sábado, 13 de dezembro de 2014

O Belo do Sábado: Rodrigo Santoro

O quadro O Belo do Sábado chega hoje ao seu final. Foram seis anos homenageando atores, cantores e jornalistas. E para fechar com chave de ouro sua brilhante trajetória o nosso último homenageado é o ator Rodrigo Santoro.



Carioca de Petrópolis Rodrigo Junqueira Reis Santoro nasceu em 22 de agosto de 1975. Estudava jornalismo na PUC quando cursou a Oficina de Atores da Rede Globo e foi reprovado em teste para entrar em Sex Appeal, mas nem por isso se abateu e conseguiu um papel de pequena importância na novela Olho no Olho em 1993. No ano seguinte atuava em Pátria Minha no papel de Fernando, no ano seguinte seu primeiro papel de destaque, Serginho em Explode Coração onde se envolvia com uma mulher mais velha, personagem de Renée de Vielmond. Dois anos mais tarde em O Amor está no ar outro personagem que se envolve com uma mulher mais velha, Léo, só que ele também se apaixona por uma mulher mais nova. Em Hilda Furacão, minissérie de 1998 fez o papel do Frei Malthus. Em Suave Veneno, de 1999 fez o problemático Eliseu, dois anos mais tarde fez o problemático Carlos Charles de Estrela Guia e em 2003 fez Diogo em Mulheres Apaixonadas, sua última novela no Brasil. Ainda atuou em Hoje é dia de Maria - 1ª e 2ª jornadas, As Brasileiras e Som e Fúria e participou de sete episódios de Lost.






No cinema iniciou sua carreira no filme Depois do Escuro, de 1996. O seu primeiro prêmio foi conquistado no filme Bicho de Sete Cabeças de Laís Bodansky. Outros filmes de destaque foram Carandiru, Abril Despedaçado, Heleno e A Dona da História.





A carreira internacional começou com uma participação em As Panteras Detonando em 2003, mas o sucesso veio no filme 300 em 2007 quando interpretou o imperador Xerxes e agora em 300: Rise an Empíre voltou a interpretar o mesmo personagem. Na vida pessoal namorou por três anos com a atriz Luana Piovani e só terminou quando descobriu a traição de Luana com o empresário Christiano Rangel e atualmente namora com Mel Fronckowiak.

E chega ao fim o quadro O Belo do Sábado. Foram seis anos de homenagem aos homens atuantes em várias áreas. O quadro sai do ar e em 2015 o Top 5 ocupará seu lugar. Ao todo foram mais de 200 homenageados. O campeão em homenagens foi o ator e apresentador Rodrigo Faro com três aparições (agosto de 2009, outubro de 2010 e junho de 2013) e o mais comentado foi André di Mauro em agosto de 2011. O quadro surgiu no antigo blog no UOL com o nome de Galã da Semana, uma sugestão de uma leitora e quando migrei pro Blogger em 2011 mudamos o nome do quadro para O Belo do Sábado. No mesmo ano post especial reuniu os 100 homenageados do quadro que agora sai do ar depois de 279 edições. Pode ser que até volte no ano que vem ou 2016, mas até lá o quadro sai do ar.

Nenhum comentário: