sábado, 1 de novembro de 2014

O Mês em Resumo: A eleição que dividiu o Brasil, a crise da água que deixou São Paulo na seca e um novo drama na Fórmula 1

O quadro O Mês em Resumo traz hoje os principais fatos que marcaram o mês de outubro.









A mais acirrada e tensa eleição presidencial desde 1989 dividiu o país seja nas ruas, nas redes sociais, enfim, foi uma eleição polarizada e marcada por ataques mútuos. No fim mais de 54 milhões de brasileiros escolheram Dilma Rousseff que foi reeleita num pleito difícil. No primeiro turno a petista venceu, mas não levou porque o tucano Aécio Neves conseguiu virar o jogo e tirar Marina Silva da disputa. A mesma Marina Silva decidiu apoiar o tucano que chegou a liderar as pesquisas, mas a virada da petista fez com que o Brasil ficasse dividido. Dilma Rousseff em seu discurso da vitória disse que está aberta ao diálogo, mas se depender do Congresso que rejeitou a proposta da criação dos conselhos populares vai ser difícil governar.





Aécio Neves perdeu a eleição, mas os 51 milhões de votos conquistados o credencia como novo líder da oposição que virá mais forte. Aécio conseguiu unir o PSDB e promete fazer uma oposição ferrenha, como jamais teve nos 16 anos de governo do PT.

Na composição do Congresso o PT perdeu cadeiras na Cãmara dos Deputados, mas segue como o partido com maior representação política com 70 deputados, seguido do PMDB que soma 66. Entre os senadores o PMDB tem 18 e o PT tem 12.







Nas disputas dos governos estaduais o PMDB elege sete, o PSDB e o PT cinco e o PSB quatro. Em São Paulo Geraldo Alckmin consegue a reeleição e o PSDB vai pra 20 anos de poder no estado mais rico da nação, em Minas Gerais Fernando Pimentel impõe uma derrota histórica em Aécio Neves vencendo a eleição. No Rio de Janeiro Luiz Fernando Pezão consegue a reeleição. A grande surpresa foi o Rio Grande do Sul que tradicionalmente não reelege governador e José Ivo Sartori do PMDB conseguiu uma eleição surpreendente derrotando Tarso Genro que buscava a reeleição.



Um representante da Geração Brasília será o novo governador do Distrito Federal. Rodrigo Rollemberg venceu a eleição derrotando Jofran Frejat no segundo turno. Depois da renúncia de Arruda ele se tornou o favorito e conseguiu se eleger depois de uma campanha feita com propostas. O governador Agnelo Queiroz amargou uma derrota fragorosa nem chegando ao segundo turno devido às altas taxas de rejeição em seu mandato.

Dois mensaleiros em liberdade: José Dirceu deverá cumprir em casa o restante da pena enquanto Henrique Pizzolato teve seu pedido de extradição na Itália negado e ele foi solto.



O Petrolão ganha novos desdobramentos com as revelações do doleiro Alberto Yousseff. Num deles revelado pela revista Veja às vésperas do segundo turno ele afirma que o Palácio do Planalto sabia do esquema. A revista foi alvo de ataques e sua sede foi alvo de atos vandalistas. O site foi obrigado a publicar direito de resposta em mais um ataque claro à liberdade de expressão á imprensa.



A crise na água afeta São Paulo. O reservatório do Sistema Cantareira atinge níveis críticos e a falta de chuvas agrava ainda mais o problema. Na capital e no interior a falta d'água afeta a população. Outubro também foi seco em Brasília e a capital registrou índices altíssimos de calor. O dia 15 teve temperatura de 35º, o segundo mais seco da história.



O ebola chega a ameaçar o Brasil, mas o caso suspeito não passou de alarme falso. Um africano que estava em Cascavel no interior do Paraná chegou a ser internado, mas tudo não passou de uma febre.



O vigia Tiago Henrique Gomes da Rocha, de 26 anos confessa ter matado 39 pessoas em Goiânia durante três anos. O serial killer ainda confessa ter sofrido abuso sexual. Entre suas vítimas estavam moradores de rua, prostitutas e transeuntes que ele abordava.



Um ônibus que levava estudantes bate em uma carreta e mata 13 pessoas entre Borborema e Ibitinga, no interior de São Paulo.





Um atirador invade o Memorial Nacional da Guerra e o parlamento do Canadá na capital Ottawa e mata um oficial. Ele trocou tiros com a polícia e acabou morto. O caso abala o país que é considerado tranquilo.



O atleta paralímpico Oscar Pistorius é condenado a cinco anos de prisão pelo assassinato de sua namorada, a modelo Reeva Steenkamp. Com isso ele fica de fora das Paralimpíadas do Rio de Janeiro em 2016. Em outro crime passional o goleiro da seleção sul africana Senzo Meyina é assassinado por se envolver com uma amante.





Drama na Fórmula 1: O piloto francês Jules Bianchi sofre um acidente grave no Grande Prêmio do Japão quando perde o controle e bate em um trator a 200 km/h. O piloto foi internado e segue em estado crítico, mas estável.





A seleção dos Estados Unidos conquista pela nona vez o título do mundial feminino de basquete ao vencer na final a Espanha por 77 a 64. No mundial feminino de vôlei também deu EUA que conquistou o inédito título mundial ao vencer a China na decisão. O Brasil que vinha invicto ficou com a medalha de bronze ao vencer as donas da casa.



Representante do malandro carioca nos filmes Vai trabalhar Vagabundo e Se segura malandro e na TV com o jornalista Waldomiro Pena no seriado Plantão de Polícia, Hugo Carvana representou bem esse típico personagem do cotidiano. Na TV teve trabalhos de destaque interpretando políticos e empresários. Com essa simplicidade ganhou o carinho do público. Hugo Carvana morre no dia 4 em decorrência de um câncer de pulmão, aos 77 anos.



O jornalista Ben Bradlee deu à imprensa uma grande contribuição ao coordenar uma série de reportagens do caso Watergate que revelou ao mundo o envolvimento do então presidente americano Richard Nixon no esquema de espionagem na sede do Partido Democrata. O jornal Washington Post publicou 400 reportagens sobre o tema e a recompensa foi o Prêmio Pulitzer de 1973. Bradlee morre no dia 21 aos 93 anos.



O estilista Oscar de la Renta ficou famoso ao criar modelos de vestidos que foram usadas pelas primeiras damas americanas como Jacqueline Kennedy e Hillary Clinton além de assinar o modelo usado no casamento recente do ator George Clooney. Uma série de complicações causadas pelo câncer o matou aos 82 anos.



Ex- piloto de Fórmula 1 que disputou mais de 200 grandes prêmios sem vencer umzinho sequer, Andrea de Cesaris é mais lembrado pelas trapalhadas pois sempre se envolvia em acidentes do que seus feitos dentro da pista. Em 14 anos correu por equipes como McLaren, Ligier, Minardi, Brabham e Jordan. Um acidente de moto o matou aos 55 anos no dia 5 de outubro.


Nascido na França, Michel Laurence veio para o Brasil com 12 anos junto de seu pai que trabalhou na cobertura da Copa do Mundo no país. E a partir daí fincou raízes no jornalismo esportivo com textos inteligentes e sábios sobre o futebol. Cobriu oito copas do mundo, acompanhou boa parte da carreira de Pelé, foi um dos criadores da revista Placar e criou junto do fotógrafo Manoel Motta a Bola de Prata, prêmio dado aos melhores jogadores do Brasileirão que está há 45 anos premiando os jogadores. Em vários órgãos de comunicação onde passou deixou sua marca e dois de seus seis filhos seguem a carreira. Uma série de complicações depois de uma cirurgia no braço o matou no dia 25 aos 76 anos.

Em novembro tem mais.

Nenhum comentário: