terça-feira, 1 de julho de 2014

Messi dá uma de garçom e Argentina se livra do sufoco quebrando o ferrrolho suíço

Nilton Fukuda/AE, Michel Filho/Ag. O Globo, Danilo Verpa/Folhapress, Ivan Alvarado e Paul Hanna/Reuters

O argentino Di Maria acerta um belo chute e marca o gol da vitória Foto: PAUL HANNA / REUTERS

Nilton Fukuda/Estadão - Argentina venceu a Suíça por 1 a 0

Messi e Di Maria comemoram o gol que deu a vitória para Argentina sobre a Suíça Foto: Michel Filho / Agência O Globo



Danilo Verpa/Folhapress

Di María recebeu passe açucarado de Messi e libertou a Argentina do sufoco

Um time com forte ferrolho defensivo e que segurou como pôde o resultado. Mas do outro lado havia um Lionel Messi que jogando de forma apagada viu uma luz no fim do túnel e a servida para Di Maria foi o suficiente para a Argentina sair do sufoco na Arena Corinthians. A proposta da Suíça era se defender o quanto pôde e foi isso o jogo todo. Depois dos 90 minutos mais 30 de prorrogação a Argentina que jogava de forma burocrática conseguiu seu gol em mais um lampejo de genialidade de Messi que em arrancada deixou Di María livre para vencer o goleiro Benaglio e dar alívio aos hermanos. Só que a Suíça teve uma última chance de levar o jogo para os pênaltis, só que a bola bate na barreira e o jogo termina com vitória sofrida da Argentina que espera o adversário que sairá do jogo entre Bélgica e Estados Unidos.

ARGENTINA 1 X 0 SUÍÇA

Argentina: Romero; Zabaleta, Garay, Fede Fernández e Rojo (Basanta); Mascherano, Gago (Biglia) e Di María; Lavezzi (Palacio), Messi e Higuaín. Técnico:Alejandro Sabella

Suíça: Benaglio; Lichtsteiner, Djourou, Schär e Ricardo Rodriguez; Behrami, Inler, Xhaka (Gelson Fernandes)Mehmedi (Dzemaili) e Shaqiri; Drmic (Seferovic). Técnico: Ottmar Hitzfeld

Data: 01/07/2014 – 13h
Local: Itaquerão (São Paulo)
Árbitro: Jonas Eriksson (SUE)
Auxiliares: Mathias Klasenius e Daniel Warnmark (SUE)
Cartões amarelos: Rojo, Dí María e Garay (Argentina); Xhaka e Gelson Fernandes (Suíça)
Gols: Dí María, aos 12 min do 2º tempo da prorrogação

Nenhum comentário: