na Libertadores. Kaká voltou ao Brasil e jogou bem, Ganso teve uma grande temporada sem sofrer contusão e Rogério Ceni desistiu de se aposentar, tudo isso para jogar mais uma Libertadores. Internacional e Corinthians foram os outros times que se classificaram para a Libertadores de 2015 sendo que o Timão irá jogar a Pré Libertadores contra o Once Caldas da Colômbia. Grêmio e Fluminense também ficaram entre os primeiros durante boa parte do campeonato. Felipão voltou ao clube depois do vexame na seleção e por muito pouco não levou o time à Libertadores assim como o Fluminense. O consolo foi fazer o artilheiro do campeonato, Fred que marcou 18 gols apagando o fiasco na Copa quando foi chamado de cone.

O Flamengo chegou a estar na lanterna durante a pausa pra Copa do Mundo, demitiu Ney Franco e trouxe de volta o técnico Vanderlei Luxemburgo e o time engatou uma sequência de vitórias que tirou o time da lama. Para Luxa o time saiu da zona da confusão, termo designado pelo treinador para denominar o Z4 e terminar na décima posição.

Para o torcedor do Palmeiras o ano do centenário foi um ano pra se esquecer, a única alegria que o time teve foi a inauguração do Allianz Parque, o novo estádio. No Brasileirão o time fez uma campanha sofrível com três técnicos. Gilson Kleina começou o campeonato, mas foi demitido antes da parada pra Copa. A chegada do argentino Gareca deu um novo alento, mas os resultados foram pífios e Gareca ficou apenas três meses. Dorival Júnior assumia o cargo e o time chegou a reagir, mas parou nos 39 pontos devido à série de derrotas, uma delas para o Sport na reinaiguração do Palestra. No dia 7 de dezembro o time jogou contra o Furacão num jogo de vida ou morte na elite, terminando em empate e só se salvou graças ao Santos que rebaixou o Vitória. O Palmeiras somou 40 pontos, a pior campanha de um time que conseguiu se salvar. Para 2015 a esperança é apagar o desastre de um centenário sem ter o que comemorar.

A queda da estrela



Cabisbaixos os jogadores do Botafogo deixam o gramado da Vila Belmiro após a derrota que rebaixou o clube pra Série B

2014 não vai deixar saudades pro torcedor do Botafogo. O time colecionou notícias negativas e que acabou culminando com o rebaixamento para a Série B. O ano começou cheio de esperanças com a volta pra Libertadores, mas a saída de Seedorf deu início à derrocada. Na Libertadores o time foi eliminado pelo San Lorenzo, no estadual sequer chegou às finais. Na Copa do Brasil acabou sendo eliminado pelo Santos. No Brasileirão o time se perdeu em meio à crise financeira. Quatro jogadores foram demitidos e isso agravou a crise. O rebaixamento foi consumado com uma derrota para o Santos na penúltima rodada. Além do Botafogo caíram Bahia e Vitória, os dois representantes do futebol baiano e o Criciúma.

E a retrospectiva chega ao fim. O Blog entra na reta final de 2014 trazendo amanhã nossa prestação de contas.

sábado, 27 de dezembro de 2014

Memória 2014: Um ano de grandes perdas

A Retrospectiva 2014 vai se aproximando do fim e hoje, último sábado do ano é hora de saudade. 2014 viu muita gente importante deixar o plano físico da vida em vários setores.

A morte que apagou o brilho de um político promissor


Eduardo Campos era considerado um potencial e promissor presidente no futuro, mas o destino impediu que ele chegasse lá. Na manhã do dia 13 de agosto ele viajaria para Santos onde cumpriria mais compromissos de campanha, só que o avião em que viajava, um modelo Cessna caiu sobre um bairro residencial matando todos os ocupantes. Além de Campos morreram dois assessores, um fotógrafo, o piloto e o co -piloto. Em quase 30 anos de carreira política foi deputado estadual, duas vezes deputado federal e foi ministro da Ciência e Tecnologia no primeiro mandato do ex- presidente Lula além de ser duas vezes governador de Pernambuco.

Ano de luto pesado no cinema









No cinema mundial grandes perdas marcaram 2014. No dia 2 de fevereiro morria o ator Philip Seymour Hoffmann, ganhador do Oscar em 2005 por sua atuação no filme Capote. Ele foi encontrado na banheira de sua casa com uma agulha de seringa e vários envelopes de heroína. No dia 10 morria Shirley Temple, que começou aos 3 anos e ficou famosa por vários filmes nos anos 30. O documentarista Eduardo Coutinho morreu no dia 2 a facadas pelo seu filho que sofre de problemas mentais. Sua obra tem como destaques Cabra Marcado para Morrer, Jogo de Cena e Babilônia 2000. Outra morte do ano foi da atriz Lauren Bacall, em 12 de agosto.



No dia 11 de agosto os fãs do ator Robin Williams ficaram chocados ao saber da morte do comediante de filmes de sucesso como Uma Babá Quase Perfeita e Gênio Indomável, onde ganhou o Oscar de 1997. Ele foi encontrado em sua casa enforcado pelo cinto. Outras mortes do ano foram as dos diretores Mike Nichols, Richard Attenborough e Harold Ramis, a atriz Joan Rivers e os atores Bob Hoskins, Maximilian Schell e James Garner.

O adeus de três gigantes da dramaturgia brasileira







2014 para a dramaturgia brasileira foi pesada, pois este ano perdemos três grandes nomes que abrilhantaram durante muitos anos nossa telinha. Em 13 de março o ator Paulo Goulart morre aos 81 anos vitimado por um câncer. No dia 5 de abril o país é surpreendido pelo anúncio da morte do ator José Wilker, aos 67 anos de idade, vitimado por um infarto fulminante. Ator de carreira de grandes sucessos se destacou tanto no cinema como na TV. No dia 4 de outubro Hugo Carvana morre aos 77 anos. Típico incorporador do malandro carioca atuou em mais de 50 filmes no cinema e personagens marcantes na TV como Valdomiro Pena, o jornalista policial de Plantão de Polícia, Lineu Vasconcelos de Celebridade entre outros.

Lágrimas para o criador de Chaves e Chapolin



Com humor infantil e ingênuo, Roberto Gomes Bolaños conquistou milhares de fãs pelo mundo inteiro, e em especial os brasileiros descobriram o seu talento há 30 anos. Com frases como Não contavam com minha astúcia, sigam - me os bons, ninguém tem paciência comigo e foi sem querer querendo que seus personagens Chaves e Chapolin conquistaram crianças e adultos. Ultimamente não aparecia tanto em público devido à sua saúde frágil. No dia 28 de novembro Bolaños partiu aos 85 anos.

Ano de muitas perdas na literatura







Um ano repelto de perdas na literatura mundial. A maior delas foi do escritor colombiano Gabriel Garcia Márquez em 17 de abril. Um dos mais renomados escritores do século XX, o autor de Cem Dias de Solidão lutava contra um cãncer linfático. Aqui no Brasil tivemos as mortes de Ivan Junqueira, Rubem Alves e Rose Marie Muraro. No dia 18 de julho a literatura brasileira ficou órfã de João Ubaldo Ribeiro, ganhador do Prêmio Camões, o mais importante da literatura em língua portuguesa e autor de clássicos como Sargento Getúlio, O sorriso do Lagarto e Viva o Povo Brasileiro. No dia 23 de julho nos despedimos de Ariano Suassuna, autor de O Auto da Compadecida, uma obra teatral que ganhou adaptações no cinema e na TV. Em 13 de novembro o poeta Manoel de Barros morre aos 97 anos, ganhou dois prêmios Jabuti.

A voz que emocionou o esporte se cala



No ano da Copa do Mundo no Brasil o jornalismo esportivo brasileiro perdeu sua referência e voz da emoção. Luciano do Valle foi para Uberlândia no dia 19 de abril onde iria narrar o jogo entre Atlético Mineiro e Corinthians pelo Brasileirão quando se sentiu mal durante o voo e passou mal falecendo uma hora depois aos 66 anos. Foram mais de 50 anos de carreira transmitindo grandes eventos esportivos sempre carregando na emoção. Como empresário lançou ídolos como o boxeador Maguila, a dupla Paula e Hortência e ressuscitou a carreira de Emerson Fittipaldi. Sua grande contribuição foi elevar o vôlei ao status de segundo esporte na preferência do torcedor.





O jornalismo esportivo brasileiro ficou ainda desfalcado de Maurício Torres, que acompanhou quatro Olimpíadas e duas Copas do Mundo e representante da nova geração de narradores. Maurício morreu após problemas de coração que o levaram a uma infecção generalizada que o matou em 31 de maio aos 43 anos. Em 11 de julho o médico e jornalista Osmar de Oliveira morria aos 71 anos. Ele sofreu complicações depois de retirar um tumor na próstata. Osmar era torcedor fervoroso do Corinthians e também foi médico fisioterapeuta. No dia 25 de outubro perdemos a elegãncia dos textos de Michel Laurence, francês que veio para o Brasil aos 12 anos e um dos fundadores da revista Placar e da Bola de Prata.

Um ano de luto no futebol















2014 foi um ano repleto de desfalques no futebol mundial. No dia 5 de janeiro Portugal chorou a morte de Eusébio, o Pantera Negra, considerado pelos portugueses o maior jogador da história atrás apenas de Pelé e que levou Portugal a um brilhante terceiro lugar na Copa do Mundo de 1966. Em 20 de março o Brasil perdeu Hideraldo Bellini, o primeiro jogador a erguer a taça de campeão mundial e imortalizar um gesto que ficou marcante após cada conquista na Copa do Mundo.

Em 7 de junho a torcida do Internacional ficou de luto com a morte trágica e precoce de um de seus ídolos recentes: Fernandão, que iniciou carreira no Goiás, mas virou ídolo no Colorado onde foi capitão nas conquistas da Libertadores e do Mundial de Clubes em 2006. Fernandão sofreu um acidente de helicóptero quando voltava de sua fazenda em Aruanã e morreu horas depois.

Também para a torcida do Fluminense 2014 deixou marcas pesadas pois foi ano de adeus ao Casal 20. Num intervalo de 42 dias morreram Washington e Assis. Ainda no futebol o ano foi marcado pelas mortes de Marinho Chagas (1º de junho), Alfredo Di Stefano (7 de julho), Armando Marques (17 de julho) e Julio Grondona (30 de julho).

Vozes que se calaram na música



Na música 2014 também deixou marcas indeléveis com muitas perdas. O baixinho Nelson Ned ficou famoso por seu repertório romântico a partir da década de 60. O seu grande sucesso foi Tudo Passará. Gravou 35 discos e cantou no Carnegie Hall de Nova York.



No dia 8 de maio Jair Rodrigues morreu repentinamente devido à um infarto agudo do miocárdio aos 75 anos. O cantor foi precursor do funk no país com o hit Deixa isso pra lá em 1964 e trabalhou ao lado de Elis Regina.



Em 22 de dezembro o rock silenciou com a morte de Joe Cocker, aos 70 anos. Sua voz rouca levou multidões a seus shows e uma de suas interpretações mais marcantes foi no festival de Woodstock em 1969 com a cover de With a little help from my friends dos Beatles e que ficou conhecida no Brasil por ser o tema de abertura do seriado Anos Incríveis exibido nos anos 90 pela TV Cultura.

Outros mortos da música foram o violonista espanhol Paco de Lucia, a cantora Vange Leonel, autora de Noite Preta, da novela Vamp, a ex- vedete Virgínia Lane e a cantora Marlene.

Adeus a empresários empreendedores



No campo do empreendorismo 2014 também foi cruel com o desaparecimento de ícones como o empresário Samuel Klein, fundador das Casas Bahia, a mais importante rede varejista do país em 20 de novembro e de Norberto Odebrecht, fundador e presidente de honra do conglomerado que leva seu nome.



Como presidente de honra do grupo Votorantim Antônio Ermírio de Moraes também geriu o hospital Beneficência Portuguesa e chegou a se aventurar na política ao ser candidato ao Governo de São Paulo em 1986. Ele morreu no dia 24 de agosto aos 86 anos.

Adeus na política



Na política 2014 também fez seus mortos. O ex- primeiro ministro de Israel Ariel Sharon morre em 11 de janeiro depois de ficar 8 anos em coma. Um ataque cardáco matou o ex- presidente do Haiti Jean Claude Duvailer, o Baby Doc, que havia voltado ao país em 2011.



No Brasil tivemos as perdas de Sérgio Guerra, ex- presidente do PSDB, Marcello Alencar, ex- prefeito e governador por duas vezes no Rio de Janeiro e Plínio de Arruda Sampaio, um dos fundadores do PT e depois candidato à presidente em 2010 pelo PSOL.





Dois ex- ministros também nos deixaram neste ano. Adib Jatene tinha mais de 20 mil cirurgias no currículo e por duas vezes foi ministro da saúde nos governos de Collor e FHC e foi o criador do imposto da saúde, a CPMF. O advogado Márcio Thomaz Bastos era um dos mais influentes do país e além de atuar em casos de grande repercussão foi ministro da justiça no primeiro mandato do ex- presidente Lula.

Outros mortos do ano: Marly Marley (jurada de TV), Cláudio Abbado (maestro), Loureiro Neto (radialista), Canarinho (ator), Alain Resnais (cineasta), mãe Dinah (vidente que ficou famosa ao prever o acidente dos Mamonas Assassinas em 1996), Jack Brabham (tricampeão mundial de Fórmula 1), Max Nunes (humorista e parceiro de Jô Soares), Manoelita Lustosa (atriz), Fausto Fanti (humorista integrante do grupo Hermes e Renato), Corey Griffin (criador do desafio do balde de gelo que arrecadou dinheiro à quem sofre de esclerose amiotrófica), Sérgio Rodrigues (designer), Emílio Botin (dono do banco Santander), Andrea de Cesaris (ex- piloto de Fórmula 1), Oscar de La Renta (estilista), A Duquesa de Alba, aristocrata da Espanha, Lucy Mafra (atriz) e Ralph Baer, o inventor do videogame Odyssey e do Genius.

A retrospectiva será encerrada neste domingo com o que de melhor ocorreu na temporada do futebol.