segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Caiu a máscara de Renan Calheiros



Por decisão do ministro Marco Aurélio Mello o STF afastou em decisão liminar o senador Renan Calheiros da presidência do Senado Federal. O ministro acatou o pedido da Rede depois que o senador virou réu por peculato. Ele é acusado de pagar despesas pessoais de sua filha com a jornalista Mônica Veloso em 2007. O pedido de afastamento segue a discussão da análise se réus podem seguir na linha sucessória da Presidência da República. Quem assume a presidência até a eleição em fevereiro é o senador Jorge Viana do PT do Acre.

Nenhum comentário: