sábado, 28 de junho de 2014

Sofrido e emocionante: Júlio César é herói e Brasil passa ás quartas com sofrimento

Jefferson Bernardes/Vipcomm, Mexsport, André Mourão (2)/Ag. O Dia, Sergio Perez, Leonhard Foeger, Eric Gaillard e Pool/Reuters, Manu Fernandez, Martin Meissner e Hassan Ammar/AP, Fabrice Coffini/AFP, Ivo Gonzalez (2)/Ag. O Globo, Wilton Junior e Eduardo Nicolau/AE e Jefferson Botega/ZH

Júlio César se emociona mesmo antes da cobrança de pênaltis; defesas do goleiro levaram Brasil para a próxima fase da Copa

A bola bate em David Luiz e entra no gol chileno Foto: Hassan Ammar / AP

David Luiz corre para comemorar o go do Brasil Foto: Martin Meissner / AP

David Luiz abre o placar contra o Chile e corre para comemorar seguido de Fred Foto: Ivo Gonzalez / Ivo Gonzalez







Alexis Sanchez marcou o gol de empate após bobeira da defesa brasileira Foto: Manu Fernandez / AP



Brasil teve que decidir vaga nas penalidades





Julio Cesar fez duas defesas na decisão por pênaltis contra o Chile

Julio Cesar pega o chute de Alexis Sanchez Foto: Manu Fernandez / AP

MEXSPORT







Júlio César se redime de 2010 e com duas defesas ajuda o Brasil a se classificar para as quartas de final

Foi uma batalha que levou todo mundo ao limite dos nervos, mas no fim o torcedor extravasou o grito e pulou de alegria. O Brasil sofreu, mas venceu o Chile na decisão por pênaltis. Quem pensava que o Chile seria um adversário fácil acabou se dando mal, pois a equipe montada por Jorge Sampaoli foi um adversário leal e jogando de igual pra igual pois não se escondeu do jogo em nenhum momento. O Brasil começou o jogo buscando as ações trazendo de volta o espírito de Copa das Confederações e chegou ao gol aos 17 minutos. No escanteio cobrado por Neymar a bola cruzou a área e encontrou o zagueiro David Luiz que escorou meio emprensado e a bola bateu em Jara, mas a FIFA deu gol ao brasileiro. O time era melhor em campo, mas numa falha de Marcelo e Hulk, Vargas cruzou e Alexis Sanchez entrou livre e empatou o jogo chutando sem chance de defesa pra Júlio César. No segundo tempo o jogo ganha ares de dramaticidade com chances dos dois lados. O Brasil teve um gol de Hulk anulado, pois segundo a arbitragem ele ajeitou com o braço. O Chile deu a resposta com Aránguiz e Júlio César interveio em grande defesa. Nos 30 minutos da prorrogação as duas equipes sentiram o cansaço e os espaços surgiram. Hulk teve a melhor chance, mas Bravo pegou, no segundo tempo o Brasil exerceu uma blitz na área chilena, mas a grande chance foi do Chile com Pinilla que chutou no travessão. Depois de 120 minutos o jogo foi pras cobranças de pênaltis. David Luiz converteu o primeiro para o Brasil, depois Júlio César pegou o primeiro pênalti cobrado por Pinilla, já Willian chutou pra fora a segunda cobrança brasileira, mas Júlio César foi gigante e defendeu a cobrança de Alexis Sanchez. Marcelo fez o segundo gol brasileiro, Aránguiz também fez o seu, na quarta cobrança brasileira Hulk parou em Bravo, Marcelo Diaz empatou, Neymar converteu a quinta cobrança e Gonzalo Jara chutou na trave gerando explosão e alegria no Mineirão. Agora é quartas de final, e Fortaleza nos espera.

BRASIL 1 (3) X (2) 1 CHILE
Brasil: Júlio César; Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Luiz Gustavo, Fernandinho (Ramires) e Oscar (Willian); Hulk, Neymar e Fred (Jô). Técnico: Luiz Felipe Scolari

Chile: Bravo; Medel (Rojas), Francisco Silva e Jara; Isla, Marcelo Díaz, Aránguiz, Vidal (Pinilla) e Mena; Vargas (Felipe Gutiérrez) e Alexis Sánchez. Técnico: Jorge Sampaoli
Data: 28/06/2014 - 13h
Local: Mineirão (Belo Horizonte)
Árbitro: Howard Webb (ING)
Auxiliares: Michael Mullarkey e Darren Cann (ING)
Cartões amarelos: Hulk, Luiz Gustavo, Jô e Daniel Alves (Brasil); Mena, Francisco Silva e Pinilla (Chile)
Gols: David Luiz, aos 17 min, e Alexis Sánchez aos 31 min do 1º tempo

Um comentário:

Kleber Nunes disse...

Tem de ser sofrido, até quando meu Deus! Júlio César pagou 2010 com juros e foi o herói da classificação. Faltam três passos. Vai Brasil, rumo ao Hexa!