Pular para o conteúdo principal

Retrospectiva 2014: Mais um ano do domínio de Minas e o racismo marcam o cenário nacional

Para fechar a Retrospectiva 2014 o nosso último assunto é futebol. A temporada mais uma vez foi dos mineiros que dominaram o cenário nacional e de quebra levaram o Brasileirão e a Copa do Brasil. Mas também ficou marcada pelos atos racistas que abalaram as estruturas.

Estaduais curtos e campeões por todo o país



Luziânia conquistou o Candangão pela primeira vez 

No começo do ano os campeonatos estaduais foram disputados em prazo curto: três meses de disputa. Mas teve campeonato que se estendeu até às vésperas da Copa do Mundo, foi o caso do Candangão. O campeonato de futebol de Brasília só foi terminar no dia 17 de maio. Disputas judiciais e liminares acabaram atrapalhando o andamento da competição. A final foi disputada entre Luziânia e Brasília com os dois jogos sendo realizados no Mané Garrincha, palco da Copa do Mundo. E o Luziânia fez história ao ser campeão vencendo o Brasília por 3 x 2 no primeiro jogo e perdendo o segundo por 1 x 0, mas levou o título por ter feito a melhor campanha durante o campeonato.





Cruzeiro, Inter, Flamengo e Ituano foram campeões nos principais centros do país

Pelo Brasil os campeões estaduais foram conhecidos em abril. No Ceará o Vozão conquistou seu 43º título estadual da história e o tetracampeonato consecutivo ao empatar com o Fortaleza. Em Pernambuco o Sport levou o estadual depois de quatro anos ao vencer o Náutico por 1 x 0. No campeonato baiano deu Bahia que venceu o Vitória na final. Em Goiás o título foi do Atlético Goianiense que venceu o Goiás na final. No Paraná o Londrina voltou a comemorar um título estadual depois de 22 anos ao vencer o Maringá nos pênaltis. Em Santa Catarina o campeão foi o Figueirense. O Cruzeiro interrompeu o domínio de dois anos do Atlético Mineiro e conquistou o estadual de forma invicta. O Internacional conquistou o tetracampeonato seguido com direito à goleada diante do Grêmio na final por 4 x 1. Em São Paulo a zebra deu o ar da graça. O Ituano passou por cima dos grandes e na final bateu o Santos nos pênaltis por 7 x 6 conquistando seu segundo título da história. No Rio de Janeiro o campeão da temporada foi o Flamengo que conquistou seu 33º título estadual da história com dois empates diante do Vasco. O gol do título foi marcado por Márcio Araújo em posição irregular.


Brasília levou a Copa Verde e esperou sete meses para ratificar na justiça o que fez em campo

A Copa Verde foi realizada pela primeira vez e o Brasília foi o campeão em campo e no tapetão. O Paysandu perdeu tanto na bola como nas instâncias judiciais. O Colorado do DF venceu o jogo nos pênaltis, mas o Papão entrou com liminares alegando que seis jogadores do Brasília estavam irregulares, o que foi provado que foi um erro da CBF. O STJD aceitou as explicações e o Brasília foi confirmado como campeão e vai jogar a Copa Sul Americana de 2015.

O time do ano na Europa e no mundo



Campeão na Champions e no Mundial só deu Real Madrid

Uma máquina de ganhar títulos. O Real Madrid foi o grande time da temporada ao levantar os troféus da Liga dos Campeões da Europa e do Mundial de Clubes. O time treinado por Carlo Ancelotti vem fazendo história na atual temporada que só termina em 2015. Até o jogo contra o San Lorenzo os merengues conquistaram 22 vitórias seguidas e estão a três de superar a marca mundial que pertence ao Coritiba desde 2011. Para chegar ao décimo título da Champions League o Real superou o Atlético de Madrid numa final eletrizante. O time de Simeone estava com o título na mão até os 48 minutos do segundo tempo quando Sérgio Ramos cabeceou e levou o jogo pra prorrogação. Nos 30 minutos extras o time do Atlético cansou e o Real se aproveitou disso marcando três gols. Cristiano Ronaldo chegou este ano a incrível marca de 74 gols na Liga. Em dezembro o Real chegou a seu quarto título mundial ao vencer o San Lorenzo da Argentina por 2 x 0.


O Atlético de Madrid renasceu e se tornou campeão espanhol depois de 18 anos ao empatar com o Barcelona no último jogo. Foi o décimo título nacional conquistado pela equipe madrilhenha. Na Inglaterra o Manchester City conquistou seu quarto título inglês na história. Na Alemanha o Bayern de Munique levou a Bundesliga com sete rodadas de antecipação, na Itália deu Juventus e na França o título da temporada foi do Paris Saint Germain.

San Lorenzo leva a Libertadores e River Plate leva a Sul Americana



Só deu Argentina na América do Sul: San Lorenzo enfim foi campeão na Libertadores e na Sul Americana deu River Plate

O futebol argentino recuperou a hegemonia no continente e levou os dois títulos continentais num grande ano. Depois de 23 anos o futebol brasileiro ficou de fora das fases finais da Libertadores. No começo eram seis times, mas nenhum deles chegou à semifinal. Botafogo e Atlético Paranaense passaram pela Pré Libertadores, mas na fase de grupos ambos ficaram pelo caminho. O Furacão foi eliminado ao perder para o The Strongest na Bolívia e o Botafogo seria o primeiro time a ser eliminado pelo San Lorenzo. Já o Flamengo caiu diante do León no Maracanã e também saiu na fase de grupos. Sobraram Atlético Mineiro, Cruzeiro e Grêmio que seguiram nas oitavas. O Galo, campeão de 2013 foi eliminado pelo Nacional de Medellín enquanto que o San Lorenzo aprontou de novo e venceu o Grêmio nos pênaltis. Sobrou apenas o Cruzeiro, mas o time do Papa Francisco acabou com o sonho da Raposa eliminando os mineiros nas quartas de final e com isso não teve brasileiros na reta final. Na decisão o San Lorenzo venceu o Nacional do Paraguai por 1 x 0 e conquistou seu primeiro título na história da Libertadores. Já na Copa Sul Americana deu River Plate que depois de 17 anos volta a comemorar um título internacional. Na decisão bateu o Nacional de Medellin por 1 x 0. O melhor time brasileiro na competição foi o São Paulo que chegou à semifinal sendo eliminado nos pênaltis diante do Nacional de Medellín.

FATO DO ANO: O levante do futebol contra o racismo


2014 será sempre lembrado como o ano em que o racismo manchou tristemente o futebol, mas existiu um levante para acabar com essa praga nos estádios. O primeiro jogador a sofrer com o racismo foi Tinga do Cruzeiro que em jogo na Libertadores contra o Real Garcilaso do Peru foi xingado de macaco e a torcida peruana fez gestos racistas a cada toque que ele dava na bola. O ato revoltou a sociedade e a CBF lançou a campanha Somos Iguais. Durante o ano o país registrou 14 casos de racismo nos gramados. Em março o volante Arouca do Santos também se envolveu em caso de racismo durante jogo do campeonato paulista contra o Mogi Mirim. Já o juiz Márcio Chagas da Silva foi ofendido pelos torcedores do Esportivo, teve seu carro cercado por bananas e acabou abandonando a carreira



Em abril foi a vez de Daniel Alves, só que ele acabou comendo uma banana dentro de campo em jogo do Barcelona contra o Villarreal. Um torcedor atirou a fruta no campo e Daniel acabou comendo a fruta. O ato desencadeou a campanha #somostodosmacacos liderada por Neymar e fez com que famosos publicassem nas redes sociais fotos comendo bananas.



Em agosto durante jogo da Copa do Brasil o alvo da vez foi o goleiro Aranha. A auxiliar Patrícia Moreira foi flagrada pelas câmeras de televisão ofendendo Aranha com palavras racistas. Isso acabou custando caro ao Grêmio que acabou sendo excluído da Copa do Brasil de 2014, tomou uma multa de R$ 50.000 e depois perdeu os pontos daquela partida.

Novos emergentes surgem no cenário do futebol



Tombense e Macaé conquistaram títulos inéditos no cenário nacional

Nas divisões inferiores do futebol nacional surgem novos times que prometem dar trabalho no futuro. Casos do Tombense e do Macaé. Os dois foram campeões nacionais este ano. O time da cidade mineira de Tombos conquistou o campeonato brasileiro da Série D diante do Brasil de Pelotas enquanto o Macaé levou a melhor na decisão da Série C contra o Paysandu. Os times de Brasília mais uma vez não foram bem. O Brasiliense perdeu a chance de voltar a subir para a Série C ao perder nos pênaltis para o Brasil de Pelotas e vai jogar mais um ano na D, já o Luziânia ficou na primeira fase.

O annus horribilis da Portuguesa


Torcida da Lusa sofreu com o rebaixamento para a Série C depois de desgaste no caso Heverton

2014 foi um ano pro torcedor da Lusa jogar fora no lixo. A equipe começou o ano ainda lutando na justiça para permanecer na Série A por conta do caso Héverton, mas desistiu de continuar lutando. Só que na primeira rodada da Série B entrou em campo contra o Joinville, mas atuou 16 minutos. Um oficial de justiça entrou no gramado e determinou a saída do time de campo. A liminar foi cassada e a Lusa acabaria sendo punida com a perda de pontos. Depois o time não se encontrou mais e fez uma campanha pífia na Série B sendo rebaixado com quatro rodadas de antecedência.

Vasco decepciona, mas sobe sem aplausos


Na sua segunda passagem na Série B o Vasco não fez uma campanha brilhante, pelo contrário decepcionou, mesmo assim conseguiu à duras penas subir e retornar à Série A do Brasileirão. O time chegou a ficar em sétimo lugar e na virada de turno foi goleado em pleno São Januário pelo Avaí por 5 x 0, resultado que causou a demissão de Adílson Batista. Joel Santana assumiu o time e mesmo assim o Vasco não realizou grandes exibições. O acesso veio com um empate contra o Icasa debaixo de vaias. O time acabou em terceiro lugar, um acesso sem aplausos. E é esperar por um 2015 melhor, ainda mais com a volta de Eurico Miranda à presidência do clube no lugar de Roberto Dinamite.

Joinville leva a Série B e Santa Catarina coloca quatro na elite


Joinville ganhou a Série B e Santa Catarina terá quatro na elite

Uma nova tendência dita ritmo no futebol nacional. Um estado que até 2001 não tinha representante nenhum na elite. Desde 2002 que o estado de Santa Catarina tem um representante na elite, só que em 2015 a evolução vai continuar, pois colocará quatro equipes na elite do futebol brasileiro: Joinville e Avaí se juntam à Figueirense e Chapecoense e Santa Catarina terá mais times que o Rio de Janeiro. O Joinville se sagrou campeão numa disputa com a Ponte Preta que mais uma vez foi vice. Foram rebaixadas para a Série C as equipes do Icasa, Vila Nova, América de Natal e Portuguesa.

De novo mineiros sobram e dominam as competições nacionais

O futebol mineiro segue dominando o cenário nacional e pelo segundo ano seguido Minas Gerais tem o melhor futebol praticado no país. Cruzeiro e Atlético Mineiro mostraram como planejamento e estrutura fazem a diferença mais uma vez.

Um título brilhante do Galo na Copa do Brasil


Atlético Mineiro conquistou a Copa do Brasil na base da superação e da força de vontade

Como foi na Libertadores do ano passado a superação foi a marca registrada para a conquista inédita da Copa do Brasil para o Atlético Mineiro. Na base do Eu acredito o Galo passou por cima dos rivais e levou a competição nacional, a primeira em 43 anos. O Galo entrou na competição nas oitavas eliminando o Palmeiras. Nas quartas encarou o Corinthians. No primeiro jogo em Itaquera deu Corinthians com direito à dancinha de Mano Menezes. Na volta no Mineirão o Galo conseguiu reverter o resultado goleando por 4 x 1 e aí foi a vez dos jogadores provocarem Mano. A semifinal seria contra o Flamengo e como ocorreu nas quartas o Flamengo venceu o primeiro jogo por 2 x 0. Na volta no Mineirão ocorreu a mesma história com o time saindo atrás e buscando o resultado. E de novo a história aconteceu: goleada de 4 x 1 e vaga na final para decidir com o Cruzeiro que bateu o Santos na outra semifinal. No primeiro jogo valeu a máxima: Caiu no Horto tá morto e o Galo abriu uma boa vantagem vencendo o Cruzeiro com gols de Luan e Dátolo. Na volta no Mineirão o título inédito veio com o gol de cabeça marcado por Diego Tardelli. Foi realmente um título na base da superação provando que o impossível acontece, basta acreditar.

Cruzeiro domina o Brasileirão e fatura o tetra


Cruzeiro sobrou e levou o tetra brasileiro com méritos

Na era dos pontos corridos iniciada em 2003 ninguém festejou mais que o Cruzeiro. Foram três títulos desde a adoção do sistema e este ano o clube se impôs diante dos demais e papou mais um Brasileirão com recordes: Liderou mais rodadas e bateu o recorde de pontos desde que o campeonato passou a ser disputado por 20 times. Líder desde a sexta rodada o Cruzeiro somou ao todo 80 pontos num ano perfeito, mais um. Num elenco sem grandes estrelas os destaques da campanha foram Everton Ribeiro e Ricardo Goulart, os motores do meio campo. No comando Marcelo Oliveira seguiu comandando um elenco forte e solidário em campo.

O São Paulo chegou a ameaçar o título. A equipe de Muricy Ramalho chegou a estar quatro pontos atrás, mas perdeu pontos quando não podia. Pelo menos o consolo foi conquistar a vaga na Libertadores. Kaká voltou ao Brasil e jogou bem, Ganso teve uma grande temporada sem sofrer contusão e Rogério Ceni desistiu de se aposentar, tudo isso para jogar mais uma Libertadores. Internacional e Corinthians foram os outros times que se classificaram para a Libertadores de 2015 sendo que o Timão irá jogar a Pré Libertadores contra o Once Caldas da Colômbia. Grêmio e Fluminense também ficaram entre os primeiros durante boa parte do campeonato. Felipão voltou ao clube depois do vexame na seleção e por muito pouco não levou o time à Libertadores assim como o Fluminense. O consolo foi fazer o artilheiro do campeonato, Fred que marcou 18 gols apagando o fiasco na Copa quando foi chamado de cone.

O Flamengo chegou a estar na lanterna durante a pausa pra Copa do Mundo, demitiu Ney Franco e trouxe de volta o técnico Vanderlei Luxemburgo e o time engatou uma sequência de vitórias que tirou o time da lama. Para Luxa o time saiu da zona da confusão, termo designado pelo treinador para denominar o Z4 e terminar na décima posição.

Para o torcedor do Palmeiras o ano do centenário foi um ano pra se esquecer, a única alegria que o time teve foi a inauguração do Allianz Parque, o novo estádio. No Brasileirão o time fez uma campanha sofrível com três técnicos. Gilson Kleina começou o campeonato, mas foi demitido antes da parada pra Copa. A chegada do argentino Gareca deu um novo alento, mas os resultados foram pífios e Gareca ficou apenas três meses. Dorival Júnior assumia o cargo e o time chegou a reagir, mas parou nos 39 pontos devido à série de derrotas, uma delas para o Sport na reinaiguração do Palestra. No dia 7 de dezembro o time jogou contra o Furacão num jogo de vida ou morte na elite, terminando em empate e só se salvou graças ao Santos que rebaixou o Vitória. O Palmeiras somou 40 pontos, a pior campanha de um time que conseguiu se salvar. Para 2015 a esperança é apagar o desastre de um centenário sem ter o que comemorar.

A queda da estrela


Cabisbaixos os jogadores do Botafogo deixam o gramado da Vila Belmiro após a derrota que rebaixou o clube pra Série B

2014 não vai deixar saudades pro torcedor do Botafogo. O time colecionou notícias negativas e que acabou culminando com o rebaixamento para a Série B. O ano começou cheio de esperanças com a volta pra Libertadores, mas a saída de Seedorf deu início à derrocada. Na Libertadores o time foi eliminado pelo San Lorenzo, no estadual sequer chegou às finais. Na Copa do Brasil acabou sendo eliminado pelo Santos. No Brasileirão o time se perdeu em meio à crise financeira. Quatro jogadores foram demitidos e isso agravou a crise. O rebaixamento foi consumado com uma derrota para o Santos na penúltima rodada. Além do Botafogo caíram Bahia e Vitória, os dois representantes do futebol baiano e o Criciúma.

E a retrospectiva chega ao fim. O Blog entra na reta final de 2014 trazendo amanhã nossa prestação de contas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Bela do Domingo: Flávia Alvarenga

Em sua penúltima edição, o quadro A Bela do Domingo traz hoje a jornalista Flávia Alvarenga.



Formada em Jornalismo pela Universidade de Brasília, Flávia Alvarenga está há dez anos na Rede Globo de Brasília e começou sua carreira sendo produtora de reportagem no DF TV 1ª edição em 2002, ano em que se formou.









Em 2004 o formato da previsão do tempo foi mudado e Flávia assumiu a apresentação do quadro nos telejornais locais. Em 2005 passa a fazer reportagens de rua e acumula ainda a apresentação do bloco local do Globo Esporte até outubro de 2008. A jornalista também pode ser vista eventualmente na previsão do tempo do Jornal Nacional e nos outros telejornais. Atualmente está à frente do Bom Dia DF, telejornal que vai ao ar às 6:30 da manhã.

No domingo que vem tem a última Bela do Domingo da temporada de 2011.

A Bela do Domingo: Cecília Malan

O quadro A Bela do Domingo de hoje traz a jornalista Cecília Malan.



Maria Cecília Malan nasceu em 16 de abril de 1983 e se formou em jornalismo pela PUC do Rio. Filha do ex-ministro da Fazenda Pedro Malan já morou em Nova York, Washington, Paris e Brasília quando decidiu voltar ao Brasil em 2002.









Em 2005 inicia carreira como estagiária do Bom Dia Brasil e depois virou trainee. Em 2007 se torna editora do noticiário internacional e desde 2011 atua no escritório da Globo em Londres. Primeiramente como produtora e depois passou a dividir reportagens. Dentre as coberturas mais importantes destaca - se a dos atentados ocorridos em janeiro de 2015 ao jornal Charlie Hebdo quando foi alvo de críticas nas redes sociais devido à sua demonstração de ficar com medo ao ouvir disparos de armas de fogo. E desde então participa do Bom Dia Brasil e dos demais telejornais da casa com entradas ao vivo da capital inglesa.

Semana que vem tem mais.

A Bela do Domingo: Izabella Camargo

O quadro A Bela do Domingo de hoje traz a jornalista Izabella Camargo.



Seu nome de batismo é Izabella Spaggiari Brazil Camargo, nascida em Apucarana em 1º de fevereiro de 1981. Aos 16 anos deixou sua cidade natal e veio para São Paulo onde foi uma das garotas do programa de games Fantasia no SBT entre 1997 e 1999.





Fez curso no Senac de rádio e TV, fez jornalismo na Faculdade São Judas Tadeu e pós graduação e marketing na Faculdade Cásper Líbero. Em 2003 fez programas de entretenimento na rádio Energia 97, depois na Jovem Pan. Em 2005 integrou o time de apresentadores do canal Shop Tour e em janeiro de 2006 passou a integrar o time de locutores do canal de notícias Band News onde ficou até 2009. Voltou ao SBT onde apresentou por uma semana o extinto Olha Você. Em junho do mesmo ano passou a fazer parte da equipe de jornalismo da Rede Bandeirantes.





Durante os três anos em que esteve na emissora participou do rodízio de apresentadores do Jornal da Band e ao mesmo tempo cobrindo as férias…

A Bela do Domingo: Lana Canepa

O quadro A Bela do domingo de hoje traz a jornalista Lana Canepa.


Lana Karine Prieto Canepa Mundim iniciou carreira no jornalismo como produtora, repórter e editora em uma emissora afiliada da Rede Globo no Mato Grosso e Mato Grosso do Sul cobrindo assuntos de Brasília.









Em 2005 apresentou o programa independente Beleza em Foco na TV Brasília. Em 2007 se forma em Ciência Política na UnB, em 2010 se torna repórter da Globo Brasília cobrindo acontecimentos locais. Em 2012 em sua primeira passagem pela Band se torna editora e repórter do Jornal da Band, logo depois se mudou pra Curitiba onde foi professora da PUC e trabalhou para o jornal Gazeta do Povo até 2016 quando passou pela TV Justiça e depois retornou para a Band voltando a atuar como repórter de política do Jornal da Band. O seu desempenho fez com que a direção de jornalismo do canal a escolhesse para cobrir recentemente as férias de Paloma Tocci e possivelmente a licença maternidade em breve.

Semana que vem tem mais.

A Bela do Domingo: Bruna Roma

O quadro A Bela do Domingo está de volta e para abrir a temporada 2014 a primeira homenageada é a jornalista Bruna Roma.



Bruna Silva Roma nasceu em 23 de fevereiro de 1988 em Guaratinguetá, no interior do estado de São Paulo onde viveu até os 20 anos. Cursou Comunicação Social com habilitação para Jornalismo em Taubaté e em 2009 participa do programa de estagiários da Rede Globo. Durante o estágio dividiu o trabalho na capital paulista e a universidade no interior onde se forma em 2010.















Em 2010 logo que se formou passou a fazer parte da equipe de repórteres da Globo de São Paulo e ficou durante dois anos. Em janeiro de 2012 se muda pra Fortaleza onde começa a trabalhar na TV Verdes Mares, afiliada da Rede Globo na capital cearense, três meses depois apresentou um quadro de diversão e arte no telejornal CE TV 1ª edição e em julho do mesmo ano assumiu a apresentação do Encanta Ceará que homenageia os artistas que se destacam no estado. Em julho do ano passado deixa a Verdes Mares e reto…

A Bela do Domingo: Marisy Idalino

O quadro A Bela do Domingo de hoje traz a atriz e apresentadora Marisy Idalino.



Nascida em 10 de maio de 1984 em Osasco, Marisy Idalino iniciou no balé e aos 15 anos inicia carreira no teatro. Aos 17 anos se muda pra São Paulo onde tenta fazer a faculdade de Direito, mas faltando dois anos desiste e retorna para o teatro.









Fez testes publicitários e passou para um deles na TV Gazeta onde ficou por três meses fazendo merchandising no programa Todo Seu com Ronnie Von. Depois passou por Mega TV, Record e Bandeirantes até que em 2012 ela retornou à Gazeta, primeiro no TV Culinária e depois como stand by nos programas Você Bonita, Mulheres e Revista da Cidade. Chegou a namorar com o ator Rodrigo Phavanello, mas o casamento foi cancelado a poucos dias de ser realizado.

Semana que vem tem mais.

A Bela do Domingo: Williane Rodrigues

O quadro A Bela do Domingo de hoje traz a jornalista Williane Rodrigues.



Nascida na capital federal em 10 de junho de 1981, Williane Rodrigues queria ser atriz, chegou inclusive a encenar peças, mas acabou indo para o jornalismo e antes mesmo de se formar já exercia a profissão estagiando na TV Bandeirantes e na Radiobras. Em 2002 já formada pelo CEUB inicia carreira como repórter na TV Brasília.











Poucos meses depois começou a apresentar telejornais na casa. Três anos mais tarde se muda pro SBT onde se torna editora e apresentadora do Cidade Viva. Em 2007 se torna repórter de rede para o SBT Brasil onde trazia reportagens sobre política. No fim de 2008 assume o projeto de revitalização do jornalismo local da emissora apresentando o Jornal do SBT Brasília e desde agosto de 2013 assume o comando do SBT Brasília substituindo Neila Medeiros trazendo interatividade e levando a notícia de uma forma diferenciada. Ano passado ao comentar uma notícia de que uma adolescente jogou um gato da jane…

A Bela do Domingo: Lizandra Trindade

O quadro A Bela do Domingo de hoje traz a jornalista Lizandra Trindade.



A carioca Lizandra Trindade começou a atuar no jornalismo em 2007 quando iniciou carreira como repórter do programa Agenda na Globo News.









Foram quatro anos fazendo reportagens e entrevistas com artistas. Em maio de 2010 se tornou repórter do Globo Universidade no lugar de Bianca Rothier que se mudou pra Suíça. Foram três anos apresentando reportagens sobre as profissões e o mercado de trabalho. Ano passado começou a trabalhar com esporte e atualmente é uma das repórteres da equipe da Globo no Rio de Janeiro e na maioria das vezes tem reportagens suas no Globo Esporte.

Semana que vem tem mais.

A Bela do Domingo: Mariana Becker

O quadro A Bela do Domingo de hoje traz a jornalista Mariana Becker.


Há 18 anos na Rede Globo, a jornalista gaúcha de 41 anos já viajou por 34 países desde 2007 quando passou a acompanhar o mundo da Fórmula 1.













Com carreira iniciada em 1995 na área geral, depois passando para o esporte a repórter chegou a participar de três edições do Rali dos Sertões, sendo duas delas pilotando. A sua experiência acabou levando a jornalista ao mundo da F1 a partir de 2007 quando foi escalada pela primeira vez. Desde então ela superou preconceitos e mesmo assim recebeu poucas cantadas por parte de colegas do mundo. Hoje em Interlagos, Mariana estará com o time da Globo na transmissão do Grande Prêmio do Brasil, prova que encerra a temporada 2013. Ela é casada com o produtor Jayme Britto e mora em Mônaco desde 2008.

Semana que vem tem mais.

A Bela do Domingo: Fernanda de Freitas

O quadro A Bela do Domingo de hoje traz a atriz Fernanda de Freitas.



Nascida em São José do Rio Preto em 25 de fevereiro de 1980 Fernanda de Freitas foi professora de balé por cinco anos e aos 19 anos deixou a academia onde lecionava para tentar a sorte no Rio de Janeiro e seu começo de carreira foi como uma das Garotas do Zodíaco no extinto Planeta Xuxa. A partir daí ela não deixou mais de aparecer na telinha.





Em 2002 fez sua primeira novela, Coração de Estudante no papel de Heloísa e no ano seguinte foi uma das apresentadoras da TV Globinho e fez participação em Kubanacan como Consuelo. Em 2004 fez o papel de Amanda em Como uma onda. Em 2005 fez o papel de Cathy mc Gould em Bang Bang, depois fez Pé na Jaca e Negócio da China.



A partir de então se dedica a participar de séries e programas como A Turma do Didi, S.O.S Emergência e Tapas e Beijos num papel de destaque além de reencarnar a personagem Marina da Glória que foi interpretada por Tássia Camargo na releitura da Escolinha do Pr…