domingo, 7 de maio de 2017

Um domingo de festa pras torcidas de Vitória, Goiás, Chape, Galo, Coxa, do Noia, do Timão e do Mengão

O domingo foi de festa para muitas torcidas pelo Brasil afora. Vitória, Chapecoense, Coritiba, Atlético Mineiro, Novo Hamburgo, Corinthians e Flamengo celebram os títulos estaduais de 2017.

Margarida Neide/A Tarde

Time campeão do Vitória posa para foto ao lado da taça do Baianão 2017 - Foto: Margarida Neide | Ag. A Tarde

Vitória empata com o Bahia e fica com o título baiano

No primeiro jogo da decisão pernambucana Sport e Salgueiro empataram por 1 x 1 e o lance que rendeu polêmica foi o do pênalti do empate devido ao árbitro de vídeo que demorou seis minutos pra decidir. O jogo da volta só ocorre em 18 de  junho devido à agenda lotada do Sport. Na Bahia o campeão foi o Vitória que empatou com o Bahia por 0 x 0 e por ter a melhor campanha levou a taça. O Goiás conquistou o tricampeonato seguido em Goiás ao vencer de novo o Vila Nova por 1 x 0 e conquistou seu 28º título da história.

Tarla Wolski/Futura Press e Albari Rosa/Gazeta do Povo



 |

Coxa segura o Furacão e celebra o 38º estadual da história no Paraná e Chape conquista primeiro título depois da tragédia na Colômbia

Um título pra curar as feridas. Menos de seis meses da tragédia a Chapecoense se sagra bicampeã em Santa Catarina. Mesmo tendo perdido o jogo da volta pro Avaí a Chape conquistou o título por ter a melhor campanha durante todo o torneio. No Paraná o Coritiba levou seu 38º estadual ao empatar com o Atlético Paranaense por 0 x 0.

Outros campeões pelo país: No Pará o Paysandu foi o campeão ao vencer o Remo por 2 x 1, em Mato Grosso o campeão foi o Ciuabá que venceu o Sinop nos pênalts por 5 x 4, no Mato Grosso do Sul a campeã foi a Corumbaense que venceu o Novoperário por 2 x 1, na Paraíba o campeão foi o Botafogo que empatou o jogo da volta com o Treze por 1 x 1 e em Sergipe o Confiança foi o campeão estadual ao vencer o Itabaiana na decisão por 1 x 0.

Bruno Cantini/Divulgação



Galo derrota o Cruzeiro e levanta o bi estadual em Minas

O Galo voltou a cantar mais alto em Minas. O Atlético Mineiro se sagrou bicampeão estadual ao vencer o Cruzeiro na partida de volta por 2 x 1 com os gols de Elias e Robinho com Ábila descontando para a Raposa.

Diogo Salaberry/ZH

(Diogo Salaberry/Agencia RBS)

Novo Hamburgo faz história e conquista o Gauchão pela primeira vez impedindo o hepta seguido do Internacional

Interior em festa: O Novo Hamburgo faz história e venceu seu primeiro título gaúcho da história. Na decisão o Noia empatou com o Inter nos 90 minutos, mas nos pênaltis levou a melhor vencendo por 3 x 1 a série. A derrota impediu que o Inter se tornasse heptacampeão estadual seguido.

Felipe Rau/AE, Djalma Vassão e Fernando Dantas/Gazeta Press





 Felipe Rau/Estadão

Corinthians revê mística de 77 e vence de novo a Ponte se sagrando campeã pela 28ª vez

Com a vantagem de 3 x 0 obtida no jogo de ida o Corinthians ratificou a conquista do seu 28º título paulista da história ao empatar com a Ponte Preta em sua 100ª apresentação na Arena de Itaquera. Romero marcou para o Timão e Marllon empatou para a Macaca que segue a sina de não ter nenhum título importante na sala de troféus. Este foi o primeiro título importante na carreira de Fábio Carille que no início do ano colocava o time como quarta força, mas que agora está no topo dentro do estado de São Paulo.

Fotos de Alexandre Brum /Ag. O Dia, Alexandre Cassiano e Guilherme Pinto/Ag. O Globo



Rodinei balança a camisa e mira a torcida: lateral fez 2 a 1 e fechou o placar Alexandre Cassiano / Agência O Globo





Réver ergue a taça para o Flamengo após a vitória na final sobre o Fluminense Guilherme Pinto / Agência O Globo



Flamengo vira no fim e conquista seu quinto estadual invicto e o 34º da história

O Rio é vermelho e preto mais uma vez. O Flamengo conquistou seu 34º título carioca e o quinto invicto numa virada sensacional no fim. O Fluminense saiu na frente com o gol de Henrique Dourado, o ceifador logo no começo do jogo. No segundo tempo o Flamengo foi pra cima e conseguiu virar no fim. O empate veio com Guerrero que chutou sem chance de defesa pra Cavalieri que ainda seria expulso no fim. O gol do título veio em contra ataque rápido e Rodinei marcou o gol do título chutando forte sem chance de defesa para Orejuela. O título de hoje é o primeiro da carreira de Zé Ricardo que se afirma de vez no cenário nacional. O Maracanã registrou o maior público do ano com quase 70 mil pessoas nas arquibancadas.

O Blog de knunes saúda os campeões estaduais de 2017 e que venha então o Brasileirão.

Nenhum comentário: