segunda-feira, 31 de julho de 2017

O Mês em Resumo: Lula é condenado, Temer se salva e tropas tentam conter o crime no Rio

O quadro O Mês em Resumo traz os principais fatos do mês de julho.





No dia 12 de julho o ex - presidente Luís Inácio Lula da Silva sofre uma grande derrota. O juiz Sérgio Moro condena Lula à 9 anos e meio de prisão no caso do tripléx do Guarujá. A condenação foi em primeira instância. Lula foi considerado culpado por Moro por ter recebido o imóvel como propina da empreiteira OAS.





A Polícia Federal fez novas prisões. No dia 3 Geddel Vieira Lima, ex - ministro do governo Temer foi preso por tentativa de obstrução de justiça e no dia 27 Aldemir Bendine, ex - presidente do Banco do Brasil no governo Lula e da Petrobras no governo Dilma é preso na 42ª fase da Lava Jato sob a acusação de recebimento de propinas de R$ 3 milhões. Mesmo com as prisões a PF reduz investimentos e anuncia o fim da força tarefa da Lava Jato.



O governo Temer obteve uma vitória significativa na denúncia de corrupção passiva. Diante de manobras que fizeram com que mudassem os integrantes da Comissão de Constituição e Justiça o parecer do relator Sérgio Zveiter que era favorável à denúncia foi rejeitado por 40 a 25 e o parecer contrário foi aprovado. A votação que decidirá o destino do presidente ficará pro dia 2 de agosto.







Uma onda de violência deixa o Rio de Janeiro em estado de alerta. Uma série de tiroteios deixa o carioca apreensivo. No dia 30 de junho o bebê Arthur é baleado na barriga da mãe Claudineia. Ele lutou durante um mês para sobreviver, apesar dos médicos apontarem que ele ficaria paraplégico, mas sucumbiu à uma hemorragia digestiva e morre no dia 30 de julho, no dia 9 outra grávida perde o bebê devido à um atropelamento causado por ladrões. Diante de toda a situação o governo federal, o governo estadual e a prefeitura decidem pela intervenção de tropas das Forças Armadas nas ruas do Rio.

Em Brasília o estádio Mané Garrincha tem um absurdo nas contas de água. O consumo apontado de 94 milhões de litros gera uma conta no valor astronômico de R$ 2 milhões, mas uma sindicância apurou que houve uma ligação indevida e a conta caiu pela metade.

A reforma trabalhista foi aprovada no dia 11 e amplia negociações entre patrões e empregados. A nova lei possibilita a criação de novas formas de contrato de trabalho. O governo anuncia no dia 20 o aumento de impostos ocasionando reajuste de R$ 0,41 no litro da gasolina.



Uma nova crise assola o governo de Donald Trump: O filho do presidente é acusado de enviar e- mails à russos interessados em obter informações que ajudariam o pai na eleição presidencial do ano passado.



Na Venezuela o presidente Nicolás Maduro convocou a realização de uma eleição formadora da Assembleia Constituinte, mas a violência deixou 14 mortos no dia da votação.



O jornalista Evaristo Costa anuncia sua saída da Rede Globo e do Jornal Hoje onde esteve na bancada por 14 anos para se dedicar à projetos pessoais. A despedida foi no dia 27 e seu substituto será Dony de Nuccio que era o âncora do Jornal das 10 e no dia 7 passa a dividir a bancada com Sandra Annenberg.



A violência no futebol faz novas vítimas. No dia 8 depois do clássico entre Vasco e Flamengo o torcedor David Rocha Lopes é morto à tiros na saída do estádio de São Januário que vira praça de guerra. O STJD interdita o estádio e o Vasco perde seis mandos de campo. No dia 12 o torcedor do Palmeiras Leandro Zanho é esfaqueado e morto nas imediações do estádio Allianz Parque.



A Alemanha é a campeã da Copa das Confederações que foi disputada na Rússia. O jovem time alemão venceu o Chile na final por 1 x 0 e mostrou porque é a favorita pra ganhar a Copa do Mundo ano que vem na Rússia.





O tenista Marcelo Melo conquista um título histórico na grama sagrada de Wimbledon. Melo ao lado do polonês Lukas Kubot ganhou o torneio de duplas e assumiu o posto de duplista número 1 do mundo. No mundial de esportes aquáticos em Budapeste, o primeiro depois do escândalo de corrupção na CBDA o Brasil conquista oito medalhas, duas delas de ouro com Ana Marcela Cunha na maratona de 25 km e Etiene Medeiros, campeã mundial dos 50 m costas.



Um balão causou um incêndio que destruiu a cobertura do velódromo do Parque Olímpico da Barra. Apesar do incêndio a pista de madeira importada da Sibéria não sofreu nenhum dano mais sério.



Lucas di Grassi conquista o título de campeão da Fórmula E revertendo uma desvantagem de quase 50 pontos em cima do suíço Sebastién Buemi na rodada dupla de Montreal. Este é o segundo título do país desde a criação da categoria em 2014, já que Nelsinho Piquet foi campeão no primeiro ano da categoria de carros elétricos.



Ex - assessor dos governos Lula e Dilma Marco Aurélio Garcia morre no dia 20 de infarto aos 77 anos. Além de fundar o PT foi assessor de Assuntos Internacionais, mas em 2007 foi flagrado ao fazer um gesto obsceno às câmeras depois do acidente com o voo 402 da TAM que matou 199 pessoas.



O vocalista Chester Bennington da banda de rock Linkin Park é encontrado morto em sua casa em Los Angeles no dia 20. Ele acabou cometendo suicídio aos 41 anos de idade. Chester Bennington liderou a banda que na década passada emplacou hits como Numb, In the End e Breaking the habit.



Goleiro titular da fantástica seleção da Copa do Mundo de 1982 Waldir Peres morre no dia 23 devido à um infarto fulminante aos 66 anos. Waldir vestiu as camisas do Corinthians, Portuguesa, América e foi por dez anos titular absoluto do gol do São Paulo.





O jornalista da Globo Minas Artur Almeida morre no dia 24 em Portugal quando passava férias. Ele era apresentador do MG TV 1ª edição e era um grande entusiasta do jornalismo comunitário. No mesmo dia morre Domingo Alzugaray, argentino que veio para o Brasil e se tornou empresário fundando a Editora Três e fundou a revista Istoé.



Jeanne Moreau
Foto: Leonardo Aversa

Outras mortes do mês: Martin Landau (15 de julho), ator que ganhou o Oscar de melhor ator coadjuvante com o filme Ed Wood, Liu Xiaobo (13 de julho), ganhador do Prêmio Nobel da Paz em 1997, dois ex - jogadores do Botafogo: o goleiro Max (26 de julho) e Perivaldo, ex - lateral esquerdo e chegou a ser convocado para a seleção brasileira em 1982 (27 de julho), Sam Shepard (30 de julho), ator americano que foi indicado ao Oscar e ganhador de um Prêmio Pulitzer e Jeanne Moreau (31 de julho), atriz francesa de clássicos do cinema como Os Amantes e Jules e Jim - Uma mulher para dois. Ela foi encontrada morta em sua casa.

O quadro retorna em agosto.

Nenhum comentário: