sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Bolt faz história pela nona vez, Isinbayeva diz adeus, futebol feminino deixa o bronze ir embora e vôlei atropela rumo à quarta decisão seguida

O Brasil não conquistou medalha nesta sexta. A seleção de futebol feminino deixou escapar o bronze e o ouro ficou com as alemãs, mas no vôlei garantiu vaga na quarta decisão seguida. O dia marcou também a aposentadoria de uma estrela do atletismo mundial e o nono ouro de um certo jamaicano que já está na história olímpica.

E A MEDALHA ESCAPOU...

Paulo Whitaker e Murad Sezer/Reuters e Sérgio Neves/AE





2016 Rio Olympics - Soccer - Final - Women's Football Tournament Gold Medal Match - Sweden v Germany - Maracana - Rio de Janeiro, Brazil - 19/08/2016. Germany's (GER) players celebrate winning the gold. REUTERS/Murad Sezer FOR EDITORIAL USE ONLY. NOT FOR SALE FOR MARKETING OR ADVERTISING CAMPAIGNS. ORG XMIT: OLYSS746

Canadá mostra superioridade e vence o Brasil para frustração de Marta e a Alemanha leva o torneio feminino vencendo a Suécia

De tão injustiçadas nossas meninas do futebol não mereciam terminar fora do pódio olímpico. Mesmo lotando as arquibancadas da Arena Corinthians a torcida reconheceu no fim o esforço da seleção e aplaudiu as jogadoras. A derrota para o Canadá por 2 x 1 tirou o Brasil do sonho do pódio em casa. Depois de um começo arrasador vieram três jogos sem gol e hoje o gol do Brasil saiu depois de 412 minutos em branco, mas as canadenses tiveram mais vigor físico e fizeram dois gols, um com Rose e outro com a capitã Sinclair. O gol brasileiro foi marcado por Bia. Além da derrota a partida simbolizou a aposentadoria de Formiga que depois de seis Olimpíadas seguidas encerrou carreira. Já Marta chorou e fez um apelo aos dirigentes que não deixe de apoiar o futebol brasileiro, pois há muito tempo que a CBF não valoriza o esforço das mulheres, quem sabe agora? A medalha de ouro ficou pra Alemanha que venceu a Suécia no Maracanã por 2 x 1.

ISAQUIAS IMPOSSÍVEL ESTÁ EM MAIS UMA FINAL

Damien Meyer/AFP

Isaquias Queiroz (e) tem a chance de fazer história caso fature mais uma medalha neste sábado (Foto: Damien MEYER/AFP)

Isaquias e Erlon avançaram com tranquilidade para a final com o melhor tempo

O canoísta Isaquias Queiroz segue arrasador em busca de ser o maior atleta brasileiro em uma edição olímpica. Hoje ao lado do amigo e parceiro Erlon Souza garantiu com sobras sua passagem à final do C2 1000 m com o melhor tempo das eliminatórias. O Brasil ainda participou do K4 1000 m e ficou de fora da final assim como Edson Silva no caiaque individual K1 200 m.

ISINBAYEVA DIZ ADEUS ÀS PISTAS

Gregory Bull/AP



Yelena Isinbayeva anuncia aposentadoria e elogia o brasileiro Thiago Braz

A saltadora russa Yelena Isinbayeva anunciou hoje sua retirada das pistas. Bicampeã olímpica e tricampeã mundial no salto com vara a russa foi eleita para integrar a Comissão de Atletas do COI. Isinbayeva não pôde competir nos Jogos Olímpicos devido à punição que a Wada aplicou na delegação de atletismo. Na coletiva fez questão de elogiar o brasileiro Thiago Braz, campeão olímpico do salto com vara e que foi treinado por Vitaly Petrov, seu técnico afirmando que ele vai bater em breve o recorde mundial da prova.

O CASTIGO DA MENTIRA

AFP



Ryan Lochte pediu desculpas, mas ele corre o risco de ser punido pelo COI

O COI resolveu abrir investigação disciplinar contra os nadadores americanos, especialmente Ryan Lochte por causa do incidente entre eles ocorrido após eles competirem na Olimpíada. As possíveis punições aos atletas variam de suspensões ou em caso extremo a perda da medalha. Lochte pediu desculpas dizendo que deveria ter mais responsabilidade. E atletas da Austrália e Grã Bretanha sofreram assaltos. O nadador australiano Joshua Palmer foi abordado por um homem que o obrigou a sacar R$ 1000, mas ele não registrou ocorrência.

EUA E SÉRVIA DECIDEM TORNEIO DE BASQUETE

Andrej Isakovic e Mark Ralston/AFP 

O norte-americano Kevin Durant pula em direção à cesta, observado por jogadores dos Estados Unidos e da Espanha Foto: MARK RALSTON / AFP

Stefan Markovic foi um dos destaques da Sérvia na partida (Foto: Andrej Isakovic/AFP)

Kevun Durant voa para cravar a bola na cesta: americanos passam pelos espanhóis e vão decidir contra a Sérvia que aniquilou a Austrália

A seleção americana de basquete masculino confirmou o favoritismo e passou pela Espanha na semifinal vencendo o jogo de forma apertada: 82 x 76. O adversário na decisão será o time da Sérvia que atropelou a Austrália por 87 x 61. A partida será no domingo e é o último evento da Olimpíada.

O desempenho dos demais brasileiros

Yasuyoshi Chiba/AFP

Yane Marques cumprimenta a polonesa Anna Maliszewska, que ficou com a medalha de bronze Foto: YASUYOSHI CHIBA / AFP

- Yane Marques não conseguiu repetir o desempenho que a levou para a medalha em Londres e ficou na 23ª posição no pentatlo moderno feminino. A brasileira não foi bem na esgrima e teve resultados irregulares nas outras provas.

- Na plataforma de 10 m Hugo Parisi avançou à semifinal com o 13º lugar.

- No golfe Mirian Nagl subiu para o 54º lugar geral e Victoria Lovelady está em 57º. Neste sábado o torneio termina com a volta final.

- O hipismo ficou sem medalhas no torneio individual. O melhor brasileiro foi Álvaro de Miranda Netto, o Doda que terminou na nona colocação. Pedro Veniss foi o 16º colocado.

- No nado sincronizado a equipe brasileira repetiu o sexto lugar e fechou na mesma colocação.

- A seleção feminina de polo aquático ficou na oitava colocação ao perder para a China por 10 x 5.

- O Brasil conseguiu clasificação na final do revezamento 4 x 400 devido à desclassificação da Grã Bretanha e ficou com o oitavo tempo. Na marcha atlética 50 km o melhor brasileiro foi Caio Bonfim que foi o oitavo colocado, Jonathan Rieckmann foi o 28º e Mário José dos Santos não terminou a prova. Na marcha atlética feminina de 20 km a brasileira Erica Sena foi a sétima colocada e Cislane Lopes foi a 49ª colocada. Na final do arremesso de peso Wagner Domingos ficou na 12ª colocação.

- Na ginástica rítmica Natália Gaudio ficou em 23º lugar e não foi para a final do individual geral.

- No ciclismo BMX a brasileira Priscila Carnaval foi a última colocada em sua série e não chegou à semifinal.

A final do handebol masculino será entre Dinamarca e França. Os dinamarqueses venceram na prorrogação a Polônia por 29 x 28 e a França bateu a Alemanha por 29 a 28 e vai tentar o tricampeonato olímpico.

BOLT CONQUISTA SEU NONO OURO OLÍMPICO E FAZ HISTÓRIA

Lucy Nicholson/ Reuters



Usan Bolt corre para fazer história e vencer sua nona prova em Olimpíadas

Usain Bolt entrou definitivamente pra história do esporte ao vencer na noite desta sexta o revezamento 4 x 100 com a Jamaica. Em nove finais olímpicas ele venceu todas. Realmente vai fazer grande falta o raio das pistas. O Japão surpreendeu e ficou com a prata e o bronze foi do Canadá pois os Estados Unidos foram desclassificados por pisar fora da linha de balizamento. O Brasil terminou a prova na sexta colocação.

ATROPELO BRASILEIRO E VÔLEI CHEGA À QUARTA FINAL OLÍMPICA

Ricardo Moraes/Reuters

Lipe e Lucarelli comemoram com um entusiasmo um ponto feito na partida contra a Rússia RICARDO MORAES / REUTERS

O Brasil deu uma aula de vôlei e depois de passar por dificuldades ressuscitou e embalado pela força da torcida venceu a Rússia com um atropelo: 3 sets a 0 e no domingo vai buscar sua terceira medalha de ouro encarando a Itália que na outra semifinal derrotou a seleção dos Estados Unidos por 3 sets a 2.

Quadro de medalhas

PAÍSES
Medalhas Estados UnidosEUA383532105
Medalhas Grã-BretanhaGBR24221460
Medalhas ChinaCHN22182565
15ºMedalhas BrasilBRA55515

CLICK OLÍMPICO DO DIA

Reuters

Reuters

Nesse 19 de agosto de 2016 Usain Bolt conquista seu último ouro olímpico e sai de cena. Rápido como um raio ele não deixou sombras e venceu pela terceira vez os 100, 200 e o revezamento 4 x 100.

Nenhum comentário: