domingo, 21 de agosto de 2016

RIO 2016 DIZ ADEUS À OLIMPÍADA E PASSA O BASTÃO PARA TÓQUIO

Depois de 16 dias de emoções, chega ao fim a 31ª edição dos Jogos Olímpicos da Era Moderna. O Rio de Janeiro se despediu da Olimpíada 2016 numa grande festa exaltando a brasilidade e sua variação cultural.

Divulgação COB e Yves Hernan/Reuters



Os bonecos de barro de Mestre Vitalino ganharam vida na apresentação que homenageou o artesão pernambucano, de Caruaru YVES HERMAN / REUTERS

Cerimônia de encerramento retratou a brasilidade do povo e Isaquias Queiroz foi nosso porta bandeira

Uma queima de fogos deu início à cerimônia de encerramento. Logo na sequência surgia o 14 Bis de Santos Dumont e um painel humano apresentou os cartões postais da Cidade Maravilhosa ao som da banda Barbatuques. O palco então foi ocupado por Martinho da Vila que cantou Carinhoso, de Pixinguinha além de outros sucessos de nomes clássicos da MPB como Noel Rosa. Depois que Paulinho da Viola cantou o hino nacional na abertura foi a vez de 27 crianças representando cada estado e o Distrito Federal.

A cantora Roberta Sá incorporando Carmem Miranda convidou os atletas a entrarem no estádio do Maracanã. Juntos e misturados os astros da festa foram entrando. Primeiramente a representante da Grécia, o berço dos jogos e o multi medalhado Isaquias Queiroz que foi nosso porta bandeira, logo atrás vieram os outros porta bandeiras como a ginasta americana Simone Biles e o judoca do Congo Popole Misenga, do time de refugiados sob a bandeira do COI. Nem mesmo a forte chuva que caía sobre o Maracanã diminuiu o ânimo dos atletas. No ritmo do frevo, baião, xaxado e outras variações culturais deram prosseguimento à cerimônia. A cantora Julia Michaels e o DJ Kygo cantaram em homenagem aos atletas e um clipe foi exibido simbolizando o lançamento de uma plataforma digital.

A segunda parte da cerimônia trouxe a história do Brasil contada da arte rupestre à arte contemporânea. Uma mulher rendeira teceu um pedaço de pano ao som de Asa Branca de Luiz Gonzaga. A última cerimônia de premiação dos jogos foi na maratona masculina. Atletas que foram eleitos para integrar o COI foram homenageados ao som do hino olímpico e do hino da Grécia. A bandeira olímpica passou primeiro pelo prefeito do Rio Eduardo Paes que foi bastante vaiado, pelo presidente do COI Thomas Bach e chegou às mãos de Yuriko Koike, governadora de Tóquio, sede das próximas Olimpíadas.

Reuters e Fabrice Coffrini/AFP

Reuters

The president of the Olympic Committee of Brazil and Rio 2016 Organising Committee for the Olympic Games, Carlos Arthur Nuzman delivers a speech during the closing ceremony of the Rio 2016 Olympic Games at the Maracana stadium in Rio de Janeiro on August 21, 2016. / AFP PHOTO / Fabrice COFFRINI

Shinzo Abe saiu de um cano de esgoto incorporando o personagem Mario e Nuzman exalta o povo no discurso de despedida

Então foi a vez do Japão se apresentar por oito minutos com um show ao estilo high tech e dos games. Incorporando o personagem popular Mário, o primeiro ministro Shinzo Abe deu início à apresentação japonesa de oito minutos. A parte de discursos começou com o presidente do COB e do Comitê Organizador Carlos Arthur Nuzman exaltando a capacidade do Rio de organizar a Olimpíada e afirmando que foram sete anos de luta, depois em português e francês Thomas Bach agradeceu o empenho do povo carioca ressaltando a celebração da diversidade do evento. Cinco representantes de cada área integrada ao evento foram premiados e Bach conclamou a todos a participarem dos Jogos de Tóquio e declarar encerrados os Jogos Olímpicos Rio 2016.

Reuters

Reuters

A pira olímpica é apagada e estão oficialmente encerrados os Jogos do Rio

A parte final da cerimônia trouxe o paisagismo de Roberto Burle Marx ao som de Tom Jobim e depois a chama olímpica foi apagada numa chuva artificial com a cantora Mariene de Castro cantando a música Pelo tempo que durar, de Marisa Monte. Uma nova queima de fogos ocorreu e como se fosse a Marquês de Sapucaí a celebração do carnaval ao som de Cidade Maravilhosa e com Leandra Leal puxando o Cordão da Bola Preta lembrando os carnavais de rua e ao ritmo de samba estão encerrados oficialmente os Jogos Olímpicos Rio 2016.

E aqui coloco ponto final à cobertura integrada da Olimpíada Rio 2016. Aqui no Blog de knunes, no FC Gols e no Blog Olímpico Rio 2016 trouxemos para vocês tudo que aconteceu de mais importante durante esses 16 dias inesquecíveis, mas o espírito olímpico não para por aqui. Vem aí a Paralimpíada que também terá cobertura especial no Blog de knunes e também no FC Gols a partir de 7 de setembro. Até lá e Obrigado Rio 2016!

2 comentários:

Jurandir Dalcin disse...

Adorei a cobertura que fez aqui no blog. E quantos motivos pra comemorar, né? rs

Abraço

Kleber Nunes disse...

A Olimpíada acabou e o que fica é saudade, mas não podemos esquecer de uma coisa para aqueles que falavam que ia ser caótica, aqui é Brasil e nós não somos nem pior e nem melhor que ninguém, somos diferentes.