segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Beija Flor e Salgueiro se destacam e acidente deixa 20 feridos

A primeira noite de desfiles no Sambódromo da Marquês de Sapucaí ficou marcada por um acidente que deixou 20 pessoas feridas e também por desfiles irregulares.

Wilson Aquino/Ag. O Dia



Fotógrafa ficou ferida em acidente com carro alegórico da Tuiuti que deixou 20 feridos

Abrindo os desfiles a Paraíso do Tuiutí trouxe muitas cores para falar de tropicalismo, só que um acidente pode comprometer o seu desempenho. Um carro alegórico se desgovernou e deixou 20 pessoas feridas, três delas em estado grave.

Marcelo Theobald e Pablo Jacob/Ag. O Globo

Rainha do carnaval baiano, Ivete Sangalo virou enredo da Grande Rio Marcelo Theobald / Agência O Globo

Apresentação resgatou a infância da artista, nascida em Juazeiro na Bahia Pablo Jacob / Agência O Globo

Ivete Sangalo e sua energia contagiaram o público no desfile da Grande Rio

Segunda escola a entrar na avenida a Acadêmicos do Grande Rio homenageou a cantora Ivete Sangalo que esbanjou energia ao sair primeiro na comissão de frente e depois no último carro alegórico. Muitas alegorias referentes ao axé deram a tônica.

Márcio Mercante/Ag. O Dia

Escola de Ramos fez um desfile quase perfeito, tanto nas alegorias, nas fantasias, no andamento da escola e na bateria

Cultura indígena foi o tema do enredo da Imperatriz Leopoldinense

A fauna e flora do Xingu e a cultura indígena foram temas do samba enredo da Imperatriz Leopoldinense que trouxe alas exuberantes e grandiosos carros. Cris Vianna se despediu como rainha de bateria.

Alexandre Durão/G1, Guito Moreto e Márcio Alves/Ag. O Globo



A rainha de bateria, Viviane Araújo Márcio Alves / Agência O Globo

Componentes da bateria animam Sapucaí Márcio Alves / Agência O Globo

Sabrina Sato esbanja beleza ao lado de integrantes da bateria com luzes de LED, no Salgueiro Viviane Araújo roubou a cena e Beija Flor inova sem alas num desfile que falou de Iracema

A influência negra foi tema de enredo da Vila Isabel. Do samba ao jazz, passando pelo rock, cumbia, reggae, tango e o candomblé a escola inovou na bateria com luzes de LED em seus componentes. Um derramamento de óleo atrasou o desfile da escola seguinte, o Salgueiro que lembrou outros carnavais celebrando A Divina Comédia de Dante Alighieri. Fechando o desfile a Beija Flor homenageou José de Alencar e o romance Iracema com plumas e cores além de inovar com blocos ao invés de alas. Nesta segunda mais seis escolas entram na avenida.

Nenhum comentário: