domingo, 13 de novembro de 2016

Um GP maluco em Interlagos com chuva, show de Verstappen, adeus emocionado de Massa e Hamilton levando a decisão pra Abu Dhabi







Interlagos foi palco de um dos Grandes Prêmios mais malucos e emocionantes dos últimos anos. Choveu o dia inteiro e a pista ficou em condições críticas para pilotagem. Assim a corrida começou com o safety car por questões de segurança e com as voltas contando. Com a pista extremamente molhada os acidentes ocorreram: antes da corrida Romain Grosjean rodou na Curva do Café e nem sequer largou, depois da primeira saída do safety car a prova enfim começou e Vettel rodou na subida do Café. E então veio a primeira paralisação com o sueco Marcus Ericsson que rodou na subida dos boxes ocasionando a entrada do safety car. A prova voltou, mas por pouco tempo pois Kimi Raikkonen rodou na reta dos boxes, bateu no muro e por sorte não foi atingido por outros carros. A direção de prova deu bandeira vermelha e quando a chuva deu uma pequena trégua os carros voltaram pra pista com pneus para chuva extrema, mas um novo acidente levou a direção a dar uma nova bandeira vermelha para reprovação da torcida que fez sinal de negativo pra baixo. Depois de quase uma hora a prova recomeçou e a pista ficou em condições muito críticas. Hamilton assumiu a ponta com Rosberg em segundo e foi então que Max Verstappen começou a dar show com ultrapassagens arriscadas e arrojadas e mesmo rodando conseguiu controlar o carro na pista molhada.

Massa diz adeus de forma digna e emocionante



Felipe Massa cumprimenta a equipe da Ferrari, juntamente com sua esposa Rafaella e o filho Felipinho, após abandonar o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 - 13/11/2016









A corrida seguia seu curso quando Felipe Massa que vinha fazendo voltas rápidas com pneus intermediários foi vítima da Curva do Café ao bater no guard rail. A torcida aplaudiu o brasileiro que não se conteve na emoção e chorou junto da bandeira do Brasil. No caminho até os boxes foi ovacionado por mecânicos das outras equipes, em especial a Ferrari que defendeu por oito anos e o abraço na mulher Rafaela e no filho Felipinho. Uma das cenas mais bonitas do esporte no ano.

A corrida tinha de seguir e Hamilton e Rosberg abriram. Max Verstappen que havia parado pra trocar pneus foi abrindo caminho com ultrapassagens sensacionais e faltando duas voltas pro fim ele ultrapassou Sergio Perez e foi para o pódio. Lá na frente Hamilton enfim vencia no Brasil e ao mesmo tempo chegava à vitória de número 52 na carreira superando o francês Alain Prost se tornando o segundo maior vencedor da história ficando atrás apenas de Schumacher. Nico Rosberg chegou em segundo e a decisão do campeonato ficou pra Abu Dhabi no dia 27. Felipe Nasr fez uma grande corrida e levou a Sauber a marcar pontos pela primeira vez no ano com um excelente nono lugar. A temporada da Fórmula 1 termina no dia 27 e quem será o campeão da temporada: Nico ou Hamilton?

Confira a classificação final da corrida:
1.Lewis Hamilton ING Mercedes-Mercedes - 3:01:01.335
2.Nico Rosberg ALE Mercedes-Mercedes - +11.455s
3.Max Verstappen HOL Red Bull-TAG - +21.481s
4.Sergio Perez MEX Force India-Mercedes +25.346s
5.Sebastian Vettel ALE Ferrari-Ferrari +26.334s
6.Carlos Sainz Jr ESP Toro Rosso-Ferrari +29.160s
7.Nico Hulkenberg ALE Force India-Mercedes +29.827s
8.Daniel Ricciardo AUS Red Bull-TAG +30.486s
9. Felipe Nasr BRA Sauber-Ferrari +42.620s
10.Fernando Alonso ESP McLaren-Honda +44.432s
11.Valtteri Bottas FIN Williams-Mercedes +45.292s
12..Esteban Ocon FRA Manor-Mercedes +45.809s
13.Daniil Kvyat RUS Toro Rosso-Ferrari +51.192s
14.Kevin Magnussen DIN Renault-Renault +51.555s
15. Pascal Wehrlein ALE Manor-Mercedes +60.498s
16. Jenson Button ING McLaren-Honda +81.994s
Esteban Gutierrez MEX Haas-Ferrari (abandonou)
Felipe Massa BRA Williams-Mercedes (abandonou)
Jolyon Palmer ING Renault-Renault (abandonou)
Kimi Raikkonen FIN Ferrari-Ferrari (abandonou)
Marcus Ericsson SUE Sauber-Ferrari (abandonou)
Romain Grosjean FRA Haas-Ferrari (não correu)

Um comentário:

Kleber Nunes disse...

Um ano depois da derrota pra Record os índices melhoraram e a corrida transmitida pela Globo obteve 17 pontos de média, a melhor dos últimos quatro anos.