quinta-feira, 17 de julho de 2014

Avião é abatido por míssil na Ucrânia e não há sobreviventes

Separatista pró-Moscou anda sobre um destroço do Boeing 777 da Malaysia Airlines que caiu na região de Donetsk, na Ucrânia oriental

Uma nova tragédia para a Malaysia Airlines, quatro meses depois de um avião sumir com 239 pessoas a bordo. Um avião da empresa que fazia o voo MH 17 com 295 pessoas a bordo foi abatido por um míssil disparado por separatistas da Ucrânia. Não há sobreviventes. O avião viajava de Amsterdã, na Holanda com destino à Kuala Lumpur na Malásia. O disparo foi identificado por um sistema de radar terrestre, segundo a inteligência norte americana. Os destroços do avião ficaram espalhados na região da fronteira entre a Ucrânia e a Rússia além dos corpos, a maioria irreconhecíveis e eram holandeses. O presidente ucraniano disse que foi um ato terrorista por parte dos separatistas, já o primeiro ministro malaio afirmou que os responsáveis por esse ato devem ser punidos com rigor.

Nenhum comentário: