quarta-feira, 9 de julho de 2014

Chega de ufanismo e ilusão

Ruben Sprich/Reuters - Felipão chama a responsabilidade de vexame no Mineirão

Dizia Nelson Rodrigues que a seleção é o ópio do povo e o país era a Pátria de Chuteiras, e esta Copa do Mundo seria a chance de redimir o Maracanazzo de 1950, mas o que vimos ontem no Mineirão entrou pra história da seleção mais vitoriosa como a derrota mais humilhante em todos os tempos. Foi o chamado Mineirazzo, ou Mineiratzen. Ontem o país virou do êxtase à desilusão em 29 minutos, tempo em que a Alemanha com seu rolo compressor implacável triturou, humilhou, aniquilou, implodiu e destruiu com requintes de crueldade o sonho ilusório do hexa. Cansei de ver clima de ufanismo e oba oba por parte da mídia, mas sou realista, não chorei, pelo contrário faz tempo que não choro com derrotas em Copa do Mundo e ontem só me restou ficar indignado e por isso só voltarei a acreditar na seleção quando derem uma chacoalhada nas estruturas do nosso futebol. Enquanto a CBF continuar sendo comandada por gente que não saiba de futebol vamos continuar sofrendo humilhações e vexames. Não dá mais pra tapar com o sol na peneira, ou o governo faz uma intervenção na CBF ou vamos continuar caindo mais. Ontem a Alemanha não só deu uma aula de futebol, foi um passeio, um massacre, jogou contra um time que parecia amador e foi o alerta definitivo para mudar essa mentalidade. Não dá mais pra viver só de ilusão e ufanismo. Gastamos milhões com estádios que já sabemos que serão elefantes brancos e a FIFA vai lucrar ainda mais com isso, agora vejo que esse dinheiro poderia ser investido em hospitais, escolas e obras de infra estrutura. As manifestações de junho de 2013 foram o aviso e motivo de insatisfação da sociedade que agora deve voltar com mais intensidade às ruas. A Copa vai passar e por isso mesmo o maior legado que essa Copa vai deixar é muito mais que construir estádios, é socorrer com extrema urgência o futebol brasileiro que não é mais o melhor futebol do mundo, faz tempo que nós não somos o país do futebol. Chega de ufanismo e senhores dirigentes, vamos trabalhar para melhorar de cabo a rabo nosso combalido futebol.

Nenhum comentário: