quarta-feira, 1 de março de 2017

Portela quebra jejum de 33 anos e é campeã do carnaval carioca

 Desfile da Portela Foto: Márcio Alves / Agência O Globo

Comemoração pelo título da Portela após 33 anos Foto: Fábio Guimarães / Agência O Globo

Um grito preso desde 1984 quando homenageou Clara Nunes foi libertado. Depois de 33 anos de jejum a Portela, escola de Madureira volta a ser campeã do Grupo Especial do carnaval carioca. Numa disputa emocionante com a Mocidade Independente a virada veio no último quesito (enredo) levando três notas 10 e a Mocidade perdendo um décimo que acabou sendo fatal. Em terceiro ficou a Acadêmicos do Salgueiro e a Mangueira que vinha forte pra brigar pelo bi pecou em evolução e ficou em quarto lugar seguidas de Grande Rio e Beija Flor que voltam no desfile das campeãs. Este é o quarto título do carnavalesco Paulo Barros e o primeiro à frente da escola onde está desde 2015. Apesar dos acidentes não tivemos rebaixamento pois Unidos da Tijuca e Paraíso do Tuiutí não caíram.

Um comentário:

Kleber Nunes disse...

Madureira viveu ontem um dia de festa porque a Império Serrano venceu a Série A e voltará ao Grupo Especial ano que vem quando teremos 13 escolas e duas serão rebaixadas pra compensar o não rebaixamento de 2017.