Pular para o conteúdo principal

Retrospectiva 2017: Como foi o ano no planeta bola

Às vésperas do Natal a Retrospectiva 2017 chega neste sábado falando de futebol.

Quem fez a festa nos estaduais








Os campeonatos estaduais foram disputados no começo do ano e foram estes os campeões:

- Brasília: O Brasiliense foi campeão em cima do Ceilândia. Foi o nono título da história do Jacaré
- Bahia: O Vitória conquistou o bicampeonato em cima do Bahia, 29º da história
- Pernambuco: O Sport chegou ao seu 41º estadual da história ao vencer na decisão o Salgueiro e nesse jogo foi implantado o árbitro de vídeo;
- Ceará: Deu Vozão que levou o 44º estadual da história;
- Goiás: O Goiás conquistou o tricampeonato consecutivo e o 27º da história
- Paraná: O Coritiba levou seu 38º título estadual na história derrotando o Atlético Paranaense;
- Santa Catarina: A Chapecoense conquistou seu sexto estadual e o bicampeonato derrotando o Avaí
- Rio Grande do Sul: O campeão foi o Novo Hamburgo, conhecido como Noia, título inédito conquistado nos pênaltis diante do Internacional;
- Minas Gerais: O campeão foi o Atlético Mineiro pela 44ª vez e em cima do Cruzeiro;
- São Paulo: O Corinthians conquistou seu 28º estadual da história com duas vitórias sobre a Ponte Preta 40 anos depois da primeira final entre as duas equipes;
- Rio de Janeiro: O Flamengo conquistou seu 34º estadual vencendo duas vezes o Fluminense.

Outros campeões estaduais: Atlético Acreano (bicampeão no Acre), CRB (tricampeão alagoano), Manaus (campeão inédito no Amazonas), Santos - AP (campeão no Amapá), Atlético Itapemirim (campeão inédito no Espírito Santo), Sampaio Correa (campeão maranhense), Cuiabá (campeão no Mato Grosso), Corumbaense (campeão no Mato Grosso do Sul), Paysandu (bicampeão paraense e pela 47ª vez), Botafogo da Paraíba (campeão paraibano), Altos (campeão piauiense), ABC (bicampeão potiguar e pela 54ª vez), Real Ariquemes (campeão inédito em Rondônia, São Raimundo (bicampeão em Roraima), Confiança (campeão pela 21ª vez em Sergipe) e Interporto (campeão no Tocantins).

Os campeões pela Europa


Na Europa foram estes os campeões nacionais nas principais ligas:

- Champions League: Deu Real Madrid que chegou ao 12º título da história em cima da Juventus da Itália
- Bundesliga (Alemanha): O Bayern de Munique foi campeão pela 27ª vez
- La Liga (Espanha): O Real Madrid interrompeu a série de cinco conquistas seguidas do Barcelona
- Premier League (Inglaterra): Pela sexta vez na história o Chelsea se sagrou campeão
- Serie A (Itália): A Juventus foi hexacampeã de forma antecipada
- Ligue 1 (França): O campeão foi o Monaco que voltou a ganhar depois de 17 anos.


Cristiano Ronaldo foi decisivo e Real derrotou o Grêmio na final do Mundial de Clubes

No Mundial de Clubes em dezembro nos Emirados Árabes deu Real Madrid. O time espanhol com seu elenco estelar passou por um sufoco na semifinal diante do Al Jazira, saiu atrás com o gol de Romarinho, mas no segundo tempo virou com gols de Cristiano Ronaldo e Gareth Bale e se classificou pra decisão contra o Grêmio que havia vencido o Pachuca. O time gaúcho tentou, mas o Real teve mais posse de bola e domínio da partida chegando ao gol em cobrança de falta de Cristiano Ronaldo onde a barreira abriu e a bola morreu no fundo do gol de Grohe. Este foi o sexto título mundial do Real Madrid e o décimo da Espanha se igualando ao Brasil em número de conquistas por país.

O jogador mais caro do mundo

PSG oficializa contratação de Neymar

Neymar saiu do Barcelona para jogar no PSG como o jogador mais caro da história

Na maior transação da história Neymar trocou o Barcelona pelo Paris Saint Germain. Ele trocou o lado de coadjuvante de Messi para se tornar protagonista elevando o nível do campeonato francês. Para ter o craque os franceses desembolsaram 222 milhões de euros (mais de 820 milhões de reais) depois de uma polêmica negociação. Nesses primeiros meses no clube o brasileiro foi alvo de uma polêmica com o uruguaio Cavani que chegou a brigar com o brasileiro por causa de um pênalti, mas tudo não passou de um mal entendido.

Sucesso inglês na base





Inglaterra leva os dois mundiais na base e revela uma boa safra pro futuro


Nas categorias de base a Inglaterra levou os dois mundiais disputados neste ano: ganhou o Sub 20 e o Sub 17 com uma nova safra de jogadores. No Sub 20 disputado em junho na Coreia do Sul o título inédito veio em cima da surpreendente Venezuela que chegou pela primeira vez na história à uma final de um torneio da FIFA e os ingleses venceram por 1 x 0. Em outubro veio outro título inédito, desta vez no sub 17 disputado na Índia com direito à goleada em cima da Espanha por 5 x 2. Nesse título destaque para Foden, o melhor jogador do torneio e Brewster, artilheiro da competição. O Brasil não se classificou no sub 20 pois foi eliminado de forma vergonhosa no sul americano em fevereiro, mas no sub 17 fez uma boa campanha e só foi parado na semifinal diante dos ingleses, mesmo assim terminou em terceiro lugar com destaque para Brasão, eleito o melhor goleiro do torneio.

Imortal Rei da América


Grêmio se sagra tri da Libertadores com grande campanha sob o comando de Renato Gaúcho

A América voltou a ser azul 22 anos depois. O Grêmio se sagrou tricampeão da Libertadores derrotando duas vezes o Lanús da Argentina na final. Foi a mais longa edição do torneio que durou o ano todo começando em janeiro e terminando em novembro. Oito equipes brasileiras participaram da disputa. Botafogo e Atlético Paranaense passaram por duas fases antes de entrarem na fase de grupos. Quando começou a fase de grupos seis das oito equipes avançaram ficando o Flamengo e a Chapecoense. A Chape só não avançou devido à escalação irregular de um jogador e ficou pelo caminho e o Flamengo tomou a virada do San Lorenzo no minuto final e foi eliminado pela terceira vez seguida na fase de grupos. Nas oitavas Atlético Mineiro e Palmeiras foram eliminados por Jorge Wilstermann e Barcelona do Equador respectivamente, o Santos passou pelo Atlético Paranaense em duelo doméstico e o Botafogo eliminou o Nacional do Uruguai enquanto o Grêmio eliminou o Godoy Cruz da Argentina. Nas quartas o Santos encarou o Barcelona do Equador e acabou sendo eliminado em plena Vila Belmiro enquanto Botafogo e Grêmio fizeram um duelo doméstico equilibrado e decidido na volta com o gol de Lucas Barrios para o time gaúcho que avançava à semifinal e no jogo de ida um baile em cima do carrasco de times brasileiros com direito à uma defesa espetacular de Marcelo Grohe: 3 x 0 calando o estádio de Guayaquil, na volta o time perdeu por 1 x 0, mas se classificou com sobras para a final, já o Lanús precisou suar pra chegar à decisão, pois perdeu o primeiro jogo por 1 x 0, mas no segundo venceu por 4 x 2 numa reação espetacular e depois de estar perdendo por 2 x 0. A final foi disputada em dois jogos. No jogo de ida em Porto Alegre o Grêmio venceu com gol de Cícero, na volta o time gaúcho acabou com o jogo no primeiro tempo com dois golaços de Fernandinho e Luan pra depois administrar a vantagem e levantar a taça pela terceira vez.

Independiente é bi da Sul Americana



Time argentino festeja título em final manchada por arruaça de torcedores do Flamengo

A Copa Sul Americana ganhou importância e assim como a Libertadores foi estendida por toda a temporada. O Brasil só entrou na segunda fase com seis times e Cruzeiro e o São Paulo foram eliminados: os mineiros perderam nos pênaltis pro Nacional do Paraguai e o tricolor paulista caiu diante do modesto Defensia Y Justicia da Argentina com um empate em pleno Morumbi. Na fase seguinte Flamengo e Chapecoense entraram na competição e todos os times seguiram, mas nas oitavas ficaram pelo caminho a Ponte Preta (eliminada pelo Sport), a Chapecoense (eliminada pelo Flamengo) e o Corinthians (eliminado pelo Racing da Argentina). Sport, Fluminense e Flamengo seguiram no torneio. O Sport foi eliminado ao perder para o Junior de Barranquilla e tivemos dois Fla Flus sensacionais, no primeiro jogo deu Flamengo e no segundo o Fluminense iria ficar com a vaga, mas o Flamengo reagiu e empatou em 3 x 3 se classificando para a semifinal contra o Junior e o rubro negro venceu os dois jogos (2 x 1 de virada no Rio e 2 x 0 na Colômbia). A decisão foi contra o Independiente da Argentina. No jogo de ida o rubro negro saiu na frente, mas tomou a virada e no Maracanã os argentinos seguraram a pressão e com o empate por 1 x 1 levaram o título pela segunda vez na história. O lado negativo foi a barbárie e a violência de vândalos que se dizem torcedores do Flamengo promovendo arruaça nas imediações do Maracanã. A Conmebol deve aplicar uma punição para o clube carioca.

Londrina vence a Primeira Liga


Londrina conquista Primeira Liga em torneio sem empolgar o torcedor

Em sua segunda edição a Copa da Primeira Liga não empolgou o torcedor e o campeão foi o Londrina que derrotou na final o Atlético Mineiro nos pênaltis por 4 x 2 depois de 0 x 0 nos 90 minutos.

Cruzeiro pinta de azul a Copa do Brasil




Cruzeiro vence a Copa do Brasil pela quinta vez e se iguala ao Grêmio


O Cruzeiro foi o grande campeão da Copa do Brasil de 2017 se igualando ao Grêmio em número de conquistas. A competição começou com 80 times e depois de três fases sobraram 10 equipes e os destaques ficaram por conta das eliminações do São Paulo e do Corinthians. Nas oitavas entraram os times que disputavam a Libertadores e o Cruzeiro foi o único que não jogou a competição e avançou. Nas semifinais o Flamengo eliminou o Botafogo no jogo da volta no Maracanã enquanto o Cruzeiro despachou o Grêmio nos pênaltis. A decisão foi entre Flamengo e Cruzeiro. No jogo de ida no Maracanã o Flamengo saiu na frente, mas numa falha do goleiro Thiago que bateu roupa o uruguaio Arrascaeta empatou a partida, na volta no Mineirão o jogo terminou 0 x 0 e foi pra decisão nos pênaltis e o goleiro Fábio brilhou ao defender a cobrança de Diego e nos pés de Thiago Neves o Cruzeiro conquistou o título.

Os campeões que buscam um lugar ao sol



Operário fez história ao vencer a Série D e CSA conquista a Série C em ano de muita luta dentro de campo

A Série D foi conquistada pelo Operário do Paraná que conquistou seu primeiro título nacional ao golear na decisão o Globo do Rio Grande do Norte. As duas equipes mais o Atlético Acreano e o Juazeirense subiram pra Série C de 2018. Os times de Brasília mais uma vez ficaram no caminho. O Luziânia ficou na primeira fase e o Ceilândia caiu na segunda fase diante do Comercial do Mato Grosso do Sul. Na Série C os times do Nordeste fizeram a festa com o CSA das Alagoas sendo o campeão. O Mutange venceu o Fortaleza na partida de ida e segurou o 0 x 0 no jogo da volta. O Leão do Pici depois de oito anos voltará a jogar a Série B acabando com a maldição das quartas. Além do Fortaleza o Sampaio Correa que havia sido rebaixado no ano passado e o São Bento de Sorocaba subiram pra Série B.

Internacional sobe sem brilho e vê Coelho ser campeão na Série B






Internacional subiu depois de passar um ano no purgatório, mas o título ficou com o América


Na Série B o Internacional não ficou com o título, mas conseguiu subir e está de volta á elite do futebol nacional. O Colorado teve um começo titubeante, demitiu o técnico Antônio Carlos Zago e trouxe Guto Ferreira pra comandar o time que embalou e seguiu tranquilo, mas nas rodadas finais o time deixou escapar a liderança e o acesso veio com o empate sem gols contra o Oeste em Barueri. O título ficou com o América Mineiro que venceu na última rodada o CRB com gol do zagueiro Rafael Lima que era jogador da Chapecoense e não esteve no voo fatídico. O Coelho e o Inter sobem um ano depois de serem rebaixados e terão a companhia de Ceará e Paraná. O Vozão retorna seis anos depois enquanto o Paraná volta a jogar a Série A dez anos depois. Foram rebaixadas as equipes do Luverdense, ABC e dois times de Pernambuco: o Náutico e o Santa Cruz.

Um ano pra festejar a vida e o renascimento da Chape




A reconstrução em três atos: campeã estadual, a volta dos sobreviventes à campo e a classificação pra Pré Libertadores num ano em que superou com todas as forças o trauma da tragédia

2017 para o torcedor da Chapecoense ficará marcado como o ano da reconstrução de um time. Com suas próprias forças a Chape fez muito mais que o seu torcedor esperava no ano e com um time reconstruído do zero chegou à Libertadores. O ano da equipe começou com um amistoso contra o Palmeiras e o empate por 2 x 2, depois veio o Estadual conquistado em cima do Avaí. Na Libertadores o time cometeu um erro com o jogador Luís Otávio que havia sido suspenso por dois jogos e a Chape perdeu os pontos da vitória contra o Lanús e foi pra Sul Americana onde foi eliminada pelo Flamengo. Mas o grande momento do ano foi o tão sonhado jogo contra o Nacional da Colômbia pela Recopa Sul Americana. Claro que rolou o sentimento e as lembranças do trágico acidente e no primeiro jogo em Chapecó a torcida retribuiu ao time colombiano todo o apoio dado naqueles dias da tragédia e a Chape venceu, na volta mais homenagens só que o Nacional goleou por 4 x 1 e ficou com o título. A equipe fez dois amistosos contra Milan e Barcelona perdendo ambos e no Brasileirão o time conseguiu a vaga pra próxima Libertadores na fase de pré libertadores na última rodada com vitória diante do Coritiba. Para os sobreviventes da tragédia foi um ano mais que importante nas suas vidas. O lateral Alan Ruschel voltou a jogar, o zagueiro Neto passou o ano aprimorando a condição física e o goleiro Jakson Folmann se casou. O jornalista Rafael Henzel seguiu firme e forte na Rádio Oeste Capital e no jogo que deu a classificação à Chape para a Libertadores chorou emocionado ao narrar o gol de Túlio de Melo.

Corinthians pinta o Brasil de sete 




Corinthians chega ao sétimo título nacional e se consolida como o melhor na era dos pontos corridos


De quarta força à melhor time do Brasil pela sétima vez. O Sport Club Corinthians Paulista se sagrou heptacampeão brasileiro e o melhor time na era dos pontos corridos. A campanha ficou marcada pelo fantástico primeiro turno onde não perdeu nenhum jogo. Foram 21 vitórias, 9 empates e 8 derrotas em 38 jogos disputados marcando 50 gols e sofrendo 30.

O Brasileirão classificaria de início seis times, mas depois virou G7 e no fim G8. O Timão assumiu a ponta na quinta rodada e não largou mais do topo da tabela, isso graças ao primeiro turno irrepreensível onde ganhou 14 e empatou 5. É o mais espetacular desempenho de um time num primeiro turno desde a implantação do formato de pontos corridos, mas no começo do segundo turno o Timão perde dois jogos em casa e dá chance aos adversários encostarem, só que os rivais não aproveitam os vacilos. Um deles era o Grêmio que esteve boa parte do tempo voltado pra Libertadores, o Palmeiras também chegou a ameaçar inclusive na reta final e poderia ter assumido a liderança, mas no clássico disputado em 5 de novembro o Timão venceu por 3 x 2. O título veio na 35ª rodada diante de sua torcida que lotou a Arena de Itaquera, só que o Fluminense saiu na frente esfriando o ânimo da torcida, mas no segundo tempo três minutos bastaram pro Timão decidir a parada com dois gols de Jô e Jadson fechou com um golaço a campanha vitoriosa.



Dois pilares do título: Jô, artilheiro que reencontrou com o gol e no banco Fábio Carille conduziu o time ganhando dois títulos no ano

Como destaques do time campeão brilharam o zagueiro Balbuena, os laterais Fagner e Guilherme Arana, o meio campo Rodriguinho e na frente Jô garantia com seus gols, ás vezes polêmicos como no jogo contra o Vasco no segundo turno quando marcou supostamente com a mão. Ele acaba de ser vendido para o futebol japonês onde irá jogar no Nagoya Grampus. No banco o comandante da conquista Fábio Carille que em apenas um ano conquistou dois títulos se tornando a grande revelação entre os técnicos nesta temporada. O Palmeiras ficou com o vice campeonato seguidos do Santos, Grêmio, Cruzeiro e Flamengo que se classificaram pra fase de grupos da Libertadores. Vasco e Chapecoense foram pra pré libertadores.


Rogério Ceni fracassou no São Paulo e foi demitido, mas o time se salvou com sobras

Pro torcedor do São Paulo 2017 não vai deixar saudades ainda mais com a campanha decepcionante no campeonato. O time começou o ano apostando no ídolo maior Rogério Ceni para dirigir o time, mas pesou a falta de experiência e Ceni deixou o clube em julho perto da zona de rebaixamento. Dorival Júnior que havia sido demitido do Santos assumiu o comando e o time passou 14 rodadas na zona de rebaixamento, mas saiu do sufoco graças ao Profeta Hernanes que liderou o time na recuperação até as rodadas finais quando o time havia se livrado de vez sonhando com a Libertadores, mas o time terá de se contentar com a Sul Americana terminando em 13º lugar.

Durante o campeonato houve 23 trocas de técnico e Corinthians (Fábio Carille), Grêmio (Renato Gaúcho), Cruzeiro (Mano Menezes), Botafogo (Jair Ventura que ano que vem dirige o Santos) e Avaí (Claudinei Oliveira) não trocaram de técnico durante o campeonato. Foram rebaixados os times do Coritiba que vivia na corda bamba nos últimos anos lutando pra não cair, mas este ano não se segurou, o Avaí, a Ponte Preta que teve seu estádio interditado por cinco jogos devido à invasão de campo após a virada contra o Vitória e o Atlético Goianiense que apenas uma vez ficou fora do Z4, mas passou 32 rodadas segurando a lanterna. Jô e Henrique Dourado (Fluminense) foram os artilheiros do campeonato com 18 gols cada.

A corrupção no futebol começa a ser punida

O presidente da CBF, Marco Polo Del Nero


Prisão de José Maria Marin e banimento de Marco Polo del Nero mostra que a CBF precisa urgentemente ser passada à limpo

A corrupção na FIFA começou a ser julgada em 2017 e aos poucos a podridão começa a ser exposta. Em novembro durante depoimento no FBI o ex- diretor da Torneos y Competencias Alejandro Buzarco detalhou como funcionava o esquema de compra dos direitos de transmissão dos eventos com pagamento de propinas e afirmando que quem tomava as decisões era Marco Polo del Nero, o então presidente da CBF que não pode viajar para fora do país. No dia 15 de dezembro a FIFA suspendeu por 90 dias Marco Polo del Nero banindo - o de todas as atividades relacionadas ao futebol. Ontem o ex- presidente José Maria Marin foi condenado em seis das sete ações contra ele sendo inocentado em apenas uma acusação, de lavagem de dinheiro.

A retrospectiva faz uma pausa pro Natal e volta na terça falando de Copa do Mundo. Vamos relembrar a caminhada das eliminatórias e o sorteio dos grupos.

Comentários

Se puder coloca a retrospectiva lá no FC Gols.
Abraços.
Kleber Nunes disse…
Claro que colocarei, aliás será o sexto ano colaborando com o FC Gols e estará a partir de quarta feira.

Postagens mais visitadas deste blog

A Bela do Domingo: Lana Canepa

O quadro A Bela do domingo de hoje traz a jornalista Lana Canepa.

Lana Karine Prieto Canepa Mundim iniciou carreira no jornalismo como produtora, repórter e editora em uma emissora afiliada da Rede Globo no Mato Grosso e Mato Grosso do Sul cobrindo assuntos de Brasília.





Em 2005 apresentou o programa independente Beleza em Foco na TV Brasília. Em 2007 se forma em Ciência Política na UnB, em 2010 se torna repórter da Globo Brasília cobrindo acontecimentos locais. Em 2012 em sua primeira passagem pela Band se torna editora e repórter do Jornal da Band, logo depois se mudou pra Curitiba onde foi professora da PUC e trabalhou para o jornal Gazeta do Povo até 2016 quando passou pela TV Justiça e depois retornou para a Band voltando a atuar como repórter de política do Jornal da Band. O seu desempenho fez com que a direção de jornalismo do canal a escolhesse para cobrir recentemente as férias de Paloma Tocci e possivelmente a licença maternidade em breve.
Semana que vem tem mais.

A Bela do Domingo: Flávia Alvarenga

Em sua penúltima edição, o quadro A Bela do Domingo traz hoje a jornalista Flávia Alvarenga.

Formada em Jornalismo pela Universidade de Brasília, Flávia Alvarenga está há dez anos na Rede Globo de Brasília e começou sua carreira sendo produtora de reportagem no DF TV 1ª edição em 2002, ano em que se formou.





Em 2004 o formato da previsão do tempo foi mudado e Flávia assumiu a apresentação do quadro nos telejornais locais. Em 2005 passa a fazer reportagens de rua e acumula ainda a apresentação do bloco local do Globo Esporte até outubro de 2008. A jornalista também pode ser vista eventualmente na previsão do tempo do Jornal Nacional e nos outros telejornais. Atualmente está à frente do Bom Dia DF, telejornal que vai ao ar às 6:30 da manhã.
No domingo que vem tem a última Bela do Domingo da temporada de 2011.

A Bela do Domingo: Izabella Camargo

O quadro A Bela do Domingo de hoje traz a jornalista Izabella Camargo.

Seu nome de batismo é Izabella Spaggiari Brazil Camargo, nascida em Apucarana em 1º de fevereiro de 1981. Aos 16 anos deixou sua cidade natal e veio para São Paulo onde foi uma das garotas do programa de games Fantasia no SBT entre 1997 e 1999.


Fez curso no Senac de rádio e TV, fez jornalismo na Faculdade São Judas Tadeu e pós graduação e marketing na Faculdade Cásper Líbero. Em 2003 fez programas de entretenimento na rádio Energia 97, depois na Jovem Pan. Em 2005 integrou o time de apresentadores do canal Shop Tour e em janeiro de 2006 passou a integrar o time de locutores do canal de notícias Band News onde ficou até 2009. Voltou ao SBT onde apresentou por uma semana o extinto Olha Você. Em junho do mesmo ano passou a fazer parte da equipe de jornalismo da Rede Bandeirantes.


Durante os três anos em que esteve na emissora participou do rodízio de apresentadores do Jornal da Band e ao mesmo tempo cobrindo as féria…

A Bela do Domingo: Cecília Malan

O quadro A Bela do Domingo de hoje traz a jornalista Cecília Malan.

Maria Cecília Malan nasceu em 16 de abril de 1983 e se formou em jornalismo pela PUC do Rio. Filha do ex-ministro da Fazenda Pedro Malan já morou em Nova York, Washington, Paris e Brasília quando decidiu voltar ao Brasil em 2002.




Em 2005 inicia carreira como estagiária do Bom Dia Brasil e depois virou trainee. Em 2007 se torna editora do noticiário internacional e desde 2011 atua no escritório da Globo em Londres. Primeiramente como produtora e depois passou a dividir reportagens. Dentre as coberturas mais importantes destaca - se a dos atentados ocorridos em janeiro de 2015 ao jornal Charlie Hebdo quando foi alvo de críticas nas redes sociais devido à sua demonstração de ficar com medo ao ouvir disparos de armas de fogo. E desde então participa do Bom Dia Brasil e dos demais telejornais da casa com entradas ao vivo da capital inglesa.
Semana que vem tem mais.

A Bela do Domingo: Jacqueline Brazil

O quadro A Bela do Domingo de hoje traz a jornalista Jacqueline Brazil.

Na Rede Globo desde 2011 Jacqueline Brazil começou fazendo reportagens de rua, antes esteve durante seis anos na Rádio Bandeirantes onde era repórter de trânsito.





Além das reportagens de rua passou a acompanhar o trânsito através do Globocop e sua experiência a ajudou enquanto cobria a licença maternidade de Glória Vanique no Bom Dia São Paulo. Em junho deste ano fez testes para substituir aos sábados Maria Júlia Coutinho que passou a fazer parte do rodízio de sábado do Jornal Hoje e em 28 de outubro estreou na previsão do tempo do Jornal Nacional de sábado ganhando inúmeros elogios do público.
No próximo domingo a penúltima bela do domingo da temporada.

A Bela do Domingo: Lizandra Trindade

O quadro A Bela do Domingo de hoje traz a jornalista Lizandra Trindade.

A carioca Lizandra Trindade começou a atuar no jornalismo em 2007 quando iniciou carreira como repórter do programa Agenda na Globo News.




Foram quatro anos fazendo reportagens e entrevistas com artistas. Em maio de 2010 se tornou repórter do Globo Universidade no lugar de Bianca Rothier que se mudou pra Suíça. Foram três anos apresentando reportagens sobre as profissões e o mercado de trabalho. Ano passado começou a trabalhar com esporte e atualmente é uma das repórteres da equipe da Globo no Rio de Janeiro e na maioria das vezes tem reportagens suas no Globo Esporte.
Semana que vem tem mais.

O Belo do Sábado: Jonas Torres

O quadro O Belo do Sábado de hoje traz o ator Jonas Torres.

Filho de um americano com uma brasileira Jonas Torres nasceu em 22 de setembro de 1974 e iniciou carreira sob influência do ator Fábio Junqueira. A sua estreia foi no filme Bar Esperança ao lado de Marília Pêra e Hugo Carvana. No ano de 1984 se destacou no papel de Zeca em Vereda Tropical, se destacando e logo ganhou outro papel de destaque.


Durante quatro anos fez o personagem Bacana no seriado Armação Ilimitada. O personagem lhe deu fama nacional e status de ícone da geração jovem dos anos 80. Ainda na década de 80 atuou em Top Model no papel de Arthur. Dois anos depois em Vamp fez o papel de Daniel, ambas escritas por Antonio Calmon. Em 1994 se mudou para os Estados Unidos servindo o exército americano sendo paraquedista, voltou ao Brasil em 1998 para trabalhar na Malhação no papel de Beto, voltou aos EUA, desistiu da carreira militar e trabalhou como instrutor de voo, voltando definitivamente ao Brasil em 2006.



Retornou …

A Bela do Domingo: Michelle Barros

O quadro A Bela do Domingo de hoje traz a jornalista Michelle Barros.

Michelle Barros nasceu em 15 de maio de 1979 em Maceió e é formada em jornalismo pela Universidade Federal de Alagoas. Inicia carreira na TV Educativa de Alagoas como repórter e produtora. Em 2001 atua na TV Pajuçara, afiliada do SBT.





No final de 2003 se transfere para a TV Gazeta de Maceió e graças à seu desempenho em 2009 se transfere para a Globo de São Paulo. Na afiliada da Globo em Maceió ganhou notoriedade e se destaca em matérias de rede para os telejornais. Na Globo paulista segue se destacando nas reportagens locais e de rede. No ano passado por falta de apresentadores estreia na bancada do SP TV em esquema de rodízio e há um mês entrou como apresentadora eventual do Hora 1. O seu jeito descontraído e bem humorado caiu no gosto do telespectador paulista.
Semana que vem tem mais.

A Bela do Domingo: Bruna Roma

O quadro A Bela do Domingo está de volta e para abrir a temporada 2014 a primeira homenageada é a jornalista Bruna Roma.

Bruna Silva Roma nasceu em 23 de fevereiro de 1988 em Guaratinguetá, no interior do estado de São Paulo onde viveu até os 20 anos. Cursou Comunicação Social com habilitação para Jornalismo em Taubaté e em 2009 participa do programa de estagiários da Rede Globo. Durante o estágio dividiu o trabalho na capital paulista e a universidade no interior onde se forma em 2010.








Em 2010 logo que se formou passou a fazer parte da equipe de repórteres da Globo de São Paulo e ficou durante dois anos. Em janeiro de 2012 se muda pra Fortaleza onde começa a trabalhar na TV Verdes Mares, afiliada da Rede Globo na capital cearense, três meses depois apresentou um quadro de diversão e arte no telejornal CE TV 1ª edição e em julho do mesmo ano assumiu a apresentação do Encanta Ceará que homenageia os artistas que se destacam no estado. Em julho do ano passado deixa a Verdes Mares e ret…

A Bela do Domingo: Mariana Becker

O quadro A Bela do Domingo de hoje traz a jornalista Mariana Becker.

Há 18 anos na Rede Globo, a jornalista gaúcha de 41 anos já viajou por 34 países desde 2007 quando passou a acompanhar o mundo da Fórmula 1.










Com carreira iniciada em 1995 na área geral, depois passando para o esporte a repórter chegou a participar de três edições do Rali dos Sertões, sendo duas delas pilotando. A sua experiência acabou levando a jornalista ao mundo da F1 a partir de 2007 quando foi escalada pela primeira vez. Desde então ela superou preconceitos e mesmo assim recebeu poucas cantadas por parte de colegas do mundo. Hoje em Interlagos, Mariana estará com o time da Globo na transmissão do Grande Prêmio do Brasil, prova que encerra a temporada 2013. Ela é casada com o produtor Jayme Britto e mora em Mônaco desde 2008.
Semana que vem tem mais.