sábado, 8 de julho de 2017

Top 5: Um governo cada vez mais moribundo e onda de violência amedronta cariocas

A semana termina e a crise política segue dominando o noticiário, já para os cariocas a rotina de violência continua.



1 - Governo em crise: A semana não foi fácil mais uma vez para o presidente Michel Temer. Na segunda feira ocorreu a prisão de Geddel Vieira Lima, ex- ministro e amigo do presidente. Ele foi preso por obstruir as investigações que apuram sua gestão na presidência da Caixa. Na terça foi escolhido o relator da denúncia contra Temer no Congresso, o deputado Sérgio Zveiter do PMDB carioca, na quinta ele viajou pra Alemanha pro encontro do G20 e em uma entrevista cometeu uma gafe monstruosa ao afirmar que não há crise econômica no Brasil. Ele voltou mais cedo antes do fim da reunião de cúpula pra tentar resolver a crise sem antes responder a uma pergunta de um jornalista dizendo que está tranquilíssimo.





2 - Violência incontrolável no Rio: A onda de violência segue forte no Rio e esta semana houve novos casos de mortes com balas perdidas. Na terça a menina Vanessa Vitória foi atingida por uma bala perdida na comunidade Boca do Mato no complexo de Lins, ontem no Morro de São Carlos o eletricista Carlos Henrique Olimpio foi atingido por uma bala perdida quando fazia os preparativos para a festa julina da comunidade e o menino Arthur segue sua luta pela vida. Ele não respira por aparelhos e os médicos ainda acreditam que ele conseguirá andar, já a mãe Claudineia espera um milagre.



3 - Encontro do G20 : Os principais líderes se reuniram em Hamburgo na Alemanha e expôs o isolamento de Donald Trump com o resto do mundo. O presidente americano se encontrou pela primeira vez com Vladimir Putin, presidente da Rússia.Na declaração final divulgada hoje os 19 países classificaram a posição de Trump como lamentável, pois os EUA saíram do Acordo do Clima de Paris mês passado. Os protestos ocorreram e houve violência nos dois dias da reunião.



4 - Venezuela ferve: A tensão continua cada vez mais elevada na Venezuela. O líder da oposição Leopoldo Lopez foi libertado e a Igreja Católica rompeu com o governo ditatorial de Nicolás Maduro.



5 - Economia se recupera: Pela primeira vez em 11 anos o país registrou deflação no mês de junho. O índice de preços caiu 0,23%.

Imagem da semana



Virou rotina triste para o povo carioca. No velório do eletricista que morreu vítima de bala perdida o neto se despede do avô com um beijo no rosto. Até quando vamos ver cenas como estas na Cidade Maravilhosa?

Semana que vem tem mais.

Nenhum comentário: