domingo, 26 de março de 2017

Domingo de empates nos clássicos com polêmica no Clássico dos Milhões e morte de torcedor no Majestoso

O domingo de futebol pelo Brasil teve clássicos em Pernambuco, São Paulo e Rio de Janeiro. O dia foi repleto de empates e polêmica no clássico carioca além da morte de um torcedor em São Paulo.

Renato Padilha/Mafalda Press



Chapecoense derrota o Avaí e emplaca terceira vitória seguida no returno catarinense

Tivemos jogo pelo Candangão. Em partida adiada da sexta rodada o Formosa venceu e rebaixou o Atlético Taguatinga vencendo de virada por 4 x 3. O resultado também rebaixou o Brasília. No campeonato pernambucano Sport e Santa Cruz empataram por 1 x 1 e o empate derrubou o técnico do Leão Daniel Paulista. O Salgueiro garantiu sua classificação ao vencer o eliminado Central por 2 x 0. No campeonato baiano o Bahia empatou sem gols com o Flamengo de Guanambi e o Vitória goleou o Jacobina por 4 x 1, no campeonato goiano Vila Nova e Goiás empataram por 0 x 0 num jogo em que os goleiros brilharam e o Vila se classificou pra semifinal. No campeonato catarinense a liderança é da Chapecoense que venceu o Avaí por 2 x 0 e ganhou seu terceiro jogo seguido. O Joinville empatou com o metropolitano por 0 x 0 e o Criciúma venceu o Inter de Lages por 1 x 0 e no campeonato paranaense o Paraná goleou o Toledo por 5 x 0 garantindo o primeiro lugar geral.

Bruno Cantini e Ricardo Duarte/Divulgação 

Ovacionado, Luan entrou no segundo tempo e deu outra cara ao Atlético no Horto



Galo segue 100% no mineiro e Inter vence o São José e fica próximo da classificação

No campeonato mineiro o Atlético Mineiro que comemorou ontem 109 anos de fundação venceu a URT no Independência com gols de Fred e Luan e segue líder invicto. No campeonato gaúcho o Internacional venceu o São José por 2 x 1 e encaminha sua classificação pras quartas de final.

Fotos de Sérgio Barzaghi/Gazeta Press





São Paulo saiu na frente, mas Jô empatou clássico que fica marcado pela morte de torcedor são paulino

No Morumbi que recebeu mais de 50 mil pessoas o Majestoso terminou empatado num resultado ruim para ambos. O Timão não tem mais chances de terminar a primeira fase com a melhor campanha e o tricolor ainda não se garantiu. O gol do tricolor foi marcado por Maycon e o gol do Timão foi marcado por Jô que marcou de novo em um clássico. A nota triste foi a morte de um torcedor que tentou mudar de setor e caiu do alto da arquibancada do anel superior. Bruno Pereira da Silva era torcedor do São Paulo, foi atendido, mas teve parada cardíaca não resistindo e morrendo antes de chegar ao hospítal.

Vitor Silva/SS Press e Márcio Alves/Ag. O Globo

Rodrigo Pimpão e Joel comemoram o primeiro gol do Botafogo sobre o Bangu Foto: Vitor Silva/SSPress / Botafogo

Jogadores do Fluminense comemoram gol sobre o Macaé Foto: Márcio Alves / Agência O Globo

Botafogo derrota o Bangu e Fluminense passa pelo Macaé e garante vantagem na semifinal

No campeonato carioca o Botafogo venceu o Bangu em Moça Bonita com gols de Sassá e Joel reacendendo as esperanças de classificação à semifinal e o Fluminense passou fácil pelo Macaé em dia de Sornoza que marcou um dos gols com Richarlison e Wellington Silva fechando o placar. O Flu entra com vantagem na semifinal da Taça Rio por ter feito até aqui a melhor campanha.

Fotos de Michel Filho e Aílton de Freitas/Ag. O Globo





Jogadores do Flamengo reclamam com o auxiliar Daniel do Espírito Santo após a marcação do pênalti para o Vasco Foto: Aílton de Freitas / Agência O Globo

Flamengo virou, mas Vasco empatou clássico com polêmica e pênalti inexistente no fim

No Mané Garrincha Flamengo e Vasco fizeram um clássico recheado de polêmicas e que teve expulsão, virada e um pênalti inexistente. O Vasco saiu na frente com o gol de Yago Pikachu no primeiro tempo e ainda teve um apagão de nove minutos devido à falta de energia elétrica. O Flamengo virou no segundo tempo com os gols de Willian Arão e Berrío. O árbitro Luís Antônio Silva Santos foi o protagonista do jogo ao expulsar Luís Fabiano que havia tomado cartão amarelo por ter feito uma falta e depois peitou o juiz e no fim da partida marcou um pênalti inexistente para o Vasco. A bola chutada por Nenê bateu no corpo de René e o juiz marcou toque de mão inexistente. De nada adiantou reclamar e Nenê converteu empatando o jogo. Os estaduais retornam no meio de semana.

Nenhum comentário: